Direito

14/03/2012 | domtotal.com

Justiça bloqueia dinheiro arrecadado com 'Ai se eu te pego’


'Ai se eu te pego' só virou sucesso mundial na voz de Michel Teló
'Ai se eu te pego' só virou sucesso mundial na voz de Michel Teló

A justiça mandou bloquear todo o dinheiro arrecadado com a venda ou distribuição da música ‘Ai se eu te pego’, que se tornou sucesso mundial na voz do cantor Michel Teló.  Na segunda-feira (12), o juiz da 3ª Vara Cível de João Pessoa, Miguel de Brito Lyra Filho, concedeu liminar favorável às estudantes Marcella Quinho de Ramalho, Maria Eduarda Lucena dos Santos e Amanda Borba Cavalcanti, que se dizem coautoras da música.

“Concedo a medida cautelar para determinar que os 1º, 2º, 3º, 4º e 5º promovidos - Editora Musical Panttanal Ltda, Sharon Acioly, Antônio Diggs, Teló Produções Ltda e Michel Teló apresentem balanço contábil de faturamento com a música “Ai se eu te pego”, consignando judicialmente a receita/lucro, mantendo o crédito indisponível até o trânsito em julgado da presente demanda”, afirma o juiz em sua decisão.

As estudantes tentam obter, na justiça, o reconhecimento pela coautoria da música e, consequentemente, participarem dos lucros do “Ai se eu te pego”. Elas alegam que a música foi composta durante uma  viagem à Disney, e que a cantora baiana Sharon Acioly a teria registrado em seu nome, sem autorização.

De acordo com um dos advogados das estudantes, há um prazo de 60 dias para apresentar um balanço contábil do que foi arrecadado com a música. A medida tem efeito retroativo. Com isso, em caso de vitória das paraibanas, elas terão direito nos lucros desde que a música foi gravada até hoje. Enquanto a decisão definitiva não sair, o dinheiro ficará à disposição da Justiça.

Veja imagem de parte da decisão do juiz:
 


Redação DomTotal

Comentários

Mais Lidas
Instituições Conveniadas