Esporte Futebol Internacional

16/03/2019 | domtotal.com

Alexandre Pato encerra sua 'aventura' na China


O atacante brasileiro Alexandre Pato marcou 36 gols em 60 jogos no futebol chinês
O atacante brasileiro Alexandre Pato marcou 36 gols em 60 jogos no futebol chinês (AFP/Arquivos)

O atacante Alexandre Pato anunciou neste sábado que está deixando o campeonato chinês, o que confirma as notícias informando que o ex-jogador da seleção brasileira teria negociado a rescisão de seu contrato com o Tianjin Tianhai.

O jogador de 29 anos, que deixou o Villarreal espanhol para ir para o futebol chinês há dois anos e meio, chegou a rebater essas informações nas redes sociais, chamando-as de "mentiras".

Mas agora sua saída é confirmada depois de ter disputado 60 partidas com o Tianjin Tianhai, nas quais marcou 36 gols.

Os rumores apontam agora para uma volta do ex-jogador do Milan ao futebol brasileiro, já que está livre no mercado.

Pato usou a rede social Weibo, o equivalente chinês ao Twitter, para dizer adeus a "meus queridos amigos chineses".

"Eu gostaria de informá-los que minha aventura na China chegou ao fim", escreveu em chinês e inglês, garantindo que sua chegada em 2017 à cidade de Tianjin, no noroeste da China, "foi um amor à primeira vista".

"A cidade de Tianjin, suas pessoas, os fãs... todo mundo é incrível e muito gentil! Desejo a vocês tudo de melhor", acrescentou.

Pato garantiu também que a China o fez "crescer como homem".

Em outro trecho ele relembra sua experiência no país asiático: "Visitei novas cidades e lugares, eu aprendi diferentes culturas e hábitos desse grande país".

O jogador, que vestiu a camisa da seleção brasileira em 27 ocasiões (a última em 2013), começou sua carreira no Internacional de Porto Alegre e logo chamou a atenção do Milan, onde jogou durante seis temporadas a partir de 2007.

Mas as lesões e a má forma física não lhe permitiram confirmar as expectativas de grande estrela.


AFP

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas