Religião

16/01/2019 | domtotal.com

Kumbh Mela: começa o mais concorrido festival religioso do mundo

Organizadores preveem o comparecimento de quase 100 milhões de fiéis em celebração de 48 dias.

Ascetas hindus cobertos de cinzas caminham em procissão durante o festival Kumbh Mela, em Allahabad em 15 de janeiro de 2019
Ascetas hindus cobertos de cinzas caminham em procissão durante o festival Kumbh Mela, em Allahabad em 15 de janeiro de 2019 (AFP)

Dezenas de milhões de hindus participaram nesta terça-feira do Kumbh Mela, a festa religiosa que reúne o maior número de fiéis do mundo, para realizar suas abluções nos sagrados rios do norte da Índia.

Os organizadores preveem o comparecimento de quase 100 milhões de fiéis nesta celebração de 48 dias em Allahabad, uma cidade do norte do país que os nacionalistas hindus querem batizar de Prayagraj porque acham que o nome soa muçulmano demais.

Nela convergem o Ganges e o Yamuna e, segundo a religião hindu, o mítico rio Sarasvati.

Para alojar esta maré humana, sobretudo nos dias considerados de bom presságio devido às abluções coletivas nos chamados "banhos reais", foram montados acampamentos nas margens dos rios. Uma autêntica cidade de barracas de camping animada por restaurantes e mercados.

O festival é realizado entre mantras, rituais e procissões de ascetas nus cobertos de cinzas.

Para os hindus, mergulhar nas águas durante esta congregação permite purificar os pecados.

"Esta peregrinação me traz paz e é uma ocasião para refletir sobre minha vida", disse à AFP Sangeeta Gangotri, que percorreu mais de 600 quilômetros a partir do centro da Índia para chegar a Allahabad.

Le Kumbh Mela ("festival da jarra" em hindu) é celebrado de três em três anos rodando por quatro cidades: Allahabad, Haridwar, Nashik e Ujjain. As duas primeiras também recebem os Kumbh Mela intermediários ("ardh"), como o de 2019.

"As pessoas, sobretudo nas cidades, estão se tornando cada vez mais religiosas porque o modo de vida ocidental que seguiam não as levava a lugar nenhum", estima Ganeshanand Bharamachari, um peregrino de 78 anos que faz o possível para não perder os Kumbh Mela.

O governo do estado de Uttar Pradesh, controlado pelos nacionalistas hindus do primeiro-ministro, Narendra Modi, e dirigido por um clérigo radical, promoveu amplamente o evento, a poucos meses das eleições legislativas de abril e maio.

As autoridades mobilizaram quase 30.000 membros das forças de segurança com motivo do Kumbh Mela, um festival incluído em 2017 pela Unesco na lista de patrimônio cultural imaterial.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas