Blog DIREITO / EXAME DA OAB

A importância de estudar processo!

23/03/2015 22:34:15

Direito-Processual-Civil

Porque estudar Processo?

Bom, sabemos que ainda temos um “tempinho” para os estudos uma vez que 2ª etapa esta prevista para o dia 17 de maio de 2015, e em razão desse prazo o examinando fica na dúvida se deverá iniciar os estudos pelo direito Processual ou pelo Direito Material?

Por mais que seja atrativo o início dos estudos pelo direito material, seja penal, civil, trabalho, o recomendável é iniciar os estudos para a segunda etapa pelo direito processual.

Mas por quê?

Bom, a resposta é simples, na verdade possui uma fundamentação empírica, ou seja, observando os exames percebemos que cerca de 70% do que é cobrado na segunda etapa enfoca o lado processual da matéria escolhida pelo examinando. E isso é claro quando um dos pontos nevrálgicos para fazer uma boa avaliação é justamente acertar a petição, a peça prática profissional.

Vale lembrar que o item 4.2.6 do Edital afirma que nos casos de propositura de peça inadequada para a solução do problema proposto, considerando para este fim peça que não esteja exclusivamente em conformidade com a solução técnica indicada no padrão de resposta da prova, ou de apresentação de resposta incoerente com situação proposta ou de ausência de texto, o examinando receberá nota zero na redação da peça profissional ou na questão.

O que fazer para dominar a matéria processual da disciplina que escolheu?

A resposta é simples! Estudem e estudem muito, utilizem o material que será utilizado no dia do exame para se familiarizar a ele, honestamente recomendaria um Vade Mecum permitido pelo edital, já que teríamos tanto o direito processual e o material, lado a lado.

Mas o que estudar?

Para contribuir com a resposta,  tracei um pequeno roteiro que poderá ser observado por vocês e que certamente irão ajudar o direcionamento de seus estudos na matéria processual  :

1-      Quais as peças possíveis/ Ritos processuais

2–      Qual a estrutura da respectiva justiça ( Justiça Comum, Justiça Federal, Justiça do trabalho)

3-      Regras de Competência

4-      Partes

5-      Fundamentos das peças

6-      Preliminares, prejudiciais e mérito das causas

7-      Objetos e Objetivos das ações

8-      Pedidos

9-      Características de cada peça

10–  Hipóteses de cabimento

O mais importante, claro que além dos estudos, é o examinando ficar atento ao enunciado das questões, por isso deem uma olhada no último post e treinem bastante.

Comentários