Porsche Panamera 2014, um dos modelos da marca equipados com motor diesel.

Porsche é multada em 535 milhões de euros devido dieselgate

Marca de luxo alemã utilizou software malicioso que fraudava os resultados das emissões de poluentes em motores a diesel

Porsche Panamera 2014, um dos modelos da marca equipados com motor diesel.
Porsche Panamera 2014, um dos modelos da marca equipados com motor diesel.

A Porsche AG, marca de luxo do Grupo Volkswagen,  terá que pagar uma multa de 535 milhões de euros na Alemanha, devido a fraude dos motores a diesel adulterados, no escândalo que ficou conhecido como ‘dieselgate’.  A multa foi imposta pelo Ministério Público de Stuttgart  e a marca renunciou ao direito de recorrer. O pagamento do montante deve ser feito dentro de seis semanas para o estado de Baden-Württemberg.

O caso dos motores a diesel manipulados foi revelado em setembro de 2015, quando a Agência de Proteção do Meio Ambiente (EPA) dos Estados Unidos denunciou a Volkswagen.

A EPA acusou a montadora de ter instalado em 11 milhões de veículos a diesel – 600.000 deles vendidos nos Estados Unidos – um software que manipulava os resultados dos testes de poluição e ocultava as emissões reais, até 40 vezes superiores às permitidas.

Interior do Porsche Macan S diesel 2014.
Interior do Porsche Macan S diesel 2014.

Essa nova multa, dessa vez à Porsche,  é adicionada ao 1,8 bilhão de euros já aplicado a Volkswagen e e Audi na Alemanha após outros processos de sanções similares.

O Ministério Público de Stuttgart encontrou uma violação negligente do dever de supervisão no departamento de desenvolvimento da Porsche AG em relação às emissões de veículos no período de 2009 em diante.  O delito envolve veículos com motores V6 e V8  a diesel, que foram distribuídos no mercado europeu e em outros mercados em todo o mundo. Com relação a uma parte desses veículos – cerca de 99.000 unidades – há notificações da Autoridade Federal de Veículos Automotores contra a Porsche AG.

Ao anunciar que não vai recorrer, a Porsche encerra o processo. A multa, no entanto, não tem impacto nos processos em curso individuais ou nas ações dos clientes.  Em  diesel. No final de  2018, a Porsche anunciou sua completa retirada do diesel e afirmou que agora está totalmente focada no desenvolvimento de motores a gasolina de ponta, motores híbridos de alta performance e mobilidade elétrica. Fonte: Redação e  AFP

 

Interior do Porsche Macan S diesel 2014.
Interior do Porsche Macan S diesel 2014.