08 Set 2017 | domtotal.com

É hora de conhecer

O problema do conhecer toca a todos, desde crianças a velhos.

A inscrição do oráculo de Delfos repetida por Sócrates, “Conhece-te a ti mesmo”, torna-se urgente na atualidade.
A inscrição do oráculo de Delfos repetida por Sócrates, “Conhece-te a ti mesmo”, torna-se urgente na atualidade. (Divulgação/ Pixabay)

Por Gilmar Pereira

Há uma obra filosófica muito interessante que trabalha as questões fundamentais sobre o conhecimento. Trata-se do livro de Joannes Hessen chamado Teoria do Conhecimento, publicado pela editora Martins Fontes. Nele, o autor coloca cinco problemas:

  1. “Será o sujeito realmente capaz de apreender o objeto? Essa é a questão sobre a possibilidade do conhecimento humano”.
  2. “A fonte e o fundamento do conhecimento humano é a razão ou a experiência? Essa é a questão sobre a origem do conhecimento”.
  3. Na “relação entre sujeito e objeto” há “uma determinação do sujeito pelo objeto” ou “o sujeito que determina o objeto”? “Podemos chamar esse problema de questão sobre a essência do conhecimento humano”.
  4. “Além desse conhecimento racional, existe outro (...) que poderíamos chamar de intuitivo? Essa é a questão sobre os tipos de conhecimento humano”.
  5. “Se existe conhecimento verdadeiro, como posso reconhecer sua verdade? Qual o critério que me diz em cada caso se um conhecimento é verdadeiro ou não?”.

Em suma, pergunta-se: É possível conhecer? Qual a origem do conhecimento? O que é conhecer? Quais os tipos de conhecimento? Qual é o critério de verdade do conhecimento? Diversas correntes de pensamento buscarão respostas para essas questões, como Dogmatismo, Ceticismo, Subjetivismo, Relativismo, Pragmatismo, Criticismo, Racionalismo, Empirismo, Intelectualismo, Apriorismo, Objetivismo, Realismo, Fenomenalismo, Monismo Panteísta, Teísmo Dualista, Intuicionismo.

Nomes complicados, perguntas e respostas que parecem herméticas. Tudo isso faz parecer que o problema do conhecimento não é algo pertinente ou que não toca o cotidiano. Contudo, quando se escuta pelos cantos sentenças como “cada um tem sua verdade e a minha é diferente da sua” ou “você não precisa entender, basta ter fé” ou ainda “quem estuda demais fica doido”, evidencia-se que precisamos olhar mais atentamentte para as questões concernentes ao conhecimento.

O problema do conhecer toca a todos, desde crianças a velhos. Os sistemas avaliativos, os entraves na comunicação, as possibilidades da ciência, os processos de ensino-aprendizagem, a capacidade de entender o mundo ao redor, etc. implicam uma postura sobre o conhecimento. Isso se torna mais fundamental numa era em que a informação e a comunicação se dão em fluxos intensos e rápidos, mas com pouco entendimento mútuo. Assiste-se a troca de informações, mas não comunicação. Isso porque falta compreensão.

Contudo, a falta de compreensão não se dá apenas na relação com o outro, com o mundo. Ela atinge inclusive a esfera do autoconhecimento. A inscrição do oráculo de Delfos repetida por Sócrates, “Conhece-te a ti mesmo”, torna-se urgente na atualidade. Talvez a solução para diversos dilemas que atingem o mundo contemporâneo esteja aí, na capacidade de compreender-se e a outrem. Disso decorre a possibilidade de colocar-se no lugar do outro e ter empatia, bem como a habilidade de dialogar. Isso será tão melhor quanto mais profunda for nossa capacidade de conhecer.

Congresso do conhecimento

Grandes nomes do Brasil e do mundo estarão presentes na Dom Helder Escola de Direito para discutir os processos de conhecimento e o futuro da educação frente às transformações tecnológicas. Trata-se do Congresso Conhecimento, que traz como tema "Tecnologias e inovações metodológicas no Ensino Superior". O evento, que é promovido em parceria com a EMGE - Escola Mineira de Engenharia, acontecerá nos dias 13, 14 e 15 de Setembro. Além de conferências, paineis e oficinas, haverá também uma feira de inovação tecnológica. Maiores informações, podem ser acessadas no site Dom Total.

Gilmar Pereira
Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, graduado em Filosofia pelo CES-JF e em Teologia pela FAJE. Apaixonado por arte, cultura, filosofia, religião, psicologia, comunicação, ciências sociais... enfim, um "cara de humanas". Escreve às sextas-feiras.
Comentários
+ Artigos
Instituições Conveniadas