Brasil Política

16/02/2019 | domtotal.com

Bebianno confirma que Bolsonaro sinalizou que vai exonerá-lo na segunda

Presidente ofereceu um cargo de diretor na Itaipu Binacional, embora a possibilidade seja vedada pela Lei das Estatais. Bebianno recusou a oferta.

Na madrugada deste sábado, Bebianno publicou um texto em redes sociais sobre lealdade.
Na madrugada deste sábado, Bebianno publicou um texto em redes sociais sobre lealdade. (Evaristo Sá/AFP e José Cruz/Ag.Brasil)

O ministro da Secretaria-geral, Gustavo Bebianno, confirmou, no início da tarde deste sábado, que o presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) indicou que vai exonerá-lo na próxima segunda-feira, 18. Ao deixar o hotel onde mora, em Brasília, ele afirmou que está com a consciência tranquila e que ainda tem "carinho" pelo presidente. 

Apesar da sinalização de que será demitido, Bebianno disse que ainda aguarda a formalização da exoneração na edição do Diário Oficial da União (DOU) de segunda-feira.

LEIA TAMBÉM:

Em reunião, nessa sexta-feira, Bolsonaro sinalizou que quer exonerar o ministro e ofereceu a ele um cargo na diretoria de Itaipu Binacional, embora a possibilidade seja vedada pela Lei das Estatais. A oferta foi prontamente recusada por Bebianno. "Não estou aqui por causa de emprego", justificou hoje. 

Questionado sobre o clima acirrado no encontro com Bolsonaro de ontem, relatado por interlocutores, Bebianno minimizou e disse que cada um teve a oportunidade de dizer o que pensa. Ele afirmou, ainda, que Bolsonaro mencionou, "por alto", as suspeitas de que Bebianno estaria vazando informações para a imprensa, o que, segundo aliados, irritou o presidente.

Na madrugada deste sábado, Bebianno publicou um texto em redes sociais sobre lealdade. Indagado sobre o teor da publicação, que foi visto como uma indireta para Bolsonaro, disse apenas que "foi uma mensagem que teve vontade de publicar".

Mensagem no Instagram

Após desavenças com o presidente Jair Bolsonaro e a eminente saída do governo, o ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno, publicou um texto sobre "lealdade" nas redes sociais na madrugada deste sábado, 16. "Quando perdemos por ser leal, mantemos viva a honra. Saímos de qualquer lugar com a cabeça erguida ao carregar no coração a lealdade", diz um trecho.

O texto, atribuído ao escritor brasileiro Edgard Abbehusen, também diz que "a lealdade é um gesto bonito das boas amizades" e "só consegue ser amigo, quem aprende a ser leal".

Bebianno compartilhou o texto no Instagram. Na rede social, ele possui uma foto ao lado de Bolsonaro como imagem de perfil. O ministro é conhecido por ter sido um dos primeiros a atuar pela pré-candidatura de Bolsonaro à Presidência e foi seu braço-direito na campanha.

No ano passado, assumiu interinamente a presidência do PSL para ajudar Bolsonaro. Agora, é acusado de ter participação no uso de candidaturas laranjas no PSL em Pernambuco. Ele nega.


Agência Estado

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas