14 Out 2019 | domtotal.com

Final de semana ruim para o futebol mineiro

Atlético, Cruzeiro e América-MG decepcionaram seus torcedores com jogos ruins e quebra de expectativa.

Rodrigo Santana foi demitido após o desempenho pífio do Atlético nas 11 últimas rodadas tirar o time da briga por Libertadores.
Rodrigo Santana foi demitido após o desempenho pífio do Atlético nas 11 últimas rodadas tirar o time da briga por Libertadores. (Bruno Cantini / Atlético)

Por Juliano Paiva

O final de semana foi de tristeza para o futebol mineiro. Atlético, Cruzeiro e América tropeçaram feio e se complicaram nos seus objetivos nesta reta final de temporada.

O Galo, que iniciou a partida contra o Grêmio ainda sonhando com Libertadores, se viu num pesadelo. Goleado em pleno Horto, demitiu o técnico Rodrigo Santana que não conseguia tirar mais nada do elenco.

Não é de hoje que o Atlético jogava mal, sem organização tática e se mostrava fraco emocionalmente em momentos chaves das partidas.  O resultado deste caos foram apenas quatro pontos nos últimos 11 jogos do Campeonato Brasileiro, um aproveitamento de 12%.

Para substituir Santana, só um nome acalma a torcida e a coloca de novo do lado do time, inclusive dando paz à diretoria: Cuca. Os atleticanos já deram mostra – com a campanha público zero e o clima hostil no Horto – de que a paciência acabou.

Campeão da Libertadores 2013, Cuca é ídolo da torcida e sabe como poucos montar um elenco, desde que tenha respaldo para trabalhar. Realmente é o melhor nome.

O Cruzeiro também fracassou. O duro empate com a Chapecoense deixou a Raposa estacionada na 18ª posição na zona de rebaixamento com 22 pontos, a quatro do Ceará, o primeiro fora do Z4. Ou seja, são necessárias no mínimo duas rodadas para sair.

O técnico Abel Braga ainda não conseguiu vencer no comando do time celeste. Em quatro jogos, foram três empates e uma derrota. A situação preocupa, mas ainda existe margem para reação nos 13 jogos restantes.

Matemáticos já dizem que provavelmente o clube que alcançar 44 pontos não será rebaixado. Se isso se confirmar, faltam 22 para evitar a queda, sendo necessárias sete vitórias e um empate. A Raposa ainda pode perder cinco vezes.

Para se manter na Série A, porém, o Cruzeiro não pode perder tantos gols como aconteceu em Santa Catarina. Além disso, será preciso também blindar o elenco da turbulenta vida política e administrativa no clube. No domingo, mais uma denúncia, desta vez contra o departamento jurídico, movimentou os bastidores da Raposa.  

Já o América-MG, que vinha muito bem, decepcionou. Perdeu para o lanterna Figueirense! Revés surpreendente logo depois da vitória sobre o líder Bragantino. O resultado foi uma ducha de água fria na bela reação americana. O time chegou a estar na lanterna, chegou ao G4 e agora está a dois pontos daqueles que vão subir. Faltam 10 rodadas. Ainda dá! Mas bobeiras como diante do Figueira são inadmissíveis.

Juliano Paiva
é jornalista formado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente editor do Dom Total, Paiva trabalhou nos jornais O Tempo, Hoje em Dia e no extinto Diário da Tarde, tradicional periódico de Belo horizonte fechado pelos Associados Minas em julho de 2007. No DT, começou como repórter da editoria Cidades, mas, na época do fechamento do jornal, fazia cobertura esportiva. Também foi responsável pela cobertura de jogos do Campeonato Brasileiro para a Folha de São Paulo no segundo semestre de 2007.
Comentários
+ Artigos
Instituições Conveniadas