19 Mai 2017 | domtotal.com

Até a Globo teve que assumir


(Reprodução)

Por Marcel Farah

Não deu mais para segurar, praticamente único sustentáculo do governo golpista e de sua base congressual, foi a própria Globo que soltou o furo de reportagem em que Temer e Aécio Neves tiveram sua morte política decretada. Mas isso não cheira bem. Pode estar sendo articulado um golpe dentro do golpe...

A presença de Cunha

Como não poderia deixar de ser, Eduardo Cunha esteve no meio. Foi sua mesada que derrubou, ou derrubará Temer.
Do que são capazes?

O filho do Ministro Zavaski desabafou no facebook que a meta sempre foi barrar a lava-jato. Segundo o mesmo o PMDB sempre pressionou o PT a fazê-lo, como não fez, sofreu o golpe que destituiu Dilma. O filho ainda levantou a suspeita: se eles impediram uma presidenta legítima, não seriam também capazes de derrubar o avião do pai?

Aos estarrecidos… foi golpe

Aos jornalistas e personalidades que se disseram estarrecidas com as notícias deste 17 de maio de 2017, que vai entrar para a história como o dia da queda dos golpistas, só tenho a dizer que não queriam ver o óbvio: foi golpe.

A mãe de todas delações

Uma delação espontânea revelou a verdade do golpe, e provou, como muito bem dito por Paulo Henrique Amorim, que os métodos da “inteligência” da operação lava-jato não são os mais eficazes. Por ironia do destino podemos até dizer que Moro e a equipe de procuradores da lava-jato acobertou Temer e Aécio dando menos importância para os casos em que este foi citado e impedindo que as perguntas comprometedoras de Cunha àquele fossem respondidas.

Uma fração no bloco da elite

Contudo, como lembra Luis Nassif, por traz da delação contra Aécio pode haver a mão de Serra. Esta disputa interna do PSDB reflete o aprofundamento das fissuras internas do bloco político que assumiu o poder pós-golpe. Bloco este representante dos interesses do mercado financeiro e empresarial, da elite brasileira.

Ironia na procuradoria

Ângelo Goulart Villela, procurador federal, que defendia o pacote anti-corrupção junto ao também procurador Deltan Dalagnol, foi preso por corrupção no mesmo episódio. O MP não é o paraíso que se vende.

Diretas já!

Jornalistas e analistas dos grandes meios de comunicação falam na regra constitucional de eleições indiretas pelo Congresso e especulam sobre quem poderá assumir. Ou seja, os mesmos congressistas que derrubaram uma presidenta honesta, “em nome de deus”, e colocaram um corrupto no lugar. O que importa, assim que o governo golpista seja destituído, é garantir que o povo possa eleger seu ou sua próxima presidente/a. Para isso o caminho seria uma PEC, que já tramita no Congresso, para alterar a regra atual. Mas para tanto só com …..

...povo na rua

As mobilizações se intensificarão a partir de agora. O povo organizado e protestando, a classe trabalhadora lutando por seus direitos é a única alternativa para o país sair do atoleiro.

Marcel Farah
Educador Popular
Comentários
+ Artigos
Instituições Conveniadas