17 Jul 2017 | domtotal.com

Por que o Atlético está jogando tão mal?


O Atlético fez mais um jogo ruim no Campeonato Brasileiro, desta vez, contra o fraquíssimo xará de Goiânia.
O Atlético fez mais um jogo ruim no Campeonato Brasileiro, desta vez, contra o fraquíssimo xará de Goiânia.

Por Juliano Paiva

No encontro dos Atléticos no Estádio Olímpico, em Goiânia, havia mais alvinegros do que rubro-negros nas arquibancadas. Talvez, por isso, o Galo tenha imaginado que estava jogando em casa e fez um péssimo primeiro tempo, sem nenhum chute a gol.
 
Para quem não sabe, o Atlético Mineiro tem a quinta pior campanha em casa no Campeonato Brasileiro, com somente 38,10% de aproveitamento, mas é o quarto melhor visitante, com desempenho de 57,14%.
 
Acredite, é verdade! Você não leu errado. O Galo de outrora, tão temido em seu terreiro, não estreou no Brasileirão 2017. Parte da torcida tem calafrios ao lembrar que decidirá a vaga para as quartas de final, da Copa Libertadores, contra o poderoso Jorge Wilstermann, no Independência. Melhor se preparar para fortes emoções.
 
Voltando ao Brasileiro, algo tem intrigado os atleticanos de Minas Gerais: por que diabos o Atlético tem jogado tão mal? Em casa, o Galo só jogou bem contra o Cruzeiro e, mesmo assim, depois dos 25 minutos. Até então, o time celeste tomou conta da partida.
 
Longe da torcida, justificando a boa campanha fora de Minas, houve mais apresentações dignas, três ao todo: Flamengo, São Paulo e Chapecoense. Contra os catarinenses com reservas e os meninos da base.
 
Há quem diga que contra o Botafogo o Galo também jogou bem. Sim, jogou! Mas perdeu tantos gols que acabou castigado com o empate no fim, ofuscando a boa apresentação. Nesta partida, apesar de ter dominado completamente o embate, ficou claro que o atual elenco do Galo não sabe “matar” o jogo. Num mata-mata de Libertadores ou Copa do Brasil isso pode ser fatal. Já nos pontos corridos é a senha para, no melhor das hipóteses, apenas “participar” da competição. No pior delas, a luta é para não cair.
 
Contra o Goianiense o Galo mudou da água para o vinho no segundo tempo. Certo? Nem tanto! Melhorou o suficiente para ganhar da pior equipe do Brasileirão que, muito provavelmente, voltará para a Segundona no ano que vem. Diante de qualquer um dos melhores times atualmente – Corinthians e Grêmio –, o Galo não viraria o jogo. Pior, muito pior. É provável que já estivesse liquidado com o primeiro tempo tão pífio que fez.
 
Então, fica a questão, um dos mistérios do Campeonato Brasileiro: por que o Atlético está jogando tão mal? Eu simplesmente não sei. Por todo lado, em especial nas redes sociais, existem algumas hipóteses, inclusive as famosas teorias da conspiração. Seja lá qual for o motivo, é bom diretoria, comissão técnica e elenco resolverem logo. Os jogos decisivos se aproximam e, do jeito que está, o Galo será presa fácil.

Juliano Paiva
é jornalista formado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente editor do Dom Total, Paiva trabalhou nos jornais O Tempo, Hoje em Dia e no extinto Diário da Tarde, tradicional periódico de Belo horizonte fechado pelos Associados Minas em julho de 2007. No DT, começou como repórter da editoria Cidades, mas, na época do fechamento do jornal, fazia cobertura esportiva. Também foi responsável pela cobertura de jogos do Campeonato Brasileiro para a Folha de São Paulo no segundo semestre de 2007.
Comentários
+ Artigos
Instituições Conveniadas