;
Engenharia Ensaios em Engenharia

06/11/2018 | domtotal.com

Mundo VUCA

Dilemas éticos estão intrinsecamente ligados à transformação digital.

Em um mundo volátil com mudanças que implicam com frequência em instabilidade
Em um mundo volátil com mudanças que implicam com frequência em instabilidade (Reprodução)

Por Jose Antonio de Sousa Neto*

As mudanças induzidas pelo desenvolvimento da Economia do Conhecimento contribuíram para moldar nosso atual ambiente de negócios e de desenvolvimento dentro de um mundo VUCA, marcado pela Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade.

Vale a pena acessar o link para obter uma breve visão do conceito:


O desenvolvimento da Economia do Conhecimento, juntamente com outros fatores, está passando por mudanças profundas, estimuladas por poderosas mudanças demográficas, forças econômicas globais e tecnologias emergentes. Ao mesmo tempo, a sociedade está cada vez mais exigindo que os profissionais se tornem mais responsáveis por suas ações, exibam um maior senso de responsabilidade social e adotem práticas sustentáveis. Levar em conta as partes interessadas no processo de co-criação de conhecimento, agindo em favor da responsabilidade e da sustentabilidade são os pilares da responsabilidade social corporativa e governamental, que é outro desafio de alto nível e impacto que as organizações e empresas devem enfrentar.

A evolução atual da Economia do Conhecimento e as forças atuantes em um “mundo VUCA” tornam o contexto de negócios e de desenvolvimento de projetos difícil de entender e decifrar. Dilemas éticos estão intrinsecamente ligados à transformação digital.

Em um mundo volátil com mudanças que implicam com frequência em instabilidade, cujos resultados das mudanças são na maioria das vezes incertos, onde as partes interconectadas de processos tornam inerente a complexidade e a falta de clareza traga o desafio da tomada de decisão frente a ambiguidade é interessante ver, por exemplo o grande número de empresas / marcas de caráter global que entraram em processo de falência ou foram adquiridas por outras organizações. Entre elas poderíamos citar: BrAun, Woolworth, Kettler, Blaupunkt, Arcand'dor, Scheleker, Rollei, Strauss, AEG, Chrysler, Enron, Worldcom, Lehman Brothers e tantas outras.

Apenas 11% das empresas listadas na Fortune 500 em 1955 ainda são listadas hoje na NYSE (Bolsa de Valores de Nova York). A vida média de empresas listadas na S&P 500 caiu de 67 anos no começo do século passado para 15 anos no começo deste século. O famoso Professor Peter F. Drucker, de certo modo, sintetizou estes desafios ao chamar a atenção para o fato de que "o maior perigo em tempos de turbulência não é a turbulência em si mesma, mas agir com a lógica do passado".

Entre as 30 maiores marcas do mundo, 14 já são empresas baseadas em plataformas virtuais: Amazon, Apple, IBM, Oracle, ebay, Uber, Google, Microsoft, airbnb, SAP, American Express, Intel, Samsung e Cisco. Nos últimos dez anos enquanto o mercado de carros de luxo alemães se manteve em um valor em torno de US$ 50 bilhões o valor de mercado da Google, da Amazon e da Apple partiram deste mesmo valor, mas alcançou o valor de US$ 750 bilhões para cada uma  das duas primeiras e chegou a alcançar US$ 1 trilhão (isso mesmo, 1 trilhão! Metade do PIB do Brasil em 2017... ) no caso da última.

O mundo está se transformando em um ritmo cada vez mais veloz. Ao mesmo tempo que vocês estão lendo este texto (fora o vídeo do link acima, caso você tenha optado por assisti-lo), em todo o mundo o UBER deve ter feito em torno de 2.800 corridas, o Spotfy deve ter alcançado 90.000 horas de escuta, o Netflix 180.000 horas assistidas, a Amazon deve ter vendido entre 500 mil e um milhão de dólares, 750.000 Tweets devem ter acontecido, o Google deve ter recebido mais de 7 milhões de demandas por pesquisas e o WhatsApp trocado mais de 60 milhões de mensagens.

Como colocado pelo antigo CEO da GE, Jack Welch, quando, no caso das organizações, "a taxa de mudança externa é maior que a taxa de mudança interna, o fim se aproxima". Guardadas as devidas proporções isto é válido também para as nações. A falta de pragmatismo e as prisões ideológicas podem destruir riquezas e comprometer gerações.

* Professor da EMGE (Escola de Engenharia de Minas Gerais)

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas