01 Nov 2017 | domtotal.com

O Ornitólogo

Conhecer-se e transformar-se

O filme é caracterizado como uma versão profana da vida de Santo Antônio.
O filme é caracterizado como uma versão profana da vida de Santo Antônio. (Divulgação)

Por Charles Mascarenhas

Perturbador e envolvente, o novo longa-metragem, O Ornitólogo, do português, João Pedro Rodrigues, é caracterizado como uma versão profana da vida de Santo Antônio.

O filme se passa em meio a uma floresta portuguesa, e apresenta Fernando (Paul Hamy), um ornitólogo, que resolve se isolar da civilização, para estudar a fauna e a flora daquela região.

Inserido naquele ambiente, o ornitólogo não está ali só para observar, como passa a ser objeto de estudo para os animais, que o observam a todo instante. Para além disso, o desligamento do universo que está fora da floresta e o meio fazem com que Fernando passe pelo processo de autoconhecimento e transformação de si mesmo.

Mas, antes disso, é importante ressaltar que as reflexões acerca de si próprio começam após um acidente que Fernando sofre ao navegar em um caiaque, que o leva para outro lugar. Fato semelhante ao acidente sofrido por Santo Antônio, que quando voltava para Portugal, teve seu barco arrastado por uma tempestade para a Costa da Sicília.

O percurso para voltar onde estava, faz com que Fernando encontre em seu caminho figuras excêntricas como: chinesas católicas que percorrem o caminho de Santiago de Compostela, amazonas fantásticas e Tengu (criaturas fantásticas do folclore japonês) em seus rituais noturnos. Além disso, o ornitólogo tem a chance de ter experiências libertadoras, possibilitando assim, sua aproximação com o que seria a ordem franciscana.

A libertação de Fernando vai desde a libertação carnal, onde às vezes os desejos podem falar mais alto, até o momento de transformação e do autoconhecimento.

Apesar de ser um filme com forte presença religiosa e com algumas referências à passagens de santos na terra, O Ornitólogo não tem a intenção de impactar o telespectador com sua “versão profana” apenas de apresentar uma releitura contemporânea acerca da vida de Santo Antônio.

O Ornitólogo é um filme que tem uma belíssima montagem e planos contemplativos. O que chama mais atenção são as referências e releituras de clássicos do cristianismo e das artes, feitas pelo diretor, João Pedro Rodrigues.

No filme há referência à famosas pinturas, como a de São Sebastião, de Gregório Lopes, O Incrédulo, de Caravaggio e também à Shakespeare, quando apresenta monólogo do príncipe Hamlet diante de uma caveira.

O Ornitólogo faz parte da Sessão Vitrine Petrobrás e faz parte da programação do Cine Cento e Quatro.

Confira o trailer!

Charles Mascarenhas
Charles Mascarenhas é estudante de Comunicação Social em Cinema pela Puc-Minas, onde tem se dedicado à pesquisa sobre cinema.
Comentários
+ Artigos
Instituições Conveniadas