Esporte Futebol Internacional

16/03/2019 | domtotal.com

No sufoco, West Ham vira para cima do Huddersfield em jogo de sete gols


Neste sábado, West Ham e Huddersfield travaram um duelo épico pela 31ª rodada do Campeonato Inglês. No Estádio Olímpico de Londres, o confronto, que teve direito a duas viradas e sete gols, terminou com vitória dos donos da casa, apesar de todos os esforços dos visitantes. O placar final foi de 4 a 3. Noble, Ogbonna e Chicharito (duas vezes) fizeram para os vencedores, enquanto Bacuna e Grant (duas vezes) marcaram para os perdedores.

Com o resultado, os comandados de Manuel Pellegrini vão a 42 pontos ganhos, se mantendo na nona colocação da Premier League 2019. O Huddersfield, por outro lado, segue na lanterna da competição, com apenas 14 pontos somados.

Na próxima rodada, os Hammers jogarão mais uma vez dentro de casa, desta vez recebendo o Everton no Olímpico de Londres. Já os Terriers, por sua vez, mais uma vez irão a campo longe de sua torcida, visitando o Crystal Palace no Selhurst Park.

Virada surpreendente

O West Ham começou melhor a partida e, logo aos 14 minutos, deu a impressão de que a tarde seria tranquila no Olímpico de Londres. Lanzini foi derrubado por Rowe na área e o juiz assinalou, corretamente, o pênalti para os donos da casa. Noble cobrou no meio do gol e, vendo o goleiro cair no canto, abriu o placar.

Apesar do início animador, a felicidade da torcida anfitriã durou pouco. Aos 17 minutos, Mooy cobrou escanteio da direita e Bacuna, na entrada da pequena área, subiu sozinho para cabecear, sem chances para Lossl: 1 a 1.

O West Ham tentou recuperar o domínio do jogo, mas passou a sofrer com a desorganização dentro de campo. Melhor para os visitantes, que viraram o placar com 30 rodados. Em jogada ensaiada em cobrança de falta, Lowe recebeu passe na esquerda e cruzou rasteiro. A zaga não conseguiu afastar e Grant, mesmo sem pegar em cheio, mandou para dentro.

Jogar como nunca, perder como sempre

No primeiro tempo, os Hammers não conseguiram reunir forças para reagir, obrigando o técnico Manuel Pellegrini a colocar Nasri e Chicharito em campo, já no início da etapa final. A mudança não surtiu muito efeito. O time dominava a posse da bola, mas encontrava plenas dificuldades para finalizar.

O Huddersfield tirou proveito disso e chegou ao terceiro gol já aos 20 minutos. E que gol. Grant recebeu na intermediária e, com um belíssimo giro, deixou o primeiro marcador para trás. Arrancando com a bola, encarou a marcação de Ogbonna, deu a finta no zagueiro e, com a perna direita, colocou a bola na gaveta de Fabianski. Nesta edição de Premier League, foi a primeira vez que os Terriers fizeram três gols em um só jogo.

A partir de então, o West Ham acordou. Mudou de postura de forma brusca e, na base da insistência, conseguiu reagir. Primeiro aos 30, em cobrança de escanteio da esquerda, em que Cresswell cruzou na cabeça de Ogbonna para diminuir o placar em 3 a 2.

O empate veio aos 39, em jogada que deve ter deixado o técnico Pellegrini extremamente feliz. Nasri recebeu na direita e levantou na área, onde Chicharito apareceu para completar e deixar tudo igual: 3 a 3.

E os minutos finais não deixaram a desejar em termos de emoção. Após o time visitante ter a bola do jogo e desperdiçar, os Hammers aproveitaram a reação e foram para cima. Deu certo. Já nos acréscimos, Felipe Anderson cruzou pela esquerda e Chicharito, de casquinha, desviou e matou o goleiro Lossl, sacramentando a vitória épica dos donos da casa, neste sábado.

Confira outros resultados deste sábado no Campeonato Inglês:

Bournemouth 2 x 2 Newcastle

Burnley 1 x 2 Leicester


Gazeta Esportiva

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas