01 Out 2021 | domtotal.com

Sem igualdade e solidariedade, é falsa a liberdade


É revelador que a invocação da liberdade seja a principal bandeira dos ultraconservadores. Tudo é possível em defesa da liberdade. Qualquer medida que limite, ou regulamente a liberdade é uma afronta, para eles. Contudo, de qual liberdade falam e para quem seria esta liberdade?

É muito fácil defender uma liberdade ilimitada quando se resume o povo, com expressões como 'pessoas de bem', 'humanos direitos', ou 'famílias brasileiras'
É muito fácil defender uma liberdade ilimitada quando se resume o povo, com expressões como 'pessoas de bem', 'humanos direitos', ou 'famílias brasileiras' (Felipe Campos Melo/Fotos Públicas)

Marcel Farah

Concordo que, apesar de se dizer um sistema livre, o capitalismo é uma baita de uma gaiola. Uma prisão complexa, com vários escaninhos, corredores, alçapões, câmeras de vigilância, guardas e locais reservados para cada "tipo" de pessoa.

É revelador que a invocação da liberdade seja a principal bandeira dos ultraconservadores. Tudo é possível em defesa da liberdade. Qualquer medida que limite, ou regulamente a liberdade é uma afronta, para eles. Contudo, de qual liberdade falam e para quem seria esta liberdade?

É muito fácil defender uma liberdade ilimitada quando se resume o povo, com expressões como "pessoas de bem", "humanos direitos", ou "famílias brasileiras". O conservadorismo fecha os olhos para todo tipo de diversidade. O diferente e exuberante é ignorado para que a monotonia do modelo conservador se instaure.

"Pessoas de bem" escondem espancadores e estupradores de mulheres e crianças dentro de casa como Dr. Jairinho, que matou o enteado de 5 anos a ponta pés no Rio de Janeiro.

"Humanos direitos" negam a universalidade dos direitos ao dizer que só devem se aplicar a determinados grupos de pessoas. Escondem a honestidade intrínseca do brasileiro e da brasileira pobres, que lutam diariamente por uma vida digna dentro das regras do sistema. Um povo sofrido e trabalhador que além de desemprego, falta de saúde, precária educação, inexistência de lazer, tem que enfrentar a violência policial nas periferias, os despejos forçados durante a pandemia, o reiterado assassinato de travestis. Doutro lado, é abandonado pelo estado, sem políticas sociais, sem política de moradia, sem renda mínima, sem valorização do salário mínimo e com uma inflação nas alturas pois a Petrobras tem que preservar suas ações na bolsa - como se os donos da Petrobras fossem os acionistas e não o estado brasileiro ao qual ela pertence, e seu povo.

"Famílias brasileiras" esconde a quantidade de famílias monoparentais, sustentadas por mulheres. Esconde o descalabro de moradores de condomínios ricos que revistam as trabalhadoras domésticas quando voltam pra casa para prevenir o furto de bens das casas destas pessoas de bem. Escondem o fato de que todo rico ficou rico com apoio do mesmo estado que, segundo eles, não deve intervir para ajudar os pobres. Não há milionário brasileiro que não tenha chegado lá com ajudas, auxílios, isenções, doações, leis, renegociações de dívida, ou corrupção mesmo. Aquela história de que "venceram na vida" é uma balela, o capitalismo não permite isso como regra, apenas como rara exceção.

Os defensores da liberdade acima de todos agora são contra o passaporte das vacinas que limita o acesso de pessoas não vacinadas, por convicção própria, em locais de maior fluxo de pessoas. Esse passaporte representa uma preocupação de saúde coletiva, já que o fato da pessoa não estar vacinada aumenta o risco de que ela sirva de vetor para o coronavírus, aumentando a probabilidade de contágio. É um limite à liberdade sim, pois sem limites a liberdade pode se transformar em irresponsabilidade.

O estado de liberdade plena é um caos, para superá-lo há regras em defesa dos direitos coletivos, como à saúde, moradia, lazer, alimentação, educação e os demais. É por isso que a liberdade deve vir acompanhada, sempre, da igualdade e da solidariedade.

Marcel Farah
Educador Popular

O texto reflete a opinião pessoal do autor, não necessariamente do Dom Total. O autor assume integral e exclusivamente responsabilidade pela sua opinião.

+ Artigos
Comentários