Blog CULTURA

Carlos Ávila

É poeta e jornalista. Publicou, entre outros, Bissexto Sentido e Área de Risco (poesia); Poesia Pensada (crítica) e Bri Bri no canto do parque (infantil). Foi, por quatro anos (1995/98), editor do “Suplemento Literário de Minas Gerais”. Trabalhou também na Rede Minas de Televisão e foi editor do caderno de cultura do jornal “Hoje em Dia”. Participou de mais de vinte antologias no país e no exterior.

últimos Posts

27/07 2016

Por Carlos Ávila Eduardo de Jesus fala à coluna sobre arte contemporânea, TV, ambiente midiático e audiovisual. Mestre em Comunicação pela UFMG e doutor em Artes pela ECA/USP, Eduardo é também professor na pós-graduação da Fac. de Comunicação e Artes/PUC Minas. Foi curador nos eventos “Dense Local” (Festival Transitio-MX, México, 2009), “Esses espaços” (BH, 2010), […]

Leia Mais...
20/07 2016

Por Carlos Ávila Ele é pouco conhecido ou lembrado (mesmo entre profissionais de design ou artes gráficas no Brasil); o paraibano Tomás Santa Rosa (1909/1956) foi um dos principais capistas do país – atuou ativamente na Editora José Olympio, no Rio de Janeiro. Mas foi também pintor, diagramador, cenógrafo (responsável pelo cenário e figurinos da […]

Leia Mais...
13/07 2016

Por Carlos Ávila Sob o signo da observação-obsessão, o escritor francês Georges Perec (1936/1982) – um experimentalista que integrou a famosa OuLiPo, Oficina de Literatura Potencial, criada em 1961 por Raymond Queneau – escreveu um pequeno, mas provocante, livro conceitual: “Tentative d’épuisement d’un lieu parisien”. Ou “Tentativa de esgotamento de um local parisiense”, na tradução […]

Leia Mais...
06/07 2016

Por Carlos Ávila Júlio, a dissolução de referentes e a abstração semântica parecem marcar sua poética. Há uma opção proposital por uma linguagem elíptica, “onde a sintaxe se rarefaz/e subsiste não mais que por hipóteses de fios”? Não sei se se trata de uma “opção proposital”. De qualquer modo, acho que não vejo, pelo menos […]

Leia Mais...