Meio Ambiente

09/02/2019 | domtotal.com

Quase 1.600 espécies foram introduzidas no frágil ecossistema de Galápagos

O plano para uma década prevê enfrentar a ameaça de espécies invasoras no ecossistema de Galápagos, evitando sua dispersão e novas introduções.

Foto divulgada pelo Parque Nacional de Galápagos (PNG) para ilustrar o programa de erradicação de ratos no arquipélago.
Foto divulgada pelo Parque Nacional de Galápagos (PNG) para ilustrar o programa de erradicação de ratos no arquipélago. (GALAPAGOS NATIONAL PARK/ AFP)

Quase 1.600 espécies, como plantas e insetos, foram introduzidas no delicado ecossistema do arquipélago equatoriano de Galápagos, que possui flora e fauna únicas no mundo, informou o Ministério do Ambiente.

"Até agora, um total de 1.579 espécies terrestres e marinhas foram introduzidas em Galápagos, incluindo 821 plantas terrestres, 545 insetos terrestres", disse o ministro Marcelo Mata em declarações divulgadas por sua pasta.

Ele acrescentou que 93% das espécies estrangeiras identificadas foram estabelecidas em Galápagos, a 1.000 km da costa do Equador e que tem o nome das raras tartarugas gigantes que habitam ali.

Na apresentação de um plano de manejo de espécies invasoras, Mata apontou que 50% das variedades "foram introduzidas intencionalmente".

O plano para uma década prevê enfrentar a ameaça de espécies invasoras no ecossistema de Galápagos, evitando sua dispersão e novas introduções.

"Um dos objetivos do plano é a redução da entrada acidental e intencional de espécies introduzidas, assim como o estabelecimento e a dispersão das mesmas dentro e entre as ilhas", manifestou, por sua vez, o presidente do conselho de governo de Galápagos, Norman Wray.

Galápagos faz parte da reserva da biosfera e serviu ao naturalista inglês Charles Darwin para desenvolver a teoria sobre a evolução das espécies.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas