02 Set 2019 | domtotal.com

A noite tão esperada por Rogério Ceni

Cruzeiro faz partida decisiva contra o Internacional, no Beira-Rio, valendo vaga na final da Copa do Brasil, título que o treinador ainda não tem.

O técnico Rogério Ceni durante partida do Cruzeiro contra o Vasco, no Mineirão.
O técnico Rogério Ceni durante partida do Cruzeiro contra o Vasco, no Mineirão. (Vinnicius Silva/Cruzeiro)

Por Juliano Paiva

Não é segredo para ninguém que o Cruzeiro contratou Rogério Ceni mirando a final da Copa do Brasil. Para a diretoria, chegar à decisão pela terceira vez seguida, além de histórico, representaria um grande alívio nos cofres – o vice-campeão leva R$ 21 milhões e o campeão, R$ 52 milhões.  

O casamento com o ex-técnico do Fortaleza parece perfeito, pois Rogério tem enorme ambição de ter esse caneco, inédito na sua vasta galeria. Ser campeão nacional “de cara” com o Cruzeiro ainda seria um grande update na sua carreira. A luta contra o rebaixamento não é a principal preocupação nem da diretoria, nem do treinador. Para muitos, a Raposa escapará naturalmente da queda para a Série B do Brasileirão.

Pois a tão esperada noite de Ceni se aproxima. O 4 de setembro promete um grande jogo entre Internacional e Cruzeiro. O Colorado tem a vantagem pela vitória no Mineirão, por 1 a 0, mas os cruzeirenses consideram algo perfeitamente reversível. Como obstáculos para o feito, a Raposa terá um forte Inter em casa e sua fanática torcida que promete fazer a diferença.

Mas se Rogério Ceni viu as partidas do Colorado contra o Flamengo pela Copa Libertadores notou que, caso consiga encaixar o jogo do seu time em Porto Alegre, é possível sim ganhar no Beira-Rio. Uma vitória simples basta para levar a decisão da vaga para os pênaltis.

Daí para frente, a torcida celeste passaria a colocar toda a sua fé em Fábio, decisivo tantas vezes nos últimos anos, seja para ser campão, seja para evitar um rebaixamento.

Do outro lado da chave, o Grêmio encaminhou bem seu lugar na final com a vitória por 2 a 0 na Arena. O Athletico-PR promete muita luta para avançar. Mas se nada de anormal acontecer, o Tricolor esperará, já que joga mais cedo, por Cruzeiro ou Internacional na decisão.

Aí teremos uma finalíssima que promete. Grêmio contra Cruzeiro, duelo dos maiores campeões, ou Grêmio versus Inter, simplesmente o maior clássico do país.

Aguardemos!

Juliano Paiva
é jornalista formado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente editor do Dom Total, Paiva trabalhou nos jornais O Tempo, Hoje em Dia e no extinto Diário da Tarde, tradicional periódico de Belo horizonte fechado pelos Associados Minas em julho de 2007. No DT, começou como repórter da editoria Cidades, mas, na época do fechamento do jornal, fazia cobertura esportiva. Também foi responsável pela cobertura de jogos do Campeonato Brasileiro para a Folha de São Paulo no segundo semestre de 2007.
Comentários
+ Artigos
Instituições Conveniadas