Esporte Futebol Mineiro

17/02/2019 | domtotal.com

América-MG e Cruzeiro empatam sem gols e Atlético vira líder do Mineiro

Quando a bola rolou, as equipes pouco fizeram e o resultado final de 0 a 0 foi mais do que justo em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Mineiro.

O resultado não foi bom para ninguém, pois os dois times perderam a liderança para o Atlético, que no sábado havia vencido o Tupi por 2 a 0.
O resultado não foi bom para ninguém, pois os dois times perderam a liderança para o Atlético, que no sábado havia vencido o Tupi por 2 a 0. Foto (Vinnicius Silva/Cruzeiro)
O resultado não foi bom para ninguém, pois os dois times perderam a liderança para o Atlético, que no sábado havia vencido o Tupi por 2 a 0.
O resultado não foi bom para ninguém, pois os dois times perderam a liderança para o Atlético, que no sábado havia vencido o Tupi por 2 a 0. Foto (Marcelo Alvarenga/Gazeta Press)

Com pouco mais de 30 minutos de atraso, por causa da forte chuva que atingiu a cidade de Belo Horizonte, América-MG e Cruzeiro empataram num jogo morno por 0 a 0, neste domingo, no estádio Independência, para um público de apenas 6.620 pagantes, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Mineiro. O resultado não foi bom para ninguém, pois os dois times perderam a liderança para o Atlético, que no sábado havia vencido o Tupi por 2 a 0 com o time reserva. 

Com o resultado no clássico, o América-MG agora é o vice-líder com 15 pontos, e o Cruzeiro vem logo abaixo com a mesma pontuação, mas saldo de gols inferior. Já o Atlético lidera a competição com 16 pontos.

Chuva e poças de água

O árbitro Ronei Cândido Alves foi quem tomou a decisão minutos antes do início do confronto, marcado para às 17 horas. Com várias poças de água, a arbitragem chegou a fazer testes no local, mas o gramado ficou impraticável pouco antes da partida. O regulamento permite que o jogo seja atrasado por 30 minutos inicialmente e, depois, por mais 30 minutos. Se não houvesse melhora do estado do campo, o jogo poderia ser adiado.

O jogo

Com o gramado pesado por conta da chuva, as duas equipes fizeram um jogo sem grandes emoções. O primeiro tempo foi bastante disputado, porém com poucas finalizações. Apesar da melhor qualidade técnica, o Cruzeiro criou boas investidas, mas errou na hora de definir as jogadas. Já o América-MG cresceu na partida e encontrou mais facilidade para chegar ao seu ataque. No segundo tempo, o ritmo despencou, as alterações do técnico cruzeirense Mano Menezes não surtiram efeito e o duelo terminou sem gols.

O destaque da partida ficou por conta de Neto Berola, nome do América-MG no primeiro tempo da partida. Escalado na ponta direita, o atacante criou boas chances de marcar, mas falhou nas finalizações. Pelo Cruzeiro, Sassá foi pedido pela torcida durante quase todo o segundo tempo. O atacante entrou na vaga da Raniel, que não teve bom desempenho, e nem sequer finalizou contra o gol de Fernando Leal.

Para a partida, Mano Menezes não pode contar com o meia Thiago Neves, por conta de um estiramento na panturrilha direita. Há a expectativa de retorno no jogo contra o Huracán, pela Copa Libertadores, no dia 7 de março, na Argentina. Fred também foi desfalque na partida, depois de sentir um desconforto na coxa direita durante a partida contra o Tupynambás, no último domingo.

A partida contra o América-MG teve uma marca especial para o Mano Menezes. Foi o jogo de número 200 do treinador no comando do Cruzeiro.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 0 X 0 CRUZEIRO

AMÉRICA-MG
Fernando Leal; Leandro Silva, Paulão, Diego Jussani e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Matheusinho (Carlos França); Marcelo Toscano, Neto Berola (Felipe Azevedo) e Júnior Viçosa (Jonatas Belusso). Técnico: Givanildo Oliveira.

CRUZEIRO
Fábio; Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Lucas Silva (Ariel Cabral), Henrique, Robinho, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Rafinha); Raniel (Sassá). Técnico: Mano Menezes.

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Data: 17 de fevereiro de 2018, domingo

Horário: 17h00 (horário de Brasília)

Árbitro: Ronei Cândido Alves (MG)

Assistentes: Magno Arantes Lira e Marcyano da Silva Vicente, ambos de MG

Público: 6.620 pagantes

Renda: R$ 563.000,00

Cartões amarelos: Diego Jussani, Zé Ricardo, Júnior Viçosa e Jonatas Belusso (América-MG); Raniel, Rafinha, Ariel Cabral, Egídio e Dedé (Cruzeiro)

Cartão vermelho: -


Agência Estado

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas