;
Religião

22/03/2018 | domtotal.com

Encontro das Famílias com papa é tentativa de fortalecer catolicismo na Irlanda

A influência outrora predominante da Igreja Católica na política e na sociedade irlandesas regrediu nos últimos anos.

Papa anuncia visita a Dublin em agosto, mas sem parada na Irlanda do Norte.
Papa anuncia visita a Dublin em agosto, mas sem parada na Irlanda do Norte. (Reprodução/ Pixabay)

Por Philip Pullella

O papa Francisco anunciou nesta quarta-feira que fará a primeira visita de um pontífice à Irlanda em quase 40 anos, visitando Dublin durante dois dias em agosto para concluir uma conferência internacional da Igreja Católica dedicada à família.

Especulou-se que o papa também visitaria a Irlanda do Norte, cujos líderes lançaram a ideia de uma visita papal.

Mas o líder católico, que anunciou a viagem a dezenas de milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro para sua audiência semanal, disse que a visita se limitará à capital irlandesa.

O Encontro Mundial das Famílias acontece em Dublin entre os dias 21 e 26 de agosto, e o papa presidirá as cerimônias de encerramentos nos últimos dois dias.

A influência outrora predominante da Igreja Católica na política e na sociedade irlandesas regrediu nos últimos anos na esteira de uma série de escândalos de abusos sexuais de membros do clero.

O primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, de 39 anos e o primeiro líder abertamente gay do país, disse que fará campanha pela liberalização das rígidas leis de aborto da Irlanda antes de um referendo previsto para os próximos meses.

A Irlanda legalizou o casamento homossexual em um referendo em 2015, uma derrota para a Igreja e o Vaticano.

O último papa a visitar a Irlanda foi João Paulo 2º em 1979, o mesmo ano em que Varadkar nasceu.

Só recentemente a Irlanda e o Vaticano puseram fim a anos de relações difíceis.

Em 2011, Dublin surpreendeu o Vaticano fechando sua embaixada na cidade-Estado, o que colocou os laços em seu pior momento. O fechamento se seguiu a uma crise ocorrida mais cedo naquele mesmo ano, provocada pela maneira como a Igreja lidou com casos de abuso sexual e por acusações de que o Vaticano incentivou o sigilo.

A Irlanda era o único país importante com uma tradição católica antiga sem uma embaixada no Vaticano até que uma representação mais modesta foi reaberta em 2014.

Após um encontro com o papa em 2016, a ex-premiê Enda Kenny disse que, se ele decidisse visitar a Irlanda do Norte, o governo de Dublin ajudaria a facilitar a visita.

(Reportagem adicional de Conor Humphries em Dublin)


Reuters

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas