;
Religião

22/09/2017 | domtotal.com

Vaticano: Papa lembra vítimas das máfias e da corrupção na política

Audiência à Comissão Parlamentar italiana Antimafia.

O Papa Francisco recordou esta quinta-feira, 21, no Vaticano as vítimas das máfias e da corrupção na política, ao receber em audiência os membros da Comissão Parlamentar italiana Antimafia.

“A corrupção encontra sempre forma de se justificar, apresentando-se como a condição ‘normal’, a solução de quem é ‘esperto’, o caminho para atingir os seus objetivos. Tem uma natureza contagiosa e parasitária, porque não se nutre do que de bom produz, mas do que subtrai e rouba”, disse, numa intervenção divulgada pela Santa Sé.

O Papa evocou três magistrados italianos mortos pela Mafia: Rosário Livatino, assassinado a 21 de setembro de 1990; Giovanni Falcone e Paolo Borsellino, assassinados há 25 anos.

Francisco pediu um compromisso político “na luta contra as máfias” e a rejeição da corrupção, construída sobre “a idolatria do dinheiro e da mercantilização da dignidade humana”.

“A política verdadeira, a que reconhecemos como uma forma eminente de caridade, trabalha para assegurar um futuro de esperança e promover a dignidade de cada um. É precisamente por isso que vê a luta contra as máfias como uma prioridade”, prosseguiu.

O Papa recomendou que o trabalho neste campo ultrapasse o esforço de repressão da ilegalidade, promovendo políticas de justiça social e económica.


Ecclesia

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas