20 Jul 2021 | domtotal.com

Coincidências da fé: Obra reúne uma das mais importantes entrevistas de Fidel Castro

Entrevista concedida ao religioso brasileiro frei Betto foi a primeira em que um chefe de Estado de um país socialista falou sobre o tema

Frei Betto conversando com Fidel
Frei Betto conversando com Fidel (Divulgação Editora Fontanar)

Frei Betto

Uma das mais importantes entrevistas sobre religião concedidas pelo líder cubano Fidel Castro em toda a história ganhou uma edição, revisada e ampliada em 2016. Considerado um clássico, Fidel e a religião é resultado de uma longa conversa entre o cubano e o religioso brasileiro Frei Betto, em 1985.  

Foi a primeira vez que um chefe de Estado de um país socialista falou sobre o tema em uma entrevista exclusiva. Em depoimento que durou 23 horas no total, Fidel foca sua narrativa na questão da religião, desde a sua infância vivida no interior do país caribenho.

Durante a conversa, o chefe da revolução cubana não fugiu de nenhum dos temas propostos pelo entrevistador e mostrou-se muito mais tolerante a temas religiosos de que se pregou durante anos sobre os revolucionários de esquerda, rotulados principalmente pelos adversários como 100% ateus e intolerantes ao cristianismo.

Como relata o autor, Fidel certa vez afirmou que havia "10 mil vezes mais coincidências entre o cristianismo e o comunismo do que as que poderiam haver com o capitalismo. Não vamos criar divisões entre os homens. Cada um que tenha sua posição, que tenha sua crença".

Desde que foi lançado, no mesmo ano da entrevista, o livro foi um sucesso de vendas no Brasil e no exterior. O primeiro editor, Caio Graco Prado (Editora Brasiliense) chegou a tirar 65 reimpressões, e a obra foi traduzida em diversas línguas.  

Apenas em Cuba foram vendidos 1,3 milhão de exemplares e, em 2015, Fidel presentou o papa Francisco com uma edição cubana do livro durante visita do pontífice à ilha.

Frei Betto
é escritor e religioso dominicano. Recebeu vários prêmios por sua atuação em prol dos direitos humanos e a favor dos movimentos populares. Foi assessor especial da Presidência da República entre 2003 e 2004. É autor de "A Obra do Artista – uma visão holística do Universo", "Um homem chamado Jesus", "Batismo de Sangue", "A Mosca Azul", entre outros.

O texto reflete a opinião pessoal do autor, não necessariamente do Dom Total. O autor assume integral e exclusivamente responsabilidade pela sua opinião.

+ Artigos
Comentários