;
Religião

11/08/2017 | domtotal.com

Papa exige a instituto religioso que deixe de oferecer eutanásia a pacientes psiquiátricos

Caso a exigência não seja correspondida, os religiosos podem "incorrer em excomunhão"

"Kit eutanásia" belga (ANSA)

O Papa ordenou ao ramo belga do Instituto religioso dos Irmãos da Caridade para acabar, até final de agosto, com a prática de oferecer a eutanásia aos pacientes psiquiátricos internados nas estruturas que administra.

A intervenção de Francisco foi divulgada pelo portal de notícias da Santa Sé, precisando que a ordem foi transmitida pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica ao superior geral dos Irmãos da Caridade, frei René Stockman.

Caso a exigência não seja correspondida, os religiosos podem “incorrer em excomunhão”, precisa a informação publicada no ‘news.va’.

A instituição religiosa administra 15 centros para pacientes com problemas psiquiátricos.

O grupo dos Irmãos da Caridade tinha anunciado em maio que permitiria que os médicos autorizassem a eutanásia nos seus 15 hospitais psiquiátricos na Bélgica, caso não houvesse "nenhuma alternativa de tratamento razoável".

A eutanásia vai contra os princípios da Igreja Católica e a Santa Sé acabou por alertar para a decisão do conselho de administração do grupo.

Os religiosos que fazem parte do conselho do Grupo Irmãos da Caridade deverão assinar uma carta, a ser enviada ao superior geral, declarando que “apoiam plenamente a visão do magistério da Igreja Católica, que sempre confirmou que a vida humana deve ser respeitada e protegida em termos absolutos, desde o momento da concepção até ao seu fim natural”.

“Os irmãos que se recusarem a assinar tal declaração sofrerão sanções com base no Direito Canónico”, refere o portal de notícias do Vaticano.


Ecclesia

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas