;
Religião

17/05/2018 | domtotal.com

Às nossas mães

Na inesgotável bondade de Deus com a humanidade; no contexto eminentemente terno e afável, que jamais nos esqueçamos de nossas queridas mães.

Maria soube recorrer a quem podia socorrer diante da aflição.
Maria soube recorrer a quem podia socorrer diante da aflição. (Reprodução/ Pixabay)

Por Padre Geovane Saraiva*

Neste mês dedicado às mães, que nossas preces subam fervorosas aos céus, na intenção de nossas queridas mães. Preces essas associadas, evidentemente, à nossa mãe Maria, uma mãe comum de todos os seres humanos. Em Maria encontramos inspiração, numa atitude de escuta, movidos e regenerados pela força do Evangelho Jesus, o qual pede do povo por Ele amado, recuperação e revitalização da verdadeira identidade cristã, na comunidade dos fiéis seguidores de Jesus.

Eis o desafio de acolher a Boa Nova da salvação, manifestando em alto e bom tom o que é mais importante, não só uma atitude de escuta, mas a partilha da mesma num convívio terno e solidário. Que a exemplo de maria, cresçamos na disposição de acolher o projeto amoroso de Deus. De Maria, e com ela, aprendamos a ouvir, no silêncio, a voz de Deus, sempre querendo falar, lá no mais profundo do nosso coração, e ao mesmo tempo agradecidos a Ele pelo dom da vida como um todo, voltando-nos, neste mês maio, para nossas queridas mães: as vivas e as falecidas.

Maria, mulher que soube recorrer a quem podia socorrer diante da aflição, quando o vinho veio a faltar, indicou-nos, já naquela ocasião, a aflição e o caminho da cruz, inseparáveis da vida de nossas queridas mães. Como é maravilhoso ver o vigor e a força de uma mulher-mãe! “Maria, toda bela, toda pura, toda santa, a glória de Jerusalém, a alegria de Israel, a honra de seu povo, a nossa honra, garantindo o pleno êxito da redenção pela sua íntima participação na obra redentora de seu Filho". Na inesgotável bondade de Deus com a humanidade; no contexto eminentemente terno e afável, que jamais nos esqueçamos de nossas queridas mães.

Que a confiante súplica elevada ao Senhor Deus, neste Mês de Maria e das Mães, seja na intenção de animar e de melhor compreender nossas mães, tendo, no coração, a serenidade, a disponibilidade, o silêncio e a alegria de Maria. A grande verdade, de acordo com o projeto indizível de Deus, é de que a Santa Mãe de Deus, inegável glória do gênero humano, se encontra junto a Ele. E, na comemoração do Mês das Mães, que venha sempre, e cada vez mais, a firme convicção de acolher o convite de dar continuidade à vontade do Pai, inaugurado por Jesus de Nazaré.

No domingo da Ascensão do Senhor, contempla-se Jesus lá no céu, sentado à direita de Deus, mas com o olhar voltado para a humanidade, direcionado para nossas queridas mães! Que elas participem de um convívio harmonioso, não só nesta data, como sempre, ofertando ao mundo muitos e bons frutos! Assim seja!

*Geovane Saraiva é padre, jornalista, colunista e pároco de Santo Afonso, Parquelândia, Fortaleza-CE. Da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza geovanesaraiva@gmail.com

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas