Esporte

18/05/2017 | domtotal.com

Chapecoense vence e só depende de si para avançar na Libertadores

Verdão assumiu a terceira colocação do Grupo 7, empatado em 7 pontos com a vice-colocada Lanús.

Time da Chapecoense comemora gol contra a Lanús, dia 17 de maio de 2017, em Buenos Aires
Time da Chapecoense comemora gol contra a Lanús, dia 17 de maio de 2017, em Buenos Aires (AFP)

Em partida emocionante, a Chapecoense venceu o Lanús na Argentina por 2 a 1, nesta quarta-feira, e manteve vivas as chances de classificação para as oitavas de final da Libertadores.

O Verdão assumiu a terceira colocação do Grupo 7, empatado em 7 pontos com a vice-colocada Lanús. O Nacional (URU) empatou sem gols com o Zulia (VEN), na última terça-feira, e lidera o grupo com 8 pontos.

Na próxima rodada, a Chape recebe o Zulia na Arena Condá, dia 23 de maio. Depois de ter a classificação complicada, o Furacão agora depende apenas de si e só precisa vencer a partida para garantir a vaga, já que uruguaios e argentinos têm duelo direto no último jogo do grupo.

A Chape vinha de empate em 1 a 1 com o Corinthians, na estreia do Campeonato Brasileiro, e precisava de duas vitórias para ainda brigar por uma das vagas do grupo. A vitória também garantiria a classificação antecipada dos argentinos, que queriam partir pra cima jogando em casa.

- Ataque contra defesa -

O Lanus aproveitou o início do jogo com o apoio da torcida para pressionar os catarinentes. No entanto, a única chance veio aos 2 minutos do primeiro tempo, com Jandrei defendendo cabeçada de Aguirre. Os argentinos só voltaram a oferecer perigo aos 19 minutos.

O Verdão estava atento no jogo, marcando bem os avanços dos argentinos e oferecendo perigo nas subidas ao ataque. Aos 23 minutos, os catarinense surpreenderam os donos da casa. Arthur recebeu passe em profundidade pela esquerda e cruzou na cabeça de Wellington Paulista, que tocou sem chances para o goleiro Andrada.

O camisa 9 teve a chance de ampliar, aos 37 minutos, depois que ligação direta da zaga encontrou Apodi livre pela direita. O lateral aproveitou falha do zagueiro e tocou para Wellington bater de fora da área, raspando a trave de Andrada.

Do outro lado, o Lanús mantinha a posse de bola na casa dos 70%, mas parava na boa atuação do Jandrei.

- Vitória no fim -

Na volta do intervalo, a Chapecoense voltou com o mesmo time e igual comprometimento na marcação aos argentinos. O Lanús mantinha o ímpeto nas criação das jogadas, mas não chegava com perigo ao gol.

A segunda etapa foi marcada por ataque contra defesa. Quando o Lanús arriscava finalizações, Jandrei, sempre bem posicionado, realizava as defesas sem problemas.

Aos 31 minutos, depois de confusão dentro da área, a bola sobrou para Toledo, que encheu o pé mas parou na excelente atuação do arqueiro brasileiro.

Dois minutos depois, Wellington Paulista cortou cobrança de escanteio com a mão e o árbitro marcou pênalti. José Sand foi para a bola e tocou no canto direito de Jandrei, que voou para o outro lado. Empate dos argentinos aos 34 minutos.

Quando a partida já estava perto do fim, Reinaldo cobrou lateral com força dentro da área e o zagueiro Luis Otávio subiu mais alto que todos para fazer o segundo dos catarinenses, aos 43 minutos.

O árbitro ainda deu 5 minutos de acréscimos, mas a Chape conseguiu segurar o chuveirinho dos argentinos e agora só depende de si para se classificar para as oitavas de final da Libertadores.

Após o apito final, o Lanús reclamou da escalação irregular de Luiz Otávio, que acabou se transformando no herói dos catarinense. Mas a Chapecoense se posicionou ao término da partida, informando que nem o clube nem a CBF foram notificados da suspensão do zagueiro.

 

FICHA TÉCNICA
LANÚS 1 X 2 CHAPECOENSE

Local: Estádio Ciudad de Lanús, em Lanús (Argentina)
Data: 17 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Lamouroux (Colômbia)
Assistentes: Wilmar Navarro (Colômbia) e Dionisio Ruiz (Colômbia)
Cartões Amarelos: Pasquini, Herrera (Lanús), Moisés Ribeiro, Reinaldo (Chapecoense)
Cartão Vermelho: Wellington Paulista (Chapecoense)
Gols: LANÚS: Sand, aos 34 minutos do segundo tempo
CHAPECOENSE: Wellington Paulista, aos 23 minutos do primeiro tempo; Luiz Otávio, aos 43 minutos do segundo tempo

LANÚS: Andrada; José Gómez, Herrera (García), Braghieri e Pasquini; Marcone, Aguirre (Denis) e Martínez; Alejandro Silva (Toledo), Sand e Acosta
Técnico: Jorge Almirón

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Luiz Otávio e Reinaldo; Moisés Ribeiro (Moisés Gaúcho), Luiz Antônio (Neném) e João Pedro (Osman); Rossi, Wellington Paulista e Arthur
Técnico: Vagner Mancini


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Mais Lidas
Instituições Conveniadas