16 Set 2019 | domtotal.com

Um gol de cada vez


Rogério Ceni e Rodrigo Santana têm o desafio fazer Cruzeiro e Atlético vencerem novamente na temporada.
Rogério Ceni e Rodrigo Santana têm o desafio fazer Cruzeiro e Atlético vencerem novamente na temporada. (Vinnicius Silva/Cruzeiro e Bruno Cantini / Atlético)

Por Juliano Paiva

Os torcedores de Atlético e Cruzeiro estão irados. Não chegam a ser um Michael Douglas em Um dia de fúria ou o Dunga nas entrevistas coletivas na época em que treinava a seleção, mas literalmente não estão para brincadeiras e piadinhas. O motivo é o momento de seus times na temporada. Tanto Galo quanto Raposa estão mal das pernas causando grande preocupação.

Neste contexto é muito comum as projeções tanto dos profissionais dos clubes quanto dos seus torcedores. Elas podem ajudar, claro, mas também causar ansiedade, em especial nos fãs alvinegros e celestes. O melhor é dar um passo de cada vez, ou melhor, pensar em um gol por vez.

Não adianta o Cruzeiro mirar os 46 pontos para se manter na Série A se, agora, pode chegar no máximo a 21 caso vença o poderoso e milionário Flamengo. A bola da vez, então, tem que ser o Mengão. Vencer o clássico no Mineirão dará confiança ao elenco e alegria à torcida. Só depois o time azul deveria pensar no Ceará, Goiás e por aí vai.  

O Atlético precisa ter a mesma postura. Cinco derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro assustam até o torcedor mais fanático. Porém, agora o que vale é a Copa Sul-Americana. Ou simplesmente Sula, como chamam os torcedores nas redes sociais nos seus comentários, muitas vezes, usando uma imagem da cantora Sula Miranda para ilustrar o quanto querem ser campeões continentais de novo.  

O próximo e decisivo compromisso atleticano será contra o Colón. Então, comissão técnica e elenco devem respirar o time argentino em cada minuto de trabalho até o jogo.

E não será nada fácil. O estádio do Colón, chamado de Cemitério dos Elefantes, é conhecido por ser um lugar maldito, de enterros memoráveis de gigantes como o Galo.  A hinchada do Colón é fanática e vai comparecer em grande número. Uma noite ruim do Galo e adeus querida Sula.

Passada a partida contra o Colón, aí sim, o Atlético pode se dar o direito de voltar a concentrar todos os esforços no Brasileirão, mais precisamente no Avaí.

Atlético e Cruzeiro não vão ganhar o seu campeonato – seja a taça continental ou a não queda para a Série B – pensando muito lá na frente.

É preciso dar um passo de cada vez. Só se faz o segundo gol depois de comemorar o primeiro.

Juliano Paiva
é jornalista formado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente editor do Dom Total, Paiva trabalhou nos jornais O Tempo, Hoje em Dia e no extinto Diário da Tarde, tradicional periódico de Belo horizonte fechado pelos Associados Minas em julho de 2007. No DT, começou como repórter da editoria Cidades, mas, na época do fechamento do jornal, fazia cobertura esportiva. Também foi responsável pela cobertura de jogos do Campeonato Brasileiro para a Folha de São Paulo no segundo semestre de 2007.
Comentários
+ Artigos
Instituições Conveniadas