Brasil Cidades

12/08/2017 | domtotal.com

Doria é alvo de novo protesto de estudantes em São Paulo

A manifestação era contra a redução imposta pela Prefeitura no uso do benefício do Passe Livre Estudantil.

A Prefeitura de São Paulo cortou horas de viagem do Passe Livre Estudantil.
A Prefeitura de São Paulo cortou horas de viagem do Passe Livre Estudantil. (Rodrigo Pivas/Estadão Conteúdo)
O prefeito de São Paulo, João Doria, não tem tido vida fácil. Depois de levar ovada em Salvador, cidade que visitava para receber o título de cidadão soteropolitano, Doria foi alvo de protesto de estudantes na noite desta sexta-feira (11).
 
Estudantes voltaram a ocupar ruas da região central e da zona oeste de São Paulo no fim da tarde e na noite desta sexta-feira, 11, em protesto contra o prefeito João Doria (PSDB). Alunos realizaram uma manifestação contra a decisão da gestão tucana de alterar o modelo de concessão do passe livre estudantil no sistema de transporte público da cidade.
 
No fim da tarde, o movimento se concentrou nas imediações da Praça do Ciclista, na Avenida Paulista, e seguiu pela Avenida Rebouças até a Brigadeiro Faria Lima, bloqueando parte do tráfego. A Polícia Militar seguiu os manifestantes, mas não relatou nenhuma ocorrência até às 21 horas desta sexta.
 
Cartazes dos integrantes do protesto reclamavam da decisão de Doria, dizendo que "Passe livre é meu direito", "Não aos cortes no passe livre" e "Estudante está organizado, passe livre fica". Um dos que mais chamou atenção foi com os dizeres “João Dólar”. Não foi informado estimativa quanto ao número de presentes na manifestação.
 
Antes da mudança, que passou a valer desde 1º de agosto, os alunos tinham direito a uma cota de passe livre por dia. Essa cota tinha validade de 24 horas e dava direito a até oito embarques nos ônibus administrados pela São Paulo Transporte (SPTrans). Com a alteração, os alunos terão direito a duas cotas mas cada uma delas tem validade de duas horas e direito a embarque em até quatro ônibus. O total era de 24 cotas por mês. Agora, passaram para 48 - dando preferência ao uso apenas nos dias úteis.
 
Caso o aluno queira, poderá usar mais de duas cotas por dia, gastando os benefícios antes do fim do mês. A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes informou que espera obter uma economia de R$ 70 milhões com a medida.


DomTotal/Agência Estado

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas