ESDHC

14/09/2017 | domtotal.com

Técnicas exitosas de estudo são temas de debate no Congresso do Conhecimento

Palestras desta noite foram comandadas pelo jornalista e advogado Clóvis de Barros Filho e o juiz federal William Douglas.

O auditório da Dom Helder Escola de Direito teve lotação máxima para a conferência da noite e para o painel que o seguiu.
O auditório da Dom Helder Escola de Direito teve lotação máxima para a conferência da noite e para o painel que o seguiu. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O professor Márcio Luis de Oliveira abriu os trabalhos da noite.
O professor Márcio Luis de Oliveira abriu os trabalhos da noite. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Técnicas exitosas de estudo foi o tema da noite.
Técnicas exitosas de estudo foi o tema da noite. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Na mesa solene, o reitor da Dom Helder, Paulo Stumpf; o pró-reitor de extensão, Francisco Haas; o reitor da EMGE, Franclim Brito; a pró-reitora de ensino, Anacélia Rocha; o coordenador da pós, José Adércio; pró-reitor de pós, Kiwonghi Bizawu
Na mesa solene, o reitor da Dom Helder, Paulo Stumpf; o pró-reitor de extensão, Francisco Haas; o reitor da EMGE, Franclim Brito; a pró-reitora de ensino, Anacélia Rocha; o coordenador da pós, José Adércio; pró-reitor de pós, Kiwonghi Bizawu Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O conferencista da noite foi o prof. Clóvis de Barros Filho.
O conferencista da noite foi o prof. Clóvis de Barros Filho. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Prof. Clóvis de Barros Filho Clóvis de Barros Filho é jornalista e professor livre-docente na área de Ética da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e coordenador do programa de mestrado da Escola Superior de Propaganda e Marketing.
Prof. Clóvis de Barros Filho Clóvis de Barros Filho é jornalista e professor livre-docente na área de Ética da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e coordenador do programa de mestrado da Escola Superior de Propaganda e Marketing. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A plateia ficou completamente vidrada com a conferência e o painel da noite.
A plateia ficou completamente vidrada com a conferência e o painel da noite. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
O professor Élcio Nacur abriu o painel da noite com o professor William Douglas.
O professor Élcio Nacur abriu o painel da noite com o professor William Douglas. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
William Douglas é juiz Federal, professor universitário, mestre em Direito pela Gama Filho, pós-graduado em Políticas Públicas e Governo - EPPG/UFRJ, bacharel em Direito pela UFF.
William Douglas é juiz Federal, professor universitário, mestre em Direito pela Gama Filho, pós-graduado em Políticas Públicas e Governo - EPPG/UFRJ, bacharel em Direito pela UFF. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Técnicas exitosas de estudo foi o tema da noite.
Técnicas exitosas de estudo foi o tema da noite. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
Professor William Douglas encerrou as atividades do congresso na noite de quinta-feira.
Professor William Douglas encerrou as atividades do congresso na noite de quinta-feira. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)
A participação da comunidade acadêmica da EMGE e da Dom Helder foi intensa em todo o congresso.
A participação da comunidade acadêmica da EMGE e da Dom Helder foi intensa em todo o congresso.
O Congresso do Conhecimento foi promovido pela Dom Helder Escola de Direito e pela EMGE - Escola Superior de Engenharia de Minas Gerais.
O Congresso do Conhecimento foi promovido pela Dom Helder Escola de Direito e pela EMGE - Escola Superior de Engenharia de Minas Gerais. Foto (Gilmar Pereira/ Dom Total)

Por Patrícia Almada
Repórter DomTotal

Qual o segredo do sucesso? Como buscar ser o melhor estudante? Qual melhor caminho a seguir? Muitas destas perguntas foram respondidas na noite desta quinta-feira (14) durante o Congresso do Conhecimento, que debateu o tema “Técnicas exitosas de estudo”. O evento é promovido pela Dom Helder Escola de Direito e a Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE).

“Ache seu lugar para garantir a excelência e perfeição”. A avaliação é de um dos palestrantes da noite, o jornalista e advogado Clóvis de Barros Filho. Arrancando gargalhadas do auditório, Clóvis conversou com os participantes do evento de maneira bem-humorada, citando filósofos como Epicteto, Platão e Sócrates sobre como superar os percalços da vida e quais objetivos devem ser traçados.

“Não há como identificar o valor da nossa presença neste auditório, por exemplo, se não tivermos muito claro na cabeça onde a vida deve nos levar. Porque dependendo do que você quiser da vida, estar aqui é completamente inútil. Agora, provavelmente, se você mudar de destino, estar aqui pode ser valioso”, disse Clóvis.

Citando Epicteto, filósofo grego que passou a maior parte de sua vida como escravo em Roma, Clóvis ressaltou que uma parte da vida pode ser controlada. “A nossa existência é vivida em situações projetadas por nós e em situações projetadas pelo acaso. Por variáveis que não controlamos. Já que a metade da sua vida depende de você ou não, gaste suas energias com o que você pode controlar. Faça acontecer o que você quer, do jeito que você quer”.

Em entrevista para o portal DomTotal, Clóvis disse que um aluno precisa ter em mente, na hora de se estudar, qual é o objetivo daquilo. “Todo mundo estuda por estudar. Alguns estudam para poder obter sucesso nas avaliações. Mas é muita pouca gente que estuda pensando na vida. E pensando na relação do conhecimento com a vida. É exatamente isso que poderia facilitar um estudo. Se as pessoas soubessem o que elas querem da vida”.

Perguntado se existe alguma técnica que poderia aprimorar os estudos, Clóvis explica que sempre deve-se ter uma obrigatoriedade de relacionar o novo com o velho. “Por exemplo, quando se pega um livro e tem trechos do livro que são difíceis, nada melhor do que grifá-los ou copiá-los e se obrigar diante daquele texto a estabelecer links com coisas que se conhece, com o que se acha, experiências que já se vivenciou. Só assim, através da comparação e do contraste, do cotejamento do novo com o que se tem, é que se constrói coisa diferente”.

Concursos

Outro palestrante da noite, William Douglas, conversou com os participantes do Congresso sobre como obter êxito em concursos e sucesso na vida. William é juiz federal brasileiro, autor de diversas obras nas áreas jurídicas, autoajuda e relacionadas a concursos públicos.

“Não sou um nerd. Não gosto de estudar. Prefiro dormir, namorar e gosto de ficar deitado. Fui reprovado em vários concursos. Eu aprendi a passar errando, errando cada vez menos e melhor. A única forma de fazer isso, pelo menos para mim, é pensando aonde tenho que consertar”.

William destacou também que o êxito vai além dos estudos. “Hoje eu quero falar de técnicas exitosas de sucesso. E vou cumprir a promessa e trato de falar sobre estudo, pois uma das técnicas de sucesso é justamente o estudo. Mas o estudo pelo estudo muitas vezes não seduz. Devemos pesquisar como uma fonte de prazer”, conta.

Mesa solene

Participaram da mesa solene o reitor da Dom Helder Escola de Direito Paulo Umberto Stumpf SJ.; o reitor da Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE) Franclim Brito; o professor Adair José, membro do Núcleo de Ensino Personalizado; o pró-reitor de extensão Francisco Haas, a pró-reitora de ensino Anacélia Santos Rocha, o coordenador da pós-graduação José Adércio Leite Sampaio e o pró-reitor de pós-graduação Sebastian Kiwonghi Bizawu.

Os professores Márcio Luis (apresentador) e Élcio Nacur Resende (debatedor) também participaram das atividades.

O Congresso do Conhecimento prossegue nesta sexta-feira, com programação a partir das 8h. Clique aqui e confira!
 


Redação DomTotal

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas