;
Esporte Futebol Mineiro

13/09/2018 | domtotal.com

Atlético diz que Cruzeiro cobra preço abusivo nos ingressos por tremores que torcida alvinegra causa

Depois de uma reunião tensa, a Raposa definiu preços salgados para o torcedor atleticano que quiser ir ao Gigante da Pampulha: R$ 150 e R$ 240.

Torcida do Atlético em jogo no Mineirão contra o Cruzeiro.
Torcida do Atlético em jogo no Mineirão contra o Cruzeiro. (Juliana Flister/DomTotal)

O clássico entre Cruzeiro e Atlético, marcado para o próximo domingo (16), no Mineirão, já começou nos bastidores. Como ocorrido em outros confrontos entre os rivais, as duas diretorias não chegaram a um acordo com relação aos ingressos destinados ao clube visitante.  A reunião que definiu os detalhes do duelo foi realizada nesta quinta-feira (13), na Federação Mineira de Futebol (FMF), e foi tensa.  Para apimentar ainda mais, após o encontro, o clube alvinegro divulgou nota oficial e provou o rival: “Por fim, o Atlético aplaude mais uma vez a sua torcida, pelos tremores que sua presença causa” (veja a nota completa no fim desta matéria).

Na reunião, o Cruzeiro definiu preços salgados para o torcedor atleticano que quiser ir ao Gigante da Pampulha: R$ 150 e R$ 240. Outra polêmica foi a proibição, por parte do Cruzeiro, de faixas, instrumentos e bandeiras de atleticanos no estádio, mesmo com a autorização da Polícia Militar e da Minas Arena. O clube celeste alega que é o mesmo tratamento é dado aos cruzeirenses quando o clássico é disputado no Independência.  

Os atleticanos vão ficar no setor Norte, ocupando as arquibancadas superiores (ingresso a R$ 240) e inferiores (ingressos a R$150). A concentração será no Mineirinho.

Além dois clubes, representantes do Mineirão, da FMF e da Polícia Militar participaram da reunião. Pelo Galo, foram ao encontro Lásaro Cândido, vice-presidente, Lucas Couto, Diretor de Planejamento e Marketing, e Lucas Ottoni, advogado do clube. Pela Raposa, estavam Benecy Queiroz, Supervisor Administrativo, Marcone Barbosa, Gerente de Futebol, e Fabiano Costa, Diretor Jurídico.

“Essa é uma questão bastante polêmica, porque todas as vezes que a torcida do Cruzeiro vai no Independência é impedida de levar instrumentos, bandeiras e faixas. A intenção da diretoria do Cruzeiro é que aconteça a mesma coisa no Mineirão. A decisão é essa, de proibir o uso de instrumentos, bandeiras e faixas. E vamos montar um esquema especial com equipe de segurança para que esses equipamentos não entrem no estádio”, avisou destacou Marcone Barbosa.

O Atlético disse que não irá respeitar a decisão do rival. “Essa questão está resolvida. A CBF se posicionou, o Estatuto do Torcedor é claro. Houve a posição da Minas Arena, que não há impedimento técnico, assim como a polícia. Então o mandante não pode fazer. Não há o que vetar. Quem não tem poderes, não tem como proibir. Isso o torcedor do Atlético pode ficar tranquilo e levar seus instrumentos e bandeiras. Isso (o Cruzeiro) não pode impedir”, garantiu.

Serão 5.800 ingressos destinados à torcida do Atlético, que só poderá comprar 24 horas após o Cruzeiro ter comprovação do depósito de pagamento em conta feito pelo rival. De acordo com o representante alvinegro, foi enviado um ofício solicitando o número da conta para transferir o dinheiro, mas ainda não houve retorno.

Confira a nota oficial do Atlético:

Acerca da reunião realizada nesta quinta-feira (13/9), na Federação Mineira de Futebol, sobre o clássico de domingo (16/9), no Mineirão, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético esclarece que:

1 – Na quarta-feira (12/9), formalizou ofício ao clube mandante da partida, com cópias para a CBF, FMF e STJD, no sentido de exercer o direito de aquisição da carga de 10% do total da capacidade do estádio, para a sua torcida, conforme previsto no Artigo 86 do RGC.

2 – O clube mandante do clássico se recusou, injustificadamente, a apresentar os dados bancários e a cumprir os demais dispositivos regulamentares acerca do direito do clube visitante ao percentual de 10% dos ingressos.

3 – Igualmente, o mandante descumpriu o regulamento ao fixar valores abusivos e superiores para a torcida do Atlético, o que não vamos tolerar.

4 – Por excesso de zelo, o Atlético providenciou, antecipadamente, a compra de todos os ingressos disponibilizados pela Minas Arena, no setor visitante, totalizando 460 ingressos. Esses ingressos serão comercializados pela internet, para sócios, provavelmente nesta sexta-feira (14/9).

5 – Considerando a série de ilegalidades praticadas pelo Cruzeiro, o Atlético já encaminhou as medidas legais cabíveis e aguarda a comunicação das respectivas autoridades o mais breve possível. Em razão dessa dependência da decisão da autoridade desportiva, o Atlético informará, assim que possível, se haverá ou não venda desses ingressos pendentes de decisão, bem como as demais condições dessa venda, como datas, locais e valores.

6 – Por fim, o Atlético aplaude mais uma vez a sua torcida, pelos tremores que sua presença causa.

CLUBE ATLÉTICO MINEIRO


Redação Dom Total

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas