;
Religião

14/06/2018 | domtotal.com

Chile faz operação em escritórios da Igreja Católica em meio investigação de abusos sexuais

Justiça investiga abusos na Igreja chilena em meio à visita de enviados do Papa

CHILE-OPERACAO-IGREJA:Chile faz operação em escritórios da Igreja Católica em meio investigação de abusos sexuais
CHILE-OPERACAO-IGREJA:Chile faz operação em escritórios da Igreja Católica em meio investigação de abusos sexuais (Reuters)

Por Aislinn Laing e Dave Sherwood

SANTIAGO - A polícia e procuradores do Chile realizaram nesta quarta-feira operações separadas e inesperadas em escritórios da Igreja Católica para apreender documentos relacionados às crescentes reivindicações de abusos sexuais e acobertamentos.

As operações aconteceram somente horas antes de investigadores de abusos do Vaticano enviados pelo papa Francisco se encontrarem com o procurador-geral do país para discutir colaboração em investigações civis e canônicas.

O arcebispo Charles Scicluna, de Malta, um enviado especial do Vaticano, disse a repórteres que é "muito importante" que a Igreja e o Estado trabalhem juntos para proteger crianças que supostamente foram abusadas por padres e clérigos.

"O processo canônico não deve de nenhuma maneira impedir o direito de pessoas exercerem seus direitos à justiça civil", disse em entrevista coletiva em Santiago.

Horas antes, a polícia e procuradores realizaram operações no escritório judicial da Igreja em Santiago, surpreendendo líderes da Igreja.

Manifestação durante visita do investigador a Santiago em junho de 2018 (AFP)Manifestação durante visita do investigador a Santiago em junho de 2018 (AFP)Jaime Ortiz de Lazcano, assessor legal do arcebispo de Santiago, disse que estava em encontro com Scicluna quando foi solicitado a ir para audiência em tribunal sobre a apreensão iminente de documentos relacionados a um caso de abuso que a Igreja havia investigado em janeiro.

"Eu fiquei muito surpreso quando disseram para mim: 'Padre, vá ao tribunal porque haverá uma operação'", disse a repórteres.

"Não é comum que procuradores solicitem informações de uma investigação canônica, mas nós estamos inteiramente dispostos a cooperar".

O procurador Emiliano Arias disse a repórteres do lado de fora da operação em Santiago que está investigando "indivíduos trabalhando para a Igreja Católica, não a Igreja Católica em si".


Reuters

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas