Religião

10/01/2019 | domtotal.com

Nasce a 'Athletica Vaticana', equipe de corredores do papa Francisco

Equipe de maratonistas é formada por freiras, guardas suíços, padres e outros funcionários vaticanos.

Apresentou nesta quinta-feira (10) na Sala de Imprensa da Santa Sé a primeira associação esportiva estabelecida e baseada no Estado da Cidade do Vaticano, que é filiada à Federação Italiana de Atletismo.
Apresentou nesta quinta-feira (10) na Sala de Imprensa da Santa Sé a primeira associação esportiva estabelecida e baseada no Estado da Cidade do Vaticano, que é filiada à Federação Italiana de Atletismo. (Facebook Atlhetica Vaticana)

A Secretaria de Imprensa do Vaticano recebeu um ato incomum, mas muito importante. Trata-se da apresentação da "Athletica Vaticana", que se estabelece como a primeira associação desportiva oficial do Vaticano. Também esteve presente no encontro.Giovanni Malagò, o mais alto representante do Comitê Olímpico Nacional da Itália. 

A equipe consiste de 60 a 70 atletas. Eles variam de padres e freiras a guardas suíços e leigos. Um dos nomes mais proeminentes é o do padre Melchor Sánchez de Toca, membro do Pontifício Conselho para a Cultura. Junto com ele, outros "corredores" são párocos, freiras, curadores de museus, carpinteiros, bombeiros ou agricultores da fazenda de Castel Gandolfo, encarregados de abastecer a mesa do Sumo Pontífice. 

Esta associação surge como resultado de uma homilia do Papa Francisco em maio de 2017. "O cristão é um peregrino, um corredor de maratona esperançoso: gentil, mas determinado a andar", disse o Santo Padre em Gênova. 

Encontrando Jesus na maratona

Irmã Marie-Laure Puybareau, francesa, coordena as comunidades dominicanas italianas de Roma e faz parte da equipe. Essa data é muito importante para eles, porque consideram que o esporte contribui para a vida espiritual. "A corrida para mim é a oração, a fonte de meditação e inspiração. Competir significa compartilhar alegria e esforço e estar em solidariedade com outros viajantes ", disse em declarações ao Corriere della Sera.

Nesse sentido, o secretário da equipe, Giampaolo Mattei, ressaltou que nos 42 quilômetros da maratona também é possível encontrar Jesus. "A fé nos ajuda nos momentos mais difíceis", assegurou. 

A grupo de atletas se  prepara no campus romano Fiamme Gialle da seção de esportes da polícia italiana. Seu treinador é Fabrizio Donato, bronze olímpico no salto triplo nos Jogos Olímpicos de Londres 2012.

Uma equipe solidária

"Athletica Vaticana" é também uma oportunidade para crescer no esporte e na fé para pessoas como Jallow Buba e Ansu Sise. Jallow e Ansu são refugiados africanos que chegaram à Itália fugindo da guerra e da miséria. Sua religião muçulmana não é um obstáculo para eles participarem dessa associação como "corredores honoríficos". De fato, como gesto de amizade, ambos participaram da Santa Missa celebrada pelo Papa Francisco na noite de Natal. 

A estreia da equipe de corredores do Papa Francisco foi em setembro de 2017 na maratona inter-religiosa que foi realizada na "Via Pacis".  Uma de suas aparições mais recentes foi na Espanha. Um grupo representante da "Athletica Vaticana" participou da maratona de final de ano que aconteceu em Madri.

Conferência de imprensa apresenta Atlética Vaticana

Athletica Vaticana em Madri para a corrida do final do ano



cope.es - Tradução: Gilmar Pereira

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas