;
Esporte Futebol Mineiro

16/05/2018 | domtotal.com

Atlético é eliminado da Copa do Brasil; E agora, presidente?

Eliminação mostrou que a mostrou que a opção de Sette Câmara de abrir mão da Copa Sul-Americana foi errada

Após novo 0 a 0, Galo caiu nos pênaltis na Arena Condá
Após novo 0 a 0, Galo caiu nos pênaltis na Arena Condá (TARLA WOLSKI/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

O Atlético perdeu a vaga nas quartas-de-final da Copa do Brasil, o prêmio de R$ 3 milhões e ainda mostrou que a decisão do presidente Sérgio Sette Câmara de abrir mão da Copa Sul-Americana foi errada . O estrago nos planos do time alvinegro foi confirmado na noite desta quarta-feira (16), em Chapecó, onde o time caiu diante da Chapecoense nos pênaltis, após  0 a 0 no tempo normal ( mesmo placar do jogo de ida, no Independência). Nas cobranças de penalidades, Ricardo Oliveira e Ròger Guedes erraram e nem  Victor  foi capaz de evitar a eliminação nas oitavas de final da competição: 4 a 3 e festa na Arena Condá. 

Na semana passada, após escalar time reserva e ser eliminado da Copa Sul-Americana pelo San Lorenzo, o presidente Sérgio Sette Câmara disse que a Copa do Brasil era prioridade. Ficou sem as duas competições e agora resta o Campeonato Brasileiro para evitar o fiasco na temporada 2018.

O gol que garantiu a vaga da Chapecoense foi marcado por Rafael Thyere. Victor se esticou para tentar fazer a defesa, chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

As equipes voltam a campo pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O Atlético tem o clássico contra o Cruzeiro no sábado, às 16 horas, no estádio Independência. A Chapecoense visitará o Internacional na segunda-feira, às 20h, no estádio Beira-Rio.

O JOGO 

 Em campo, os times fizeram duelo equilibrado, com chance para os dois lados abrirem o placar. O Atlético assustou em chutes de fora da área de Otero e Ricardo Oliveira, que arriscaram de fora da área para defesas do goleiro Jandrei.

A Chapecoense tinha o veterano Wellington Silva como principal referência. Sua melhor chance foi nos acréscimos da partida. Após cruzamento da esquerda, ele desviou de cabeça e Victor fez grande defesa ao espalmar para escanteio.

Na etapa final, Roger Guedes chutou de fora da área para boa defesa de Jandrei. Na sequência, Otero cobrou escanteio, Ricardo Oliveira desviou e o goleiro da Chapecoense salvou mais uma vez.

A equipe anfitriã deu o troco. Arthur Caike, livre na área, desviou cruzamento de pé direito e a bola saiu com perigo. Pouco depois, Bruno Pacheco cobrou falta da direita e Victor mandou para escanteio.

A Chapecoense insistiu e Wellington Paulista por pouco não abriu o marcador. Ele saiu livre de frente para o gol, mas Victor fechou bem o ângulo e o centroavante chutou fraco para fora.

Nos 15 minutos finais, o jogo ficou aberto, mas as equipes abusavam também dos passes errados. O Atlético assustou aos 39, em mais um chute de fora da área. Desta vez, Cazares chutou rasteiro para tranquila defesa de Jandrei.

Nos acréscimos, Fabio Santos deu uma voadora em Apodi e recebeu o segundo cartão amarelo e, por consequência, foi expulso de campo. O Atlético perdeu no último minuto da partida seu principal cobrador de pênalti.

Nas penalidades, Jandrei defendeu a cobrança de Ricardo Oliveira do Atlético, no início da disputa. Roger Guedes chutou por cima do gol. Luan, Leonardo Silva e Cazares fizeram para os visitantes.

Pelo lado da Chapecoense, Wellington Paulista, Luiz Antonio e Nadson fizeram as três primeiras cobranças. Bruno Pacheco bateu para garantir a classificação, mas Victor defendeu. Rafael Thyere foi para a cobrança derradeira, Victor se esticou, chegou a tocar na bola, mas não conseguiu fazer a defesa.

Ficha técnica:

Chapecoense 0 (4) x (3) 0 Atlético

Chapecoense: Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Marcio Araújo e Canteros (Nadson); Guilherme (Luiz Antonio), Arthur Caike (Bruno Silva) e Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina

Atlético: Victor; Patric, Leonardo Silva, Bremer e Fábio Santos; Adilson (Luan), Gustavo Blanco (Elias), Cazares, Otero (Erik) e Róger Guedes; Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi

Motivo: jogo de volta – oitavas de final da Copa do Brasil

Data: 16 de maio de 2018, quarta-feira, às 19h30

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Cartão Amarelo: Patric, Fábio Santos (Atlético); Wellington Paulista (Chapecoense)

Cartão Vermelho: Fábio Santos (Atlético)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Daniel Luís Marques (SP)

Público: 8.597 presentes

Renda: R$ 195.620,00


Redação/Agência Estado

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas