;
Esporte Futebol Internacional

11/07/2018 | domtotal.com

De Kane a Modric, a revanche do Tottenham na Copa

O time inglês voltou aos holofotes em seu país e já tem um representante na final do Mundial da Rússia.

Harry Kane: astro do Tottenham e da seleção inglesa.
Harry Kane: astro do Tottenham e da seleção inglesa. (AFP)

Independentemente do resultado de Inglaterra x Croácia, o Tottenham terá um representante na final da Copa do Mundo da Rússia: seja com Harry Kane, capitão inglês e principal nome do time comandado pelo argentino Mauricio Pochettino, ou o croata Luka Modric, com passagem pela equipe antes de defender o Real Madrid.

"Spurs" em evolução

É difícil encontrar espaço entre os gigantes de Londres. Além dos poderosos Chelsea e Arsenal e do tradicional West Ham, o Tottenham voltou aos holofotes desde a chegada de Mauricio Pochettino. O último título inglês dos Spurs foi em 1961.

O argentino assumiu o comando da equipe em 2014, levando os Spurs ao quinto lugar da Premier League. Depois, continuou progredindo para terminar em terceiro, segundo e terceiro lugar nas últimas três temporadas, respectivamente.

O elenco também deixou marca na Liga dos Campeões, terminando na primeira colocação do grupo que contava com o poderoso Real Madrid. Nas oitavas de final, quase conseguiu eliminar outro gigante, a Juventus.

Nesta Copa do Mundo, alguns de seus jogadores estão brilhando, em especial o atacante Harry Kane, artilheiro do mundial com seis gols e próximo de levar a Chuteira de Ouro do torneio.

Modric, feito no Tottenham

O Tottenham é o clube mais representado nas semifinais, com nove jogadores: Harry Kane, Dele Alli, Kieran Trippier, Danny Rose, Eric Dier na Inglaterra; Toby Alderweireld, Jan Vertonghen e Mousa Dembélé na Bélgica; Hugo Lloris na França.

Na Croácia, Luka Modric defendeu o clube entre 2008 e 2012 antes de ser vendido ao Real Madrid por mais de 40 milhões de euros.

Campeão de quatro das últimas cinco Ligas do Campeões, o clube merengue tem apenas três representantes nas semifinais: Modric, Raphaël Varane e Mateo Kovacic.

A presença de belgas e ingleses nesta fase do torneio evidencia a importância do desenvolvimento dos jogadores na Premier League.

Manchester City e Manchester United contam com sete representantes cada um (Jesse Lingard, Phil Jones, Ashley Young, Marcus Rashford, Marouane Fellaini, Romelu Lukaku, Paul Pogba nos 'Diabos Vermelhos'; Kyle Walker, John Stones, Raheem Sterling, Fabian Delph, Vincent Kompany, Kevin De Bruyne, Benjamin Mendy nos Citizens).

Perto de um título

"A Inglaterra tem uma das melhores ligas da Europa", observou no domingo o técnico croata Zlatko Dalic. "Se tivéssemos o dinheiro da Inglaterra, quem sabe o que teríamos em nossas mãos", acrescentou.

O Tottenham, durante muito tempo alvo de piadas por ser considerado um time perdedor, está tendo uma espécie de revanche e seus torcedores estão contentes com isso.

"Nunca teria pensado que isso aconteceria, mas penso que o Tottenham realmente poderia ter uma chance de ganhar um troféu aqui" na Copa do Mundo, escreveu o ator Jack Whitehall em sua conta no Twitter.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas