Religião

11/01/2014 | domtotal.com

Papa quer Igreja sem 'cristãos derrotados'


Francisco convidou os cristãos a acreditarem que a fé 'tudo pode'
Francisco convidou os cristãos a acreditarem que a fé 'tudo pode'

O Papa Francisco disse nessa sexta-feira (10) no Vaticano que as comunidades católicas devem ser fonte de “esperança” e alertou para os “cristãos derrotados” que se esquecem desta dimensão. “A Igreja está cheia de cristãos derrotados, que não acreditam nisto: a fé é vitória; porque se não se vive esta fé há a derrota e o príncipe do mundo [expressão com que o Papa se refere ao demónio] vence”, disse, na homilia da missa a que presidiu na capela da Casa de Santa Marta.

Francisco convidou os cristãos a acreditarem que a fé “tudo pode” e lamentou que muitos vivam “uma esperança demasiado diluída, que não é forte, uma esperança frágil”. O Papa prosseguiu um ciclo de reflexões sobre a primeira carta de São João, na qual o apóstolo insiste sobre a importância de “permanecer com o Senhor” para amar Deus e o próximo. “Quem permanece em Deus, quem é gerado por Deus, quem permanece no amor vence o mundo e a vitória é a nossa fé”, observou. Essa fé, precisou Francisco, é “confessar Deus” e não “rezar o Credo de cor”, como “papagaios”, ou apenas “pela metade”.

“Quem confessa bem a fé, toda a fé, tem a capacidade de adorar, de adorar Deus”, acrescentou o Papa, para quem “o termômetro da Igreja está um pouco baixo”, a esse respeito. A homilia destacou ainda a importância de uma “atitude de esperança”, com a coragem de se “confiar a Deus”. “Se nós cristãos acreditarmos, confessando a fé, também guardando-a e confiando-nos a Deus, ao Senhor, seremos cristãos vencedores. E esta é a vitória que conquistou o mundo: a nossa fé”, concluiu.


SIR

Comentários

Mais Lidas
Instituições Conveniadas