;
Religião

08/11/2018 | domtotal.com

Veneza iluminada de vermelho recorda cristãos perseguidos

A fundação Ajuda à Igreja que Sofre já havia promovido a iluminação do Coliseu de vermelho em fevereiro deste ano, em recordação dos cristãos perseguidos em todo o mundo.

Locais símbolos de Veneza iluminados de vermelho para recordar os milhares de cristãos perseguidos no mundo, em particular, Asia Bibi.

Esta é a iniciativa da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) a ser realizada em 20 de novembro, e que será apresentada em uma coletiva de imprensa na manhã de sexta-feira, 9, na sede da fundação de direito pontifício em Roma, que reunirá testemunhas de Igrejas oprimidas e perseguidas.

De fato, padre Joseph Fidelis (Nigéria), padre Antoine Safwat Tawfik Alan (Egito), padre Robert Digal (India), padre David John (Paquistão) e a Irmã Caterina Thi Kim Sa Tran do Vietnã, contarão aos presentes os dramas vividos pelos cristãos em seus respectivos países.

Por telefone, participará do encontro o patriarca de Veneza Dom Francesco Moraglia e a assessora na “Coesione Sociale” da Cidade Venezia, Simone Venturini.

A iluminação de vermelho de numerosos lugares símbolo de Veneza terá lugar no âmbito da tradicional peregrinação diocesana da juventude à Basílica de Nossa Senhora da Saúde, guiada pelo patriarca todos os anos, monsenhor Francesco Moraglia.

A peregrinação deste ano terá como como temas centrais o direito à liberdade religiosa e a sensibilização em relação às comunidades cristãs perseguidas por sua fé.


Vatican News

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas