Brasil Cidades

14/03/2019 | domtotal.com

Novo mundo

Vejo agora que tantas décadas depois de existir o Novo Mundo vai fechar.

Ali em muitos de seus andares posso me ver extasiado ao avistar da quase cobertura um enorme navio militar cruzar o mar
Ali em muitos de seus andares posso me ver extasiado ao avistar da quase cobertura um enorme navio militar cruzar o mar (Pixabay)

Por Ricardo Soares*

Chovia muito e, vamos ser sinceros, não precisou de muito para eu te convencer a subir para o quarto depois de ficarmos pingando no saguão do Novo Mundo ao lado daquelas seculares estátuas de leões escuros. Ou seriam outros bichos ?

No quarto, lânguida, trêmula mais do frio do que da expectativa você se enxugou e não me recordo se tomou um banho quente naquela noite que pareceu ficar fria muito embora as cariocas confundam a chuva com o frio e se agasalhem, algumas espirram, outras voltam olhos tristonhos para a praia que jaz molhada.

É quase certo que tudo isso aconteceu ali por perto de um 20 de janeiro ou no próprio dia 20 que é tido e havido como a data de aniversário do Rio de Janeiro por ser dia de São Sebastião, o flechado. Aconteceu e foi o abre- alas de uma história de amor interrompida anos depois por freios que nós mesmos nos impusemos.

Vejo agora que tantas décadas depois de existir o Novo Mundo vai fechar. E junto com ele se fecham miríades de lembranças, enxurradas de recordações, histórias muitas vividas entre os sofás de couro, as banquetas e mesas baixas do seu bar.

Ali em muitos de seus andares posso me ver extasiado ao avistar da quase cobertura um enorme navio militar cruzar o mar. Ou enxergar a lateral arborizada do Palácio do Catete que hoje chamam de Museu da República. Posso recordar meu deslumbramento de estar no Rio " a serviço" hospedado e muito jovem num hotel que teve seus dias de glória. Posso me ver aflito na função de escritor de minissérie que nunca foi para o ar me entupindo de chocolates e outras tranqueiras com outro escritor, amigo querido. E posso , enfim, me ver envolto em amores. Mirando deslumbrado um corpo feminino adormecido e muito alvo, perfeito, de bruços, a visão que faz todo homem se sentir o rei da selva . Também vejo outro corpo moreno, falsa magra, seios irretocáveis a sair do banho e sorrir para mim e para o mundo numa manhã tropical carioca que se iniciava. Tudo isso era assim um Novo Mundo. Que em seu próprio bojo carregava a tragédia do seu fechamento conforme recentemente anunciado provocando assim o triste naufrágio de minhas muitas lembranças.

*Ricardo Soares é diretor de tv, escritor, roteirista e jornalista. Publicou 8 livros, dirigiu 12 documentários.

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas