Meio Ambiente

15/04/2019 | domtotal.com

Telhados reflexivos podem reduzir o efeito de ilha de calor urbano

Trabalhos anteriores mostraram que o calor extra associado à ilha de calor urbana é responsável por cerca de 40-50% da mortalidade relacionada ao calor nas West Midlands.

Este efeito é causado, em parte, pela falta de umidade e vegetação nas cidades, em comparação com as paisagens rurais.
Este efeito é causado, em parte, pela falta de umidade e vegetação nas cidades, em comparação com as paisagens rurais. (Pixabay)

As cidades são geralmente alguns graus mais quentes do que o campo, devido ao efeito de ilha de calor urbana. Este efeito é causado, em parte, pela falta de umidade e vegetação nas cidades, em comparação com as paisagens rurais, e porque os materiais de construção urbanos armazenam o calor. Durante as ondas de calor, as temperaturas diurnas podem ficar perigosamente altas nas cidades, levando a sérios efeitos à saúde e aumentando o risco de mortalidade.

A ideia dos telhados “frescos” é tornar as superfícies dos telhados mais refletivas à luz solar (por exemplo, pintando os telhados de uma cor mais clara), reduzindo assim as temperaturas locais.

Os cientistas usaram um modelo climático regional para analisar como as temperaturas mudaram na cidade de estudo de Birmingham e West Midlands, dependendo da extensão da implantação do telhado fresco. Eles observaram os verões quentes de 2003 e 2006, e descobriram que a intensidade da ilha de calor urbana (a diferença de temperatura entre a cidade e a zona rural) chegava a 9 ° C para a cidade de Birmingham.

Trabalhos anteriores mostraram que o calor extra associado à ilha de calor urbana é responsável por cerca de 40-50% da mortalidade relacionada ao calor nas West Midlands durante as ondas de calor.

Este último estudo, publicado na Environment International , sugere que a implementação de telhados frios em toda a cidade pode reduzir as temperaturas locais máximas durante o dia em até 3°C durante uma onda de calor. Essa redução na temperatura poderia compensar em torno de 25% da mortalidade relacionada ao calor associada à ilha de calor urbana durante uma onda de calor.

O efeito de ilha de calor urbano é mais pronunciado durante a noite, porque os materiais urbanos liberam lentamente seu calor armazenado durante a noite, no entanto, os maiores benefícios dos telhados frios foram vistos durante a parte mais quente do dia, onde a luz solar era refletida. O tipo de edifício também fez a diferença: modificar apenas metade de todos os edifícios industriais e comerciais teve o mesmo impacto na redução das temperaturas do que em modificar todos os edifícios residenciais de alta intensidade.

A co-autora Clare Heaviside, do Instituto de Mudança Ambiental da Universidade de Oxford, comenta: “A mudança climática e a crescente urbanização significam que as populações futuras têm maior risco de superaquecimento nas cidades, embora as intervenções em escala urbana e de construção tenham o potencial de reduzir esse risco.

“Estudos de modelagem como este podem ajudar a determinar os métodos mais eficazes para implementar a fim de reduzir os riscos à saúde em nossas cidades no futuro".


EcoDebate

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC. Saiba mais!

Comentários

Instituições Conveniadas