;
Entretenimento Showbiz

17/11/2017 | domtotal.com

Viva Paulinho da Viola!

O príncipe do samba chega, soberanamente, com toda elegância e graça, aos 75 anos.

Que felicidade ouvir sua voz, testemunhar sua generosa presença e vida.
Que felicidade ouvir sua voz, testemunhar sua generosa presença e vida. (Reprodução)

Por Eleonora Santa Rosa*

‘Sem preconceito

Ou mania de passado

Sem querer ficar do lado

De quem não quer navegar

Faça como um velho marinheiro

Que durante o nevoeiro

Leva o barco devagar

........

Eu sou assim, quem quiser gostar de mim eu sou assim

Eu sou assim, quem quiser gostar de mim eu sou assim

Meu mundo é hoje não existe amanhã pra mim

Eu sou assim, assim morrerei um dia

Não levarei arrependimentos nem o peso da hipocrisia

Tenho pena daqueles que se agacham até o chão

Enganando a si mesmo por dinheiro ou posição

Nunca tomei parte desse enorme batalhão

Pois sei que além de flores, nada mais vai no caixão

.........

Silêncio, por favor

Enquanto esqueço um pouco

a dor no peito

Não diga nada

sobre meus defeitos

Eu não me lembro mais

Quem me deixou assim

Quem sabe de tudo não fale

Quem não sabe nada se cale

Se for preciso eu repito

Porque hoje eu vou fazer

Ao meu jeito eu vou fazer

Um samba sobre o infinito

........

Meu samba andou parado

Até você aparecer

Mudando tudo

Lançando por terra o escudo

Do meu coração

Em repouso

Ontem uma rocha fria

Hoje assim exposto

Deixando entrar sem medo a vida

Aquilo que eu não via

Só agora reparei

Que não vi seu rosto

E você partiu

Sem deixar seu nome

Só me resta seguir

Rumo ao futuro

Certo de meu coração

Mais puro

Quem quiser que pense um pouco

Eu não posso explicar meus encontros

Ninguém pode explicar a vida

Num samba curto’

..........

O príncipe do samba chega, soberanamente, com toda elegância e graça, aos 75 anos. Ícone da MPB, homem de extrema cordialidade, descendente de uma linhagem refinadíssima de samba de raiz, formado no berço musical de seu pai – o extraordinário César Faria e seu violão de batida única –, além de sua reconhecida amabilidade e discrição, é autor de uma obra singular, caracterizada pelo alto labor criativo, profunda delicadeza, sofisticação e beleza. Bom de papo, de convivência, dotado de uma curiosidade infinita e de inteligência luminar, mestre da canção, cuja artesania com as palavras e melodias se mescla à carpintaria de outras matérias primas.  Que felicidade ouvir sua voz, testemunhar sua generosa presença e vida. Que a nova idade lhe seja pródiga de bons augúrios e felicidade.  Em sua homenagem, a mais fina flor da poesia em honraria, com muitos vivas à sua integridade, à sua lição de vida, em harmonia e sabedoria, na direção contrária à ferocidade e insensibilidade dos nossos dias. Viva Paulinho da Viola!

...........

As letras aqui reproduzidas, em parte ou no seu todo, são de Paulinho da Viola.

...........

*Jornalista e produtora/gestora cultural

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas