Esporte Futebol Mineiro

21/02/2019 | domtotal.com

Presidente avisa que Atlético enviou lista no prazo: 'Tudo documentado'

'Enviamos até antes do prazo fatal, que era o dia 2 de fevereiro', tranquiliza mandatário.

'Temos tudo documentado, com e-mail que foi enviado, afirmou Sette Câmara
'Temos tudo documentado, com e-mail que foi enviado, afirmou Sette Câmara (Pedro Souza / Atlético)

Pouco depois de o Atlético vencer o Defensor por 2 a 0, na noite de quarta-feira, em Montevidéu, e ficar muito próximo da classificação à fase de grupos da Copa Libertadores, o presidente do clube mineiro, Sérgio Sette Câmara, comentou sobre o fato de o time ter sido citado pela Conmebol como uma das 21 equipes que são alvo de investigação do seu tribunal disciplinar por causa de problemas nas listas de inscritos nas competições chanceladas pela entidade sul-americana.

Ao abordar o assunto, o dirigente assegurou, em entrevista ao canal FOX Sports no Uruguai, que o Atlético enviou a lista de jogadores da equipe para a Libertadores dentro do prazo estabelecido pela Conmebol e que não teme uma possível punição ao clube. Dentro de campo, o time poderá avançar ao estágio de grupos do torneio continental até com uma derrota por 1 a 0 na próxima quarta-feira, no estádio Independência, em Belo Horizonte, palco do confronto de volta com o time uruguaio.

"O Atlético cumpriu todos os prazos. Enviamos até antes do prazo fatal, que era o dia 2 de fevereiro. Enviamos no dia 1º de fevereiro com a lista de todos os jogadores que estão participando desta fase da Libertadores. Conversei hoje com o diretor de competições da CBF, Manuel Flores, e ele me disse que o Atlético cumpriu regiamente os prazos. Temos tudo documentado, com e-mail que foi enviado", afirmou Sette Câmara, para em seguida lembrar que a lista de inscritos precisa ser encaminhada pela CBF à Conmebol, depois de o clube ter inicialmente endereçado esta listagem à entidade nacional.

"Funciona da seguinte forma: o clube envia para a sua confederação e a confederação é que envia para a Conmebol. Existe um sistema entre as confederações e a Conmebol. Temos, inclusive, o e-mail da CBF demonstrando que, naquele mesmo dia 1º, à tarde ela enviou a lista para a Conmebol. Então, o Atlético está tranquilo. Nós cumprimos o nosso papel. Não tememos nenhuma punição", reforçou o presidente atleticano.

Sette Câmara também revelou que está esperando por um posicionamento da CBF em relação a este caso e disse acreditar que o fato de 21 clubes terem sido citados pela Conmebol como investigados por supostas irregularidades em suas inscrições é um indício de que houve um problema no sistema de comunicação entre o órgão sul-americano e as confederações nacionais.

"A CBF me pediu um prazo para verificar se está tudo certo. O fato de ter vários clubes envolvidos significa que não foi um erro dos clubes. Estou muito tranquilo. O torcedor não precisa se preocupar. A preocupação é em lotar o Independência na quarta-feira para que possamos seguir rumo ao título", enfatizou.

Além do Atlético, o São Paulo, eliminado nesta fase preliminar da Libertadores, Botafogo, Santos, Bahia, Fluminense, Corinthians e Chapecoense, todos participantes desta atual edição da Copa Sul-Americana, foram confirmados pela Conmebol como times brasileiros que são alvo desta investigação.

No comunicado que divulgou na última quarta-feira, a entidade revelou que também estão sendo investigados os seguintes times: Universidad de Chile, Palestino (CHI) e Libertad, do Paraguai, presentes nesta Libertadores; os chilenos Deportes Antofagasta Unión La Calera e Unión Española; os paraguaios Sol de América, Independiente de Campo Grande, Deportivo Santaní e Guarani; e ainda os venezuelanos Estudiantes de Mérida Fútbol Club e Zulia, estes todos como equipes da Copa Sul-Americana.

Neste ano, um time já foi punido por causa da utilização de um jogador em situação irregular na Libertadores. Pelo uso do colombiano Sebastian Perez, o Barcelona de Guayaquil acabou sendo sancionado com um placar desfavorável de 3 a 0 numa partida em que havia vencido o uruguaio Defensor por 2 a 1. Posteriormente, o clube equatoriano foi eliminado da competição.


Agência Estado

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas