JESUÍTAS: 500 ANOS DE TRADIÇÃO E EXCELÊNCIA ASSINE NOSSA NEWSLETTER CONTATO

Colunas João Batista Libânio

06/06/2012  |  domtotal.com

Desafios da Igreja em face da Sociedade midiatizada

A Igreja nasce da Palavra, vive da Palavra e prega a Palavra. Nada lhe soa mais conatural que a Palavra nas diversas formas: falada, escrita e agora feita virtual. Esta não lhe causa nenhum estranhamento. No entanto, a pastoral atual atemoriza-se diante do monstro midiático. Que lhe passa?

Cada salto que a palavra dá provoca revolução cultural. No princípio, a cultura oral reinava serena nas transmissões de estórias, mitos, sagas, contos e tradições religiosas de geração em geração. Cada nova leva humana guardava a herança oral dos antepassados e cuidava de que ela se transformasse em vida no presente e reserva para o futuro.

Por mais viva e resistente que se mostrasse a cultura oral, plasmando mentes e corações, participava da fragilidade da morte inesperada e coletiva, deixando poucos sinais de sua existência e de difícil leitura arqueológica. Quando se inventou a escrita, a cultura humana mudou qualitativa e definitivamente. Até hoje nos deliciamos com as criações geniais do passado. E tradições orais de milhões de anos se perderam na bruma dos tempos.

A tecnologia avançou de tal modo que novos sinais além da letra manuscrita e impressa cristalizam conhecimentos, informações. Ultrapassam a lentidão da escrita e a monotonia das letras. Articula letra, fala e imagem, facilitando e aligeirando a compreensão. Em vez de o leitor incauto ir tropeçando sobre as palavras em busca da intelecção, a imagem lhe invade o interior, trazendo idéias, sentimentos, ideologias, valores, sem mesmo que perceba o que assimila. E se se recorre à escrita, esta adquire velocidade inaudita, codificada em novas formas.

E para a evangelização que significa tal revolução? Vantagens e riscos. De qualquer ponto em que esteja, o evangelizador alcança milhares, milhões e, nalguns casos, bilhões de fiéis. Lança a mensagem no ar da Internet, de rede de TVs, de programas gravados e reproduzidos. Dorme sobre os louros de presença além de toda imaginação. Ecoa-lhe a frase de Paulo: "A palavra de Deus não está acorrentada", (2Tm 2, 9), mas solta pelo mundo.

Há "poréns" nessa evangelização. O evangelho não se entende como palavra para ser ouvida, mas aceita, assumida e vivida. A midiática deixa-a no simples nível da informação. O grau máximo da palavra se realiza no sacramento e esse se vivencia no interior de uma comunidade. A midiática, em vez de gerar comunidades, tem criado ilhas isoladas no silêncio dos computadores, cujas ligações não comprometem em nada a vida comunitária.

Aconteceu. Duas pessoas entrecruzaram-se em um chat. A relação afetiva entre elas navegava veloz e promissora pelos rios da Internet. Em dado momento, um dos parceiros cansou-se. Simplesmente digitou delete e tudo terminou. Assim a mensagem evangélica que entra pela midiática permanece na tela enquanto for interessante. A qualquer momento, o passivo espectador toca, bem de leve uma teclazinha do laptop, e tudo desaparece.

A midiática tem obtido muito pequeno resultado no fazer a ponte do virtual para o real. Eis o desafio pastoral. A Igreja, por natureza comunhão entre fiéis, detém dentro de si a vocação de conduzir as pessoas até o encontro em comunidade. Se ela realizar tal missão, contribuirá para transformar em profundidade a sociedade midiática, individualista, hedonista em direção à aben-sonhada solidariedade humana.

João Batista Libânio é teólogo jesuíta. Licenciado em Teologia em Frankfurt (Alemanha) e doutorado pela Universidade Gregoriana (Roma). É professor da FAJE (Faculdades Jesuítas), em Belo Horizonte. Publicou mais de noventa livros entre os de autoria própria (36) e em colaboração (56), e centenas de artigos em revistas nacionais e estrangeiras. Internacionalmente reconhecido como um dos teólogos da Libertação.






X Fechar







código captcha






Outros artigos

Vídeos

Republicanos prometem agir contra aproximação dos EUA com Cuba
Acervo de Entrevistas

Agenda Cultural

Cinema  |  Teatro  |  Shows
Filmes Vestido pra Casar
"Vestido pra Casar"
Comédia

Enquete

Onde você fará as compras de Natal?

Nas lojas físicas
Na internet
Tanto nas lojas físicas como na internet
Ainda não decidi

Participe e concorra a prêmios.

TV DomTotal

Prof. Paulo Jackson Sousa: Evangelho de Marcos
Mais

Revista

Vol. 10 / Nº 19

CAPES: Qualis B1
Entre as melhores do Brasil