Blog DIREITO Social

Jacques Alfonsin

Procurador do Estado do Rio Grande do Sul (Aposentado). Mestre em Direito pela Unisinos. Professor de Direito Civil da Unisinos. Advogado e assessor jurídico de movimentos populares como o MST e ONGs ligadas aos direitos humanos: catadores e sem-teto, que defendem alimentação, moradia e ambiente saudável para o povo pobre. É coordenador da ONG "Acesso – Cidadania e Direitos Humanos", em Porto Alegre e integrante da RENAP. Publicou vários estudos sobre função social da propriedade e da posse, reforma agrária e solo urbano, assessoria jurídica popular e direitos humanos. Autor dos livros: "Das Legalidades Injustas às (I)Legalidades Justas: Estudos Sobre Direitos Humanos, Sua Defesa por Assessoria Jurídica Popular em Favor de Vítimas do Descumprimento da Função Social da Propriedade" pela editora Armazém Digital; "O Acesso à Terra como Conteúdo de Direitos Humanos Fundamentais à Alimentação e à Moradia" (Sergio Fabris, 2003).

últimos Posts

25/07 2018

Por Jacques Távora Alfonsin Fazer a democracia dependente das eleições, exclusivamente, como as campanhas eleitorais e os partidos políticos costumam fazer, pode agradar muito ao eleitorado das classes sociais abonadas e ricas, mas isso não tem o mesmo efeito entre gente pobre. Aquelas fazem duras críticas ao Estado de direito, mas não esquecem de, por […]

Leia Mais...
19/07 2018

Por Jacques Távora Alfonsin Entre os dias 13 e 15 deste julho, Santa Maria sediou a 25ª Feira Internacional de Economia Solidária (Feicoop), do 3º Fórum de Economia Solidária e 3ª Feira Mundial de Economia Solidária. Como sempre acontece nesse tipo de reunião, as virtudes e os defeitos de uma proposta de estabelecimento de uma […]

Leia Mais...
12/07 2018

Choque da Brigada Militar foi acionado para retirar servidores do prédio da Câmara Municipal. Foto: Guilherme Santos/Sul21 Por Jacques Távora Alfonsin O risco de a convulsão social se generalizar hoje, no Brasil, é cada vez maior, desde o golpe perpetrado em 2016, impondo um estado de exceção ao país, mas o poder de policia das […]

Leia Mais...
06/07 2018

Por Jacques Alfonsin Alguns ditados são assimilados a cultura dos povos como dogmas  indiscutíveis que resistem a qualquer impugnação da sua validade. “A justiça tarda, mas não falha” segue essa tradição.  Quase sempre lembrada como um modo de “consolo” a alguém que, paradoxalmente, está sofrendo por ser vítima de injustiça, a frase leva consigo duas impropriedades: […]

Leia Mais...