09 Mai 2022 | domtotal.com

...E o mar virou sertão

Em 1º de Maio, em frente ao estádio do Pacaembu, reuniram-se as centrais sindicais numa grande manifestação em favor de Lula

Manifestação pró-Lula em 1º de maio
Manifestação pró-Lula em 1º de maio (AFP)

Carlos Brickmann

Diz a lei que showmício é proibido. Em 1º de Maio, em frente ao estádio do Pacaembu, reuniram-se as centrais sindicais numa grande manifestação em favor de Lula. A estrela Daniela Mercury se apresentou e puxou os brados pró-Lula. Não deve ter sido showmício, já que showmício é proibido por lei, mas foi parecidíssimo com um. De onde saiu o dinheiro, mais de R$ 100 mil, para pagar a estrela? Da Prefeitura de São Paulo (aliás, o pagamento ainda não saiu, porque está sendo investigado). O prefeito de São Paulo é petista? Negativo: é tucano de raiz, que foi vice de Bruno Covas. E os tucanos têm candidato à Presidência que não é Lula: é João Doria, da turma de Covas. Tudo bem: o governador Rodrigo Garcia, que assumiu como vice de Doria, faz de conta que nem sabe quem é Doria. E deveria se lembrar: foi Doria que o tirou do DEM e o levou para o PSDB, para ser seu candidato a vice.

Bolsonaro faz campanha contra as urnas eletrônicas e deve saber do que fala: sempre teve seus votos clicados em urnas eletrônicas, elegeu-se e elegeu seus três filhos mais velhos. Levanta suspeita de fraude nas eleições de 2018, que o levaram à Presidência. Será que ele sabe algo de que não sabemos?

Lula declarou que a ONU não é levada a sério. Lula também deve saber das coisas. Pois não é que um comitê da mesma ONU concluiu que ele foi vítima de procuradores parciais e de um juiz parcial na Operação Lava Jato?

Um apelo aos dois principais candidatos à Presidência: contem tudo!

A festa do caqui

O governador do Ceará, Camilo Santana, PT, gastou mais de cem milhões de reais de publicidade por ano, em sete anos e quatro meses de mandato. Foram no total R$ 830 milhões. E – surpresa! – o ano em que mais gastou foi 2017, quando se preparava para disputar a reeleição: R$ 162 milhões. Ou, em valor atual, o equivalente a R$ 301 milhões. Dos municípios cearenses, nenhum tem Índice de Desenvolvimento Humano muito alto; quatro têm IDH alto, 131 IDH médio, 49 IDH baixo e nenhum muito baixo. Mas para ampliar a qualidade de vida deve faltar dinheiro, imagina-se. A Bahia, também governada pelo PT (Rui Costa) gasta um pouco mais que o Ceará: R$ 960 milhões. O dinheiro não dá para tudo, mas não pode faltar para fazer propaganda dos governadores, claro. Os dois governadores petistas torraram bem mais do que São Paulo: o gasto de publicidade do Governo paulista é de R$ 153 milhões neste ano, quando o governador João Doria (PSDB) está em campanha pela Presidência da República e seu vice, Rodrigo Garcia, é candidato à reeleição. É um gasto recorde no Estado: em 2021, último ano completo de Doria no Governo, a publicidade oficial custou R$ 90,7 milhões. E, cá entre nós, também é muito: um dinheirão que podia ser mais bem usado.

A festa da mexerica

Não faz muito tempo, o presidente Bolsonaro postou no Facebook um quadro em que ele aparece segurando uma caneta Bic. Até aí, tudo bem. Mas “O Globo” descobriu a história por trás do quadro e da publicação no Face.

Transcrevendo o que nos conta o jornal:

“Quem frequenta as redes sociais bolsonaristas identificou os traços e o estilo marcante da obra, característica da artista Lucimary Billhardt. Apoiadora do presidente, ela ganhou notoriedade por quadros que retratam Bolsonaro e seus aliados com referências a símbolos da direita e temas religiosos. Ela já pintou o presidente chorando ao lado de Jesus, com o ex-presidente americano Donald Trump, e até cercado por animais em posição de prece. Também costuma pintar adversários do presidente, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, associado a imagens demoníacas.

“O que não se sabia era o périplo de Billhardt para que o quadro chegasse a Bolsonaro. Após considerar que ficaria caro enviar o presente por conta própria do Rio de Janeiro, onde mora, até Brasília, ela procurou a FAB solicitando o transporte. Foi atendida prontamente.”

No Reino Unido, país bem mais rico que o Brasil, os navios da Marinha de Guerra pertencem, por algum motivo obscuro de um passado longínquo, à Coroa. Hoje, a proprietária das belonaves é a rainha Elizabeth. Mas jamais ocorreria a qualquer cidadão mandar um presente pessoal para Sua Majestade por uma de suas embarcações. É que lá, mesmo sendo a dona da Marinha, a rainha sabe que Força é uma instituição do país. Aqui, a grande diferença é que o presidente não é dono mas se comporta como se fosse.

Os números do dia

A pesquisa é encomendada pela empresa financeira XP para oferecer dados aos investidores; e executada pelo Ipespe, instituto tradicional, de boa reputação. Na pesquisa estimulada, em que o nome dos candidatos é citado, Lula tem 44%, Bolsonaro 31%, Ciro 8% e Doria 3%. Margem de erro, 3,2%. No último levantamento, Lula tinha 45% e Bolsonaro 31%. No segundo turno, Lula venceria qualquer adversário. Bolsonaro perderia para Lula (54% a 34%) e Ciro. Com 39%, estaria empatado tecnicamente com Doria (37%). 

Carlos Brickmann
é jornalista e diretor do escritório Brickmann&Associados Comunicação, especializado em gerenciamento de crises. Desde 1963, quando se iniciou na profissão, passou por todos os grandes veículos de comunicação do país. Participou das reportagens que deram quatro Prêmios Esso de Equipe ao Jornal da Tarde, de São Paulo. Tem reportagens assinadas nas edições especiais de primeiras páginas da Folha de S.Paulo e do Jornal da Tarde.

O texto reflete a opinião pessoal do autor, não necessariamente do Dom Total. O autor assume integral e exclusivamente responsabilidade pela sua opinião.

+ Artigos
Comentários