23 Abr 2018 | domtotal.com

O ´dia D' para o Cruzeiro na Libertadores


Mano Menezes tem boas chances de sair sorrindo do Mineirão, mas, para tanto, time precisa voltar a jogar bem.
Mano Menezes tem boas chances de sair sorrindo do Mineirão, mas, para tanto, time precisa voltar a jogar bem. (Vinnicius Silva/Gazeta Press)

Por Juliano Paiva

Quinta-feira, 26 de abril de 2018. Cruzeiro e Universidade de Chile estarão em campo no Mineirão pela 4ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Em jogo, a continuidade da Raposa no torneio continental. 

A situação está longe de ser desesperadora como “pintam” muitos fãs celestes nas redes sociais. Compreensível o comportamento deles. Torcedor é muito passional. 

Já na realidade do planeta bola, basta uma vitória e o Cruzeiro estará forte na briga pela vaga nas oitavas de final. E, vamos falar a verdade, em condições normais a Raposa passa fácil, provavelmente até goleia o time chileno que é muito ruim. 

O motivo para acreditar na vitória celeste na quinta-feira é o mais trivial possível. O Cruzeiro é muito, muito melhor do que a La U. Porém – no futebol quase sempre há um porém –, é preciso colocar o melhor futebol em prática. 

Feito isso, o time mineiro não só ganha dos chilenos em casa, mas também do Vasco em São Januário e, dependendo de uma combinação de resultados, poderá se dar ao luxo de até empatar com o Racing, em Belo Horizonte, na derradeira rodada, para seguir na Libertadores. 

Paciência dos jogadores será fundamental. A La U certamente jogará retrancada. O empate é excelente para a equipe chilena. Mas se tomar o primeiro, terá que se abrir. E será neste momento que o Cruzeiro terá a grande oportunidade de, inclusive, fazer saldo. 

Fortes emoções estão por vir para quem gosta de futebol. Para os fãs celestes em especial.  

Juliano Paiva
é jornalista formado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente editor do Dom Total, Paiva trabalhou nos jornais O Tempo, Hoje em Dia e no extinto Diário da Tarde, tradicional periódico de Belo horizonte fechado pelos Associados Minas em julho de 2007. No DT, começou como repórter da editoria Cidades, mas, na época do fechamento do jornal, fazia cobertura esportiva. Também foi responsável pela cobertura de jogos do Campeonato Brasileiro para a Folha de São Paulo no segundo semestre de 2007.
+ Artigos
Instituições Conveniadas