Esporte

18/06/2017 | domtotal.com

Em jogo recheado de polêmicas de arbitragem, Chile bate Camarões

m uma boa partida realizada no Estádio do Spartak, o Chile acabou vencendo o adversário pelo placar de 2  a 0.

Alexis Sánchez dribla o goleiro Joseph Ondoa em Moscou.
Alexis Sánchez dribla o goleiro Joseph Ondoa em Moscou. (AFP)

Camarões e Chile abriram a disputa do Grupo B da Copa das Confederações de 2017. Em uma boa partida realizada no Estádio do Spartak, o Chile acabou vencendo o adversário pelo placar de 2  a 0. O gols da partida foram marcados por Arturo Vidal e Eduardo Vargas.

A partida ficou marcado por dois lances, cada um no final de cada tempo. Aos 45 minutos da primeira etapa, o Chile abriu o placar com Vargas, porém o lance acabou anulado pelo auxílio tecnológico gerando a ira dos sul-americanos. Aos 46 da segunda etapa, o auxílio apareceu novamente, desta vez para validar o gol do mesmo atacante que havia sido anulado no primeiro momento pelo árbitro de campo.

O resultado faz com que os sul-americanos assumam liderança parcial do grupo com três pontos. Porém, nesta segunda feira, a atual seleção campeã do mundo,  Alemanha, encara a Austrália. A próxima partida das seleções acontecem na quinta-feira, quando Camarões encara a Austrália, às 12h (de Brasília), um pouco mais tarde, às 15h, o Chile mede forças com a Alemanha.

O jogo – A seleção chilena partiu para cima de seu adversário nos minutos iniciais e por pouco não abriu o placar logo no primeiro minuto. VArgas recebeu boa bola na entrada da área e finalizou um forte chute rasteiro na trave. Dois minutos mais tarde, Fuezalinda arrematou bonito da entrada da área e exigiu boa defesa de Ondoa.

A resposta de Camarões veio aos 11 minutos, quando Aboubakar fez bela jogada individual em contra-ataque e chutou forte rasteiro. O goleiro Johny Herrerra foi obrigado a fazer boa intervenção, no rebote, Jara quase marca contra.

Apesar do contra-ataque, os chilenos seguiam mandando na partida. Aos 24 minutos, Puch arristou de fora da área para abrir o placar, porém Ondoa fez mais uma defesa. Dois minutos mais tarde, Vargas lançou Fuezalinda dentro da área, o meia erra o domínio e desperdiça boa chance.

Após dar uma diminuída no ritmo, o jogo voltou a ter chances claras de gol aos 40 minutos. Vidal dá belo passe para Vargas, que dentro da área vira e acaba chutando por cima, desperdiçando uma ótima oportunidade. Pouco depois, a seleção chilena finalmente chegou às redes, em jogada parecida, porém desta vez, Vargas colocou a bola nos fundos das redes. No entanto, o árbitro de vídeo anulou o gol ao notar um impedimento através do auxílio tecnológico.

No inicio da segunda etapa, a seleção camaronesa até tentou pressionar o Chile, porém errava muitos passes na zona ofensiva de seu campo. Porém, aos poucos a seleção chilena retomava as ações, principalmente após a entrada de Alexis Sánchez, aos 12 minutos.

Porém chance clara de gol mesmo, apenas aos 35 minutos, quando Alexis Sánchez cruzou na medida para Arturo Vidal cabecear para o fundo do gol e abrir o placar.

O gol fez com que Camarões partisse para o ataque, mas novamente esbarrou na grande quantidade de passes errados pelos seus jogadores do setor ofensivo.

Já nos acréscimos, aos 46 minutos, Vargas aproveitou a sobre de um bate-rebate na área e ampliou o placar. O árbitro havia enxergado irregularidade no lance e acabou anulando o tento chileno. Porém, o auxílio tecnológico coltou a chamar a responsabilidade e acabou validando o gol.

FICHA TÉCNICA
CAMARÕES X CHILE

Local: Estádio do Spartak, em Moscou (Rússia)
Data: 18 de junho de 2017 (Domingo)
Horário: 15h(de Brasília)
Árbitro: Damir Skomina (Eslovênia)
Assistentes: Jure Praprotnik e Robert Vukan (Eslovênia) 
Público: 33.942 pessoas
Cartões Amarelos: Gonzalo Jara (Chile)
Gols: Arturo Vidal, aos 35 minutos do segundo tempo e Eduardo Vargas aos 46 minutos (Chile) 

CAMARÕES: Fabrice Ondoa; Erneste Mabouka, Adolphe Teikeu, Michael Ngadeu e Collins Fai; Sebastien Siani (Ngamaleu), Arnaud Djoum, Andre-Frank Anguissa; Benjamin Moukandjo, Vincent Aboubakar e Christian Bassogog
Técnico: Hugo Broos

CHILE: Johny Herrera; Mauricio Isla, Gary Medel, Gonzalo Jara e Jean Beausejour;  Marcelo Diaz, Charles Aranguiz (Francisco Silva), Arturo Vidal, Jose Fuenzalida (Leonardo Valencia); Edson Puch (Alexis Sánchez) e Eduardo Vargas
Técnico: Juan Antonio Pizzi


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas