Blog CULTURA

Carlos Ávila

É poeta e jornalista. Publicou, entre outros, Bissexto Sentido e Área de Risco (poesia); Poesia Pensada (crítica) e Bri Bri no canto do parque (infantil). Foi, por quatro anos (1995/98), editor do “Suplemento Literário de Minas Gerais”. Trabalhou também na Rede Minas de Televisão e foi editor do caderno de cultura do jornal “Hoje em Dia”. Participou de mais de vinte antologias no país e no exterior.

últimos Posts

29/06 2016

Por Carlos Ávila “Acabar com a corrupção é o objetivo supremo de quem ainda não chegou ao poder”. Ou: “Considero o máximo de habilidade política-econômica a desses caras que se locupletam no capitalismo entrando pela esquerda”. Humor em frases atualíssimas; escolha a melhor (ou então encontre outra ou outras melhores ainda, caro leitor, pois é […]

Leia Mais...
22/06 2016

Por Carlos Ávila Recentemente, no facebook, começou uma brincadeira a respeito dos livros e autores que foram importantes ou fundamentais – básicos mesmo – para os usuários daquela ferramenta. Daqui e dali surgiram espontaneamente listas, com cerca de vinte autores, organizadas por variadas pessoas (não só intelectuais ou escritores, imagino), reunindo nomes de livros (com […]

Leia Mais...
15/06 2016

Por Carlos Ávila Carlos Adriano, paulista, 49 anos, vem produzindo um cinema quase secreto: curtas que seguem a linha de invenção que vem do Mário Peixoto (1908/1992) de “Limite” e chega até Júlio Bressane – sobre quem, aliás, organizou um livro (em parceria com Bernardo Vorobow): “Cinepoética”. Doutor em cinema pela USP e pós-doutor em […]

Leia Mais...
10/06 2016

Por Carlos Ávila “E tudo foi feito num ambiente de paz e passarinhos”, assim escreveu Jobim – frase final do texto na contracapa do segundo LP de João Gilberto (1960). Tempo ainda de delicadeza, quase ingenuidade, neste nosso maltratado Brasil. Mas como diz o verso da canção que dá título ao disco: “o amor, o […]

Leia Mais...
08/06 2016

Por Carlos Ávila Os poetas do séc. 20 foram muito ligados ao cinema. Para ficar só na Brasil, lembre-se que Mário de Andrade (1893/1945) escreveu crônicas e críticas dedicadas à sétima arte – grande novidade criativa no início dos anos 1920; o autor de “Macunaíma” começou a comentar filmes na revista modernista “Klaxon”, depois em […]

Leia Mais...
03/06 2016

Por Carlos Ávila Em coluna recentíssima sobre a morte de Boris Schnaiderman – escritor, tradutor e ensaísta –, chamei atenção para a importância de seu livro “A poética de Maiakóvski”, cuja primeira edição saiu em 1971, pela Ed. Perspectiva, na coleção Debates. Trata-se, realmente, de um livro obrigatório para poetas e curtidores de poesia, assim […]

Leia Mais...
01/06 2016

Por Carlos Ávila Os periódicos impressos vão desaparecendo e, com eles, as seções ou cadernos de cultura – consequentemente desaparece também a crítica literária em artigos para jornal. Com certeza, um empobrecimento a mais nestes nossos tempos internéticos de textos breves e leves. O que sobrou daquela crítica, nos impressos ainda existentes, está nas resenhas, […]

Leia Mais...