Blog CULTURA

Carlos Ávila

É poeta e jornalista. Publicou, entre outros, Bissexto Sentido e Área de Risco (poesia); Poesia Pensada (crítica) e Bri Bri no canto do parque (infantil). Foi, por quatro anos (1995/98), editor do “Suplemento Literário de Minas Gerais”. Trabalhou também na Rede Minas de Televisão e foi editor do caderno de cultura do jornal “Hoje em Dia”. Participou de mais de vinte antologias no país e no exterior.

últimos Posts

26/06 2015

Por Carlos Ávila O Tropicalismo é sempre referenciado por seus músicos populares, cantores/compositores. Mas muita gente hoje pouco lembrada (o produtor musical Manoel Barenboim, por ex.) esteve por trás daquele movimento, formando seu “alicerce” teórico/prático. O designer baiano Rogério Duarte é uma dessas figuras; vem sendo, lentamente, resgatado de nossa desmemoria cultural. Cabeça pensante e […]

Leia Mais...
24/06 2015

Por Carlos Ávila A exposição “Kandinsky – tudo começa num ponto” que circulou pelos Centros Culturais do Banco do Brasil (termina em São Paulo, ficando em cartaz de 8/7 até 28/9) não é bem uma ampla mostra de obras do grande pintor russo; é antes uma “amostragem” de suas raízes artísticas e do seu percurso […]

Leia Mais...
19/06 2015

Por Carlos Ávila A fotografia ia acabar com a pintura; o cinema ia acabar com o teatro; a televisão ia acabar com o rádio… A internet, muitos dizem, vai acabar com a televisão, com o livro e com o jornal impresso. Será mesmo? Bem, os impactos já estão aí: jornal e TV já estão devidamente […]

Leia Mais...
17/06 2015

Por Carlos Ávila uma brochura que mal se sustenta de pé na biblioteca pública de uma cidadezinha qualquer as páginas amareladas de uma antologia com trezentos e tantos tantos tantos “poetas” um título perdido (muito cedo, muito cedo) nas prateleiras de um sebo apenas um nome (nowhere man) na babilônica lista telefônica numa obscura repartição […]

Leia Mais...
12/06 2015

Por Carlos Ávila Descobri, em meio a volumes empoeirados, um velho e belo livro, quase um livro-objeto, de aparência próxima a uma plaquete, folha soltas em papel ingres – abrigadas, delicamente, entre capas cinza claro, cartonadas, com o nome do autor e o título impresso em tinta verde: Emílio Moura – “O instante e o […]

Leia Mais...
10/06 2015

Por Carlos Ávila “Eu já passei dos cinquenta anos. Isso quer dizer que a morte não deve percorrer longo caminho para me encontrar. A comédia está bem avançada e restam-me poucas falas”. Assim começa o inquietante “A dificuldade de ser” (“La difficulté d’être”) de Jean Cocteau (1889/1963), texto-testamento, um autorretrato impiedoso, escrito sob o sol […]

Leia Mais...
05/06 2015

Carlos Ávila Toda a visão que temos do movimento beatnik dos anos 1950, nos EUA, nos chegou por meio do olhar e das palavras de homens: Kerouac, Ginsberg, Burroughs, Gregory Corso, Ferlinghetti etc. – o olhar feminino parece ter passado batido. “Memórias de uma beatnik” da poeta Diane di Prima (lançado no ano passado pela […]

Leia Mais...
03/06 2015

Por Carlos Ávila Rossana Dalmonte, uma culta estudiosa italiana – jornalista e crítica, com formação em Letras e Música –, realizou nos anos 80 uma longa entrevista sobre a música contemporânea com Luciano Berio (1925/2003), um dos mais importantes compositores eruditos do século 20 – ao lado de John Cage (1912/1992), Stockhausen (1928/2007) e Pierre […]

Leia Mais...