Blog DIREITO / EXAME DA OAB

Exame de Ordem: O que escolher para a segunda etapa?

14/02/2017 11:58:58

imagem-porque-estudar-ingles

Nessa semana fui abordado por uma aluna que me questionou o que escolher para a segunda etapa do XXII Exame de Ordem? Mesmo ainda se preparando para a primeira etapa essa dúvida frequentemente surge na cabeça do examinando.

Certo é que, decidir qual disciplina não é uma tarefa fácil, requerendo do examinando uma análise profunda de cada matéria. Alguns segredos, no entanto, podem ajuda-lo a fazer essa escolha com mais facilidade, gerando até mesmo segurança na opção apontada.

Para ajudar segue quatro passos rápidos mas extremamente úteis:

1-    Identifique a disciplina que tem maior afinidade:

Os conteúdos que o examinando tem uma afinidade maior, geralmente, são compreendidos sem maiores dificuldades. O primeiro passo é reconhecer a disciplina com a qual se tem facilidade de entendimento, interpretação e retenção dos principais assuntos.

2-    Não acreditar em boatos ou lendas:

Crer na ideia de que uma área é mais difícil ou mais fácil, apegando-se a esse boato (lenda) que existe há tempos, pode prejudicar a sua escolha. Todas as áreas do Direito têm suas características e especificidades, o que pode ser fácil para um candidato pode ser difícil para outro. Focar-se na complexidade de determinada matéria pode afastar o candidato da disciplina com a qual mais se identifica.

3-    Relembre suas experiências profissionais:

Um estágio em uma ou mais áreas do Direito pode ser um importante termômetro para a sua decisão. Ponderar suas experiências e o dia a dia na profissão ajuda na hora de escolher a disciplina. Foi isso que fiz quando há 13 anos prestei o exame de ordem, e confesso que ajudou muito!

4-    Projete sua decisão para o futuro:

Escolher, desde já, a área que quer trabalhar futuramente pode ser um facilitador. Em que pese parecer precipitado, ter em mente onde se quer chegar na profissão e em qual área do Direito quer atuar aumentar a dedicação e empenho do examinando.

Comentários