;
Brasil Saúde

08/11/2018 | domtotal.com

Doenças neurológicas em idosos podem ser evitadas com atividade física

A atividade física estimula o desenvolvimento de novos neurônios no hipocampo.

Trabalhar o cérebro é fundamental para a memória dos idosos.
Trabalhar o cérebro é fundamental para a memória dos idosos. (Thaís Cravo)

Idosos que fazem atividade física com regularidade não estão apenas beneficiando o corpo. A mente também tem um excelente desempenho.

Em uma análise de oito estudos com voluntários acima de 40 anos, pesquisadores da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, concluíram que o fato de a pessoa não gastar o dia inteiro sentada já está associado a uma melhor performance em testes cognitivos (e a uma probabilidade reduzida de demência).

A atividade física estimula o desenvolvimento de novos neurônios em uma região do cérebro responsável pela memória, o hipocampo. Outras regiões cerebrais, ligadas à cognição e ao raciocínio, também se beneficiam com atividades físicas.

Para a profissional de educação física e proprietária da Academia Ser Saudável, no bairro Prado, região oeste de Belo Horizonte, Thais Cravo, trabalhar o cérebro é fundamental para a memória dos idosos. 

“A atividade física ativa o lobo frontal do cérebro responsável pelos pensamentos positivos e projeções futuras boas. Por isso, de acordo com a neurociência, quando uma pessoa faz qualquer tipo de exercício ela se sente bem e motivada. Além disso, durante a atividade física, há uma inibição da morte dos neurônios. Os idosos que fazem alguma atividade podem usufruir de todos estes benefícios, cuidando também para evitar dificuldades em andar, falar e não desenvolver algumas doenças como Alzheimer e Parkinson", disse Thaís.

Academia Ser Saudável

Telefone: 31 - 32340942
Endereço: Rua Turquesa, 1004, Prado


Divulgação

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas