19 Abr 2017 | domtotal.com

Problema do Atlético não é técnico


Roger não é o único culpado pelo baixo rendimento do Atlético
Roger não é o único culpado pelo baixo rendimento do Atlético (Bruno Cantini/Atlético)

Por Rômulo Ávila

Não se trata de defesa ao técnico Roger Machado, mas o problema do Atlético não é treinador. Se fosse, Levir Culpi, Diego Aguirre e Marcelo Oliveira teriam dado jeito ou pelo menos arrumado um pouco a casa. O problema do Atlético é a diretoria, que há anos usa o discurso de melhor elenco do Brasil como escudo. Assim, os reforços não chegam e o time continua com as mesmas deficiências: defesa fraca, falta de criação no meio e ataque sem mobilidade.

Já disse outras vezes que o Atlético precisa mudar a característica do elenco. Contratar jogadores que possibilitem alternativas táticas ao treinador. O time atual do Atlético é bom, pode ganhar jogos importantes, mas dificilmente conquistará um título de expressão.

Para ser campeão, o elenco precisa de dois zagueiros de ponta, um volante e um atacante de velocidade que jogue pelos lados do campo, conhecido antigamente como ponta.

O time de Roger, assim como o de Levir, Aguirre e Marcelo, é previsível, fácil de ser marcado e vulnerável no sistema defensivo. Qualquer torcedor sabe disso. Mas, para a diretoria, parece que está tudo lindo, afinal o ‘Atlético tem um dos melhores elencos do Brasil’. Conversa para boi dormir. O elenco alvinegro não é o melhor nem de Minas, imagine do Brasil inteiro?

Ainda há tempo para tentar salvar a temporada 2017. O primeiro passo é reconhecer as fragilidades do elenco e partir para o mercado em busca de reforços. Mecanismo para isso tem de sobra. Se faltar dinheiro, é só usar alguns jogadores como moeda de troca. Cazares seria o primeiro. Tem futebol, mas é desligado, baladeiro e parece desinteressado. Robinho é outro que pode sair. Apesar de ser acima da média, não tem a velocidade que o time precisa. Não posso esquecer do Rafael Carioca. Como ele me enganou!  Não marca ninguém e mata a transição da defesa para o ataque por ser lento.  

Enfim, não adianta só culpar o técnico. Do jeito que aos coisas andam, nem Guardiola resolveria.

Rômulo Ávila
É jornalista formado pela Newton Paiva. Foi repórter esportivo durante dois anos do extinto Diário da Tarde (tradicional periódico de BH fechado pelos Associados Minas em julho de 2007). Atualmente é repórter do Portal DomTotal. Antes de cursar comunicação, foi jogador de futebol profissional. Começou no Villa Nova-MG e passou pelo futebol paulista e nordestino.
Comentários
+ Artigos
Instituições Conveniadas