Arquivo da categoria: Notícias

img-199274-5f341a9d49d5c

Audi A4, Toyota Hilux e Hyundai Sonata: veículos apreendidos do tráfico serão leiloados

img-199274-5f341a9d49d5c

Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) de Minas Gerais realiza, na quarta-feira (26/8), o quinto leilão de 2020 com veículos apreendidos em operações de combate ao tráfico de drogas e outros crimes relacionados.  O leilão será completamente on-line e entre os destaques há um uma perua importada Audi A4 Avant, um Hyundai Sonata e uma Toyota Hilux.

Nesta edição, serão 23 veículos leiloados, entre carros, motocicletas e um caminhão. De forma inédita, uma pulseira de ouro também estará disponível para lances. Os arremates dos materiais serão exclusivamente on-line (veja os endereços abaixo), respeitando as recomendações de prevenção e combate à covid-19.

img-199281-5f3425535cc16

A iniciativa faz parte do projeto “Esforço Concentrado para a Redução dos Bens aguardando Destinação”, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria com o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Sejusp.

Como explica a subsecretária de Prevenção à Criminalidade de Minas Gerais, Andreza Gomes, cuja área é responsável pelo gerenciamento dos leilões de bens do tráfico, a realização desse tipo de ação é importante porque o Estado consegue transformar os bens apreendidos em recursos, que são repassados à União e, posteriormente, retornam ao Governo de Minas. “Esse dinheiro que temos arrecadado com os leilões são significativos para a manutenção de políticas de prevenção relacionadas ao tráfico de drogas e à criminalidade de um modo geral”, ressalta.

img-199269-5f340e2f24c71

Todos os recursos arrecadados, quando de volta a Minas, deverão ser aplicados, especialmente, em ações de redução da oferta e da demanda de substâncias ilícitas, em campanhas, estudos e capacitações relacionadas à temática das drogas. Os recursos obtidos em leilões são também aplicados na própria gestão do Fundo Nacional Antidrogas (Funad) e nas despesas decorrentes do cumprimento das atribuições da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas.

img-199242-5f33ef8a886db

 Como participar

Os lances já podem ser realizados na página https://www.mgl.com.br/leilao/11209/lotes. Neste endereço, os interessados também podem ver fotos e conhecer mais detalhes sobre cada um dos bens disponíveis para o leilão. Quem desejar ver pessoalmente os carros ou a pulseira de ouro deve fazer agendamento prévio. A previsão é que essa visitação (confira o local de disponibilidade de cada bem no link disponibilizado acima) aconteça no dia 25/8.

Para participar do leilão, é preciso se cadastrar no site do leiloeiro público oficial, até 48 horas antes do leilão. Todas as informações necessárias para inscrição, as normas e procedimentos do leilão estão disponíveis no edital: https://d1tx9qwh0jlp9r.cloudfront.net/leiloes/0000011209/arquivos/edital-de-leilao-5f33ccfd7f5e4.pdf

img-199274-5f341a9c5200d

pp

Peugeot 208 2021: nova geração terá equipamentos avançados de segurança

pp

A despeito de não ser vendido no Brasil com os modernos motores turbo da PSA, a marca francesa anuncia que o novo 208 terá equipamentos avançados de segurança.  A Peugeot não revelou se a lista abaixo será de série em todas as versões ou apenas na topo de linha. Como não falou, também não descartamos ser um pacote de opcionais…  Mas de concreto, será um modelo compacto com recursos até então disponíveis em veículos de categorias superiores!

Segundo a PSA, com a utilização da plataforma CMP (Common Modular Platform), o  208 teve a possibilidade  de incorporar os recursos Peugeot Driver Assist, Confira a lista de equipamentos que estarão disponíveis no modelo:

Alerta de colisão: avisa o condutor em caso de risco de colisão com o veículo à frente ou com um pedestre atravessando a rua. Dependendo da situação detectada e do nível de alerta configurado pelo motorista, diferentes tipos de avisos podem ser acionados e exibidos no painel de instrumentos.

PEUGEOT_208_2019_470_FR_PT_NOVO_208
Frenagem de Emergência:
 o sistema automático entra em ação para reduzir a velocidade de impacto ou evitar uma colisão caso o motorista não tenha a ação esperada após os alertas de colisão, ou no caso de uma situação súbita de risco de choque. Baseado nas imagens captadas por uma câmera na parte superior do para-brisa, a frenagem automática de emergência atua diretamente nos freios do veículo caso seja detectado o risco de atropelamento ou de batida contra outro carro (rodando na mesma direção ou estacionado).

PEUGEOT_208_2019_126_FR_NOVO_208

Alerta e correção de mudança de faixa: o veículo é equipado com uma câmera na parte superior do para-brisa capaz de reconhecer as linhas (contínuas ou seccionadas) da estrada. É com base no processamento dessas imagens que um alerta é emitido no caso de transposição involuntária das demarcações – tanto das faixas de rolagem como das bordas da via.

O sistema funciona em velocidades superiores a 60 km/h e o alerta é do tipo sonoro e visual. Mais do que o aviso, o sistema promove uma correção na trajetória do veículo: assim que o sistema identifica risco de ultrapassagem involuntária da sinalização de solo, a direção é automaticamente corrigida para manter o carro dentro dos limites da faixa de rolamento.

PEUGEOT_208_2019_465_FR_PT_NOVO_208-(3)

Auxílio de farol alto: a câmera de vídeo situada no alto do para-brisa também é utilizada no sistema de ativação automática do facho alto dos faróis. Com ela, o dispositivo tem a capacidade de captar, processar, interpretar e diferenciar as mais variadas fontes luminosas à frente do carro. Assim, o sistema de iluminação alterna automaticamente entre luz alta e luz baixa em função do ambiente. Na prática, ele desativa o farol alto ao detectar veículos no sentido da via ou oposto, voltando a elevar o facho quando a situação assim permitir.

Reconhecimento de placas de velocidade: a câmera de vídeo situada no alto do para-brisa efetua a leitura das placas de velocidade máxima permitida na via. O sistema, então, exibe uma apresentação gráfica da placa no painel de instrumentos (em paralelo, ele também utiliza as informações sobre limites de velocidade contidas nos mapas do sistema de navegação). De alta precisão, o recurso difere as sinalizações destinadas a automóveis (veículos leves) daquelas específicas para veículos pesados.

PEUGEOT_208_2019_461_FR_SANS_PIETON_NOVO_208

Detector de fadiga: o sistema avalia o tempo ininterrupto de condução, a velocidade e o comportamento dinâmico do carro. Se o sistema entender que o motorista está desatento ou viajando por mais de duas horas em velocidades superiores a 65 km/h, um alerta é deflagrado orientando o condutor a fazer uma pausa.

VisioPark 180°: quando engatada a marcha à ré, o sistema multimídia mostra na tela imagens captadas pela câmera de ré, instalada na traseira do carro. Para permitir uma manobra fácil, precisa, rápida e segura, estas imagens são exibidas em três diferentes modos de visualização: Zoom, Standard e 180°, que se revezam de maneira complementar e automática nas diferentes fases da manobra.

PEUGEOT_208_2019_016_FR_PT_NOVO_208

 

Honda-Civic-Si-2020-foto-Thiago-Ventura-Carro-Esporte-Clube

Honda Civic Si: cupê japonês ganha mudanças na linha 2020

Linha 2020 do Civic Si ganha discretas mudanças no design externo e interno, aprimoramentos mecânicos e novos equipamentos de conforto e conveniência

Na linha 2020, o carro ganha novas molduras para os faróis de neblina – que agora também são em LED – com novo desenho com acabamento em preto brilhante e uma barra transversal que acompanha a cor da carroceria. Além disso, oferece novas rodas de liga leve de 18 polegadas com acabamento em preto fosco Na traseira, o Civic Si 2020, mantém o mesmo desenho da linha anterior, mas com barra de LED horizontal que acompanha toda a extensão do aerofólio.

O painel do Civic Si tem novos elementos em vermelho, mesma tonalidade adotada nas novas faixas centrais dos bancos formato concha, com logotipos da versão bordados no encosto.
Para a linha 2020, o Civic Si também recebe sensor de chuva, além do sistema de recarga de celulares sem fio, por indução.

O carro segue equipado com motor 1.5 turbo somente a gasolina com 208 cv aos 5.700 rpm e o torque de 26,5 kgf.m aos 2.100 rpm. O bloco traz injeção direta, duplo comando de válvulas variáveis no cabeçote (Dual VTC) e quatro cilindros. Com esportivo puro-sangue, transmissão manual de seis velocidades. Na linha 2020, o modelo recebe uma relação de marchas 6% mais curta.

Outra novidade, agora o Civic Si ganha Active Sound Control, uma tecnologia que usa o sistema de áudio para amplificar o som do motor durante uma condução mais agressiva, permitindo uma experiência ainda mais imersiva de condução para o motorista. Isso pode ser configurado no seletor de modos de direção.

O Civic Si 2020 é comercializado no Brasil em versão única, cupê de duas portas, com três opções de cores: Platinum White, Crystal Black e Rallye Red. O modelo tem três anos de garantia, sem limite de quilometragem
Preço: R$ 179.900

Interior tem bancos de tecido e acabamento na cor vermelha

bmw-x3

BMW X3 híbrido faz 31,7 km/l e custa R$ 18 mil a mais que versão de entrada

Marca alemã lança SUV híbrido em duas versões. BMW X3 xDrive30e tem conjunto plug-in híbrido com 290 cv de potência e 420 Nm de torque

bmw-x3

 

Thiago Ventura

Marca bávara anunciou nessa segunda (17) a chegada de duas versões plug-in híbridas do X3 ao mercado brasileiro. O SUV será oferecido a partir de setembro nas configurações BMW X3 xDrive30e e BMW X3 xDive30e X Line, ambas fabricadas na planta de Spartanburg, Estados Unidos.  Os interessados já podem comprar na a pré-venda, inclusive no Facebook e Instagram oficial da marca.  Os modelos têm preço de R$ 342.950 (xDrive 30e) e R$ 367.950 (versão X Line).

Considerando a versão de entrada a gasolina do carro, a X3 xDrive20i X-Line, modelo 2020,  que tem preço sugerido de R$ 324.920, a novidade chega com um acréscimo de aproximadamente R$ 18 mil. Uma diferença não tão elevada para o público de alto padrão, que pode ser atraído em levar versão híbrida. Nos testes de consumo do Inmetro, o veículo apresentou 29,04 km/le no ciclo urbano e 31,74 km/le no ciclo estrada. Esse ‘km/le’ é a a autonomia por litro equivalente ao combustível utilizando mais de uma fonte de energia, no caso, combustível e eletricidade.

Os novos modelos, que a BMW chama de SAV (Sport Activity Vehicle), vem com motor 2.0  a combustão de quatro cilindros que opera em conjunto com um elétrico, resultando em potência combinada e torque combinado de 420 Nm. O modelo X Line é calçado com rodas de liga leve Y-Spoke 20 polegadas e pneus 245×45 na frente e 275×40 atrás. Já a xDrive30e utiliza modelos V-spoke 19 polegadas que rodam envoltas por pneus BMW Star com tecnologia Run-Flat que medem 245×50.

De acordo com a situação o X3 híbrido pode rodar somente com motor elétrico ou em apoio ao bloco a combustão.  No modo max eDrive, que pode ser ativado por meio do botão eDrive no console central, o novo BMW X3 atinge uma velocidade máxima de 135 km/h com uma unidade de propulsão silenciosa e livre de emissões. Já na configuração Auto eDrive, a direção totalmente elétrica é possível a velocidades de até 110 km/h. O motor de combustão só liga em velocidades mais altas ou quando há uma necessidade de aceleração particularmente elevada.

A bateria  pode ser carregada em tomadas domésticas convencionais por intermédio da utilização de um cabo de carregamento padrão. Desta forma, a bateria pode ser totalmente carregada em menos de seis horas. Já com uma BMW Wallbox de 22kW (incluso sem custo nos novos BMW X3), o mesmo processo de carregamento pode ser concluído em cerca de três horas e meia. A tomada de carregamento está localizada sob um compartimento na parede frontal esquerda do carro.

A autonomia do  X3 híbrido no modo puramente elétrico de até 55 quilômetros (ciclo NEDC) e até 46 km (ciclo WLTP). O consumo combinado de energia está entre 17,2 e 16,4 kWh a cada 100 quilômetros percorridos.

Entre os recursos de série nos modelos, carregador de celular sem fio (wireless charging), Android Auto e a preparação para Apple Car Play, que transfere a interface do iPhone por meio de conexão sem fio. Vem ainda com assistentes de condução semiautônoma: o BMW Driving Assistant permite a direção inteligente em situações como congestionamentos, trânsito lento ou viagens longas. Já o Parking Assistant dispõe de câmera de ré e sensores dianteiros e traseiros que medem os espaços para estacionar automaticamente. Na versão X Line a versão embarcada é o Driving Assistant Plus, que além de todos os recursos, oferece ainda assistente para realização de manobras evasivas, assistente ativo de proteção contra colisão lateral, alerta de tráfego em cruzamentos em casos de visibilidade restrita e assistente auxiliar de troca de faixa
.

O SUV oferece 450 litros de volume do porta-malas, uma redução de 100 litros em relação ao X3 convencional, já que a bateria está  sob o banco traseiro, enquanto o tanque de combustível foi posicionado acima do eixo traseiro. Ao rebater o banco traseiro, o espaço de armazenamento pode ser aumentado para até 1.500 litros.

Os novos SUVs vêm com ar condicionado automático digital com controle de três zonas, bancos dianteiros esportivos com ajustes elétricos – e de lombar – para motorista e passageiro dianteiro. O banco traseiro é tripartido. Volante esportivo em couro e tapetes em veludo são os outros requintes. Na versão X Line, o painel de instrumentos é revestido em Sensatec e há acabamentos em alumínio com detalhes em Pearl Chrome.

O X3 xDrive30e  tem ainda teto solar elétrico panorâmico nas duas versões e será oferecido em seis opções de cores: Branco Alpino, Preto Safira, Prata Glacier, Cinza Sophisto, Branco Mineral e Azul Phytonic. Na versão X Line, rack e moldura da janela têm acabamentos em alumínio satinado. Para as duas versões a fabricante alemã reserva quatro opções de revestimento interno, todas elas em couro Vernasca: Preto / Preto; Mocha / Preto com costura Mocha; Oyster / Preto; Bege / Preto.

 

 

Chevrolet Joy: modelo de entrada tem preço sugerido de R$ 55.990

GM oferece Onix Joy para empregado que aderir programa de demissão

Marca americana prorroga Lay-off para mais de três mil funcionários e prepara PDV com diversos atrativos para equalizar finanças

Chevrolet Joy: modelo de entrada tem preço sugerido de R$ 55.990
Chevrolet Joy: modelo de entrada tem preço sugerido de R$ 55.990

A General Motors (GM) resolveu oferecer um Chevrolet Joy 2020 zero quilômetro  com pacote Black ao funcionário que aderir ao programa de demissão voluntária (PDV). O objetivo da empresa é equilibrar o quadro de empregados e evitar demissão em massa, devido aos efeitos da crise causada pela pandemia da Covid-19.

O PDV será aberto apenas nas plantas de São Caetano (SP) e de São José dos Campos (SP).  Os incentivos à demissão variam de 3,5 a sete salários extras para cada ano trabalhado. Se o funcionário tiver mais de 11 anos de casa, pode receber também um Chevrolet Onix Joy, modelo de entrada da marca.

Além do PDV, a GM conseguiu acertar com os sindicatos a extensão do lay-off  até novembro. Os mais de três mil funcionários nessa situação ficam com contratos de trabalhos suspensos. Durante esse período, o trabalhador não recebe salário da empresa e fica amparado pelo seguro desemprego. No caso da GM, a montadora americana vai bancar a diferença por dois meses; no resto, o funcionário recebe até o teto do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), ou seja, cerca de R$ 1,8 mil.

Interior espartano do Chevrolet Joy 2020
Interior espartano do Chevrolet Joy 2020

Segundo apuração do jornal O Estado de São Paulo, trabalhadores das fábricas de São Caetano do Sul (SP) e de Gravataí (RS), onde são produzidos automóveis, já aceitaram a proposta em votação online, assim como os de Joinville (SC), onde são feitos motores. Na unidade de São José dos Campos (SP), que produz picapes e utilitários-esportivos, a votação deve ocorrer nos próximos dias.

A GM informou medidas de férias coletivas, banco de horas, redução de jornada com redução de salário, além de lay-off e PDV serão necessárias para  “preservar empregos e garantir a sustentabilidade do negócio”. A montadora declarou ainda que o plano de R$ 1 bilhão que seria aplicado até 2024 está congelado.

Chevrolet Joy 

Modelo mais básico da GM no Brasil, o Joy é a antiga geração do Onix. Ele vem com motor 1.0 SP/E de até 80 cv e câmbio manual de cinco marchas. O modelo apresenta acabamento em dois tons, volante com moldura em preto high gloss, vidro elétrico, travas e alarme. Além disso, vem equipado com ar condicionado, velocímetro digital e desembaçador elétrico temporizado do vidro traseiro. O Chevrolet Joy tem preço sugerido de R$ 55.990 (Com AE)

Para encerrar greve, Renault reintegra demitidos e abre novo PDV

Após derrota na Justiça do Trabalho, Renault se viu obrigada a negociar. Plano de Demissão Voluntária tem mais benefícios, mas congela reajustes de quem fica

fim-greve-renault

Com uma greve de 20 dias  que afetou a entrega de produtos da Renault em toda a rede de concessionários, a marca francesa e o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba chegaram a um acordo nessa segunda (10).  A empresa voltou atrás e readmitiu os 747 demitidos há mais de duas semanas, mas abriu um novo Programa de Demissão Voluntária (PDV),  com incentivo melhor do que o proposto anteriormente.  Caso a proposta seja aprovada, os funcionários retornam ao trabalho na quarta-feira.

A proposta da marca francesa é novamente desligar cerca de 800 funcionários da área de produção em sua fábrica em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba. Segundo a Renault, a medida é  para adequar o efetivo à atual demanda do mercado. A francesa alega crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus e informa que deverá produzir neste 2020 186 mil veículos; a previsão no começo do ano era de fabricar 353 mil unidades.

Para forçar a adesão ao PDV, a marca elaborou a seguinte estratégia: para cada funcionário que aderir ao programa,  um do grupo que deseja continuar na empresa voltará ao trabalho. Os que não forem convocados entrarão em lay-off (suspensão de contratos) por cinco meses. Após enxugar o quadro na produção, a Renault planeja PDV para funcionários da área administrativa.  Os trabalhadores terão até esta terça para votar, de forma online, se aceitam ou não.

O novo plano de demissão voluntária prevê o pagamento de seis salários extras, independente do tempo de casa do funcionário. Também a extensão do plano de saúde para toda a família até junho de 2021 e do vale mercado até dezembro próximo. Quem aderir também receberá a primeira parcela do Programa de Participação nos Lucros (PPR) e um abono previsto para 2021.

A marca se viu obrigada a negociar após perder na Justiça do Trabalho. O sindicato conseguiu liminar que considerou a demissão coletiva irregular e determinava dos demitidos. Para o presidente do sindicato, Sérgio Butka, a proposta possibilita a manutenção de empregos daqui para frente e atende as demandas da empresa.

“Com aprovação da proposta teremos garantia de pilares de competitividade que precisamos para o futuro da Renault do Brasil”, diz a montadora em comunicado distribuído aos funcionários.  A marca condiciona as demissões dentro do PDV como forma de negociar a produção de novos modelos no complexo com a matriz da França.

Sem reajustes

O acordo inclui ainda a suspensão de reajustes salariais neste ano e no próximo – será pago um abono de R$ 2,5 mil no período e reposição pelo INPC em 2022. O PPR deste ano deve ficar em R$ 13,9 mil, caso a produção se confirme em 186 mil veículos. Se nos três anos seguintes os volumes a serem definidos serão pagos, respectivamente, R$ 27 mil, R$ 27,5 mil e R$ 28 mil. Novas contratações terão salários 20% inferiores aos atuais.

*Com informações da AE

Criador do Peugeot 208 e do painel i-cockpit, Gilles Vidal vai para a rival Renault

Gilles Vidal foi responsável pela atual identidade visual da Peugeot, em modelos como o 208 e 3008. Gilles Vidal deverá trabalhar em novos projetos para a Renault

Gilles Vidal e uma de suas últimas criações, o Peugeot 208

Criador do novo 208 e  o painel i-Cockpit, dentre vários projetos da Peugeot e Citroën, o designer francês Gilles Vidal saiu da PSA e foi contratado pela rival Renault. Então diretor de design da Peugeot, Vidal se reportará diretamente a Laurens van den Acker, vice-presidente de Design do Groupe Renault. Como novo diretor de Design, a Peugeot nomeou Mattias Hossann, criador do e-Legend.

Gilles Vidal, de 48 anos, era  diretor de design da Peugeot desde 2010. Sob sua gestão, a marca renovou sua identidade estilística, com um posicionamento de alto nível incorporado por carros como 3008 e 508. Dentro do Grupo PSA, ele também esteve no responsável pelo desenvolvimento da Experiência do Usuário (UX) e da Interface do Usuário (UI) e pela criação da agência do Laboratório de Design da Peugeot.

Gilles  começou em 1996 na Citroën, sucessivamente em design de interiores e exteriores, depois como gerente do Citroën C4 e C4 Picasso. Ele foi encarregado da produção dos carros-conceito Citroën e da responsabilidade pelo design avançado, antes de ingressar na marca Peugeot em 2009.

É dele a linguagem atual da Peugeot, com a dianteira no estilo garra de tigre no conjunto óptico. Próximo lançamento dele, o hatch 208 é criação de Vidal.

Renault em crise

A mudança na equipe de design chega num momento delicado para a marca francesa. A montadora Renault registrou uma perda de 7,3 bilhões de euros (US$ 8,581 bilhões) no primeiro semestre, a pior de sua história, em função da crise da saúde e das turbulências de sua parceira japonesa Nissan.

O grupo francês, que já estava em uma situação difícil antes do coronavírus e que no final de maio anunciou o corte de 15 mil vagas de trabalho, informou que não fará previsões financeiras para exercício de 2020, devido à incerteza da pandemia.

“A crise da saúde que vivemos atualmente teve um forte impacto nos resultados do grupo no primeiro semestre e se somou às dificuldades preexistentes”, explicou a diretora-geral adjunta, Clotilde Delbos.

Esses números vermelhos se devem, principalmente, à contribuição da Nissan, da qual a Renault detém 43% das ações, e que provocou perdas de 4,8 bilhões de euros (US$ 5,642 bilhões).

(Com AFP)

Chevrolet-Bolt-Visual-Carro-Esporte-Clube

Chevrolet Bolt EV é o carro elétrico mais vendido no Brasil

Modelo importado dos Estados Unidos registra 82 unidades vendidas no Brasil. Chevrolet Bolt EV tem motor de 203 cv e acelera de 0 a 100km/h em 7,3s


A General Motors comemora liderança do seu primeiro veículo 100% elétrico comercializado no Brasil. Segundo a marca o Chevrolet Bolt EV registrou 82 unidades vendidas no mercado nacional no primeiro semestre. Importado dos Estados Unidos, a comercialização é feita por lotes. Com venda restrita a 15 idades, o veículo tem preço de R$ 215 mil.

O Bolt tem 4.165 mm de comprimento, 1.765 mm de largura e 1.595 mm de altura. O entre-eixos é de 2.600 mm, enquanto o peso de 1,6 tonelada, distribuído de forma quase simétrica entre os eixos. O motor tem potência equivalente a 203 cv e acelera de 0 a 100km/h em 7,3s.

A versão única do Bolt EV trazida para o mercado brasileiro é a Premier, já equipada com as baterias de nova geração, que garantem autonomia média de até 416 quilômetros, de acordo com o ciclo norte-americano EPA.

Entre os itens de segurança o hatch elétrico, 10 airbags, assistente de permanência na faixa, alerta de ponto cego, aviso de tráfego traseiro cruzado, alerta de colisão frontal e sistema de frenagem automática com detecção de pedestres para mitigar acidentes.
O modelo oferece ainda câmeras de alta definição para visão 360 graus, que auxiliam manobras de estacionamento e ficam localizadas nas extremidades do veículo, melhorando a visibilidade. Esse recurso contempla a possibilidade de transformar o espelho retrovisor central numa tela que projeta imagens da parte traseira em maior ângulo.

O Bolt EV conta com garantia de três anos para o veículo e de oito anos para as baterias de íon-lítio. Segundo a marca, o plano de revisão é mais simples do que em modelos a combustão, pois não precisa trocar de óleo, velas, correia e diversos filtros, por exemplo.

Até os 240.000 km, os principais serviços de revisão do Bolt EV se concentram nas trocas de itens de desgaste decorrentes do uso do veículo, como o filtro ar-condicionado e as pastilhas dos freios.

O carro está disponível para venda em concessionárias de São Paulo, Santo André, São Bernardo do Campo, Campinas, São José dos Campos (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba, São José dos Pinhais (PR), Porto Alegre (RS), Florianópolis, Joinville (SC), Recife (PE) e Vitória (ES).

Elétricos e híbridos

O volume de vendas dos carros eletrificados tem crescido no Brasil. O segmento triplicou de tamanho nos primeiros seis meses do ano, totalizando cerca de 7,5 mil unidades emplacadas. O volume soma os modelos híbridos, que tradicionalmente combinam um motor a combustão com um elétrico auxiliar para reduzir o consumo combustível, e os automóveis puramente elétricos, que se diferem pela emissão zero de poluentes.

Nissan Kicks UEFA Champions League 2020 Carro Esporte Clube (3)

Champions League: conheça o Nissan Kicks inspirado no futebol

SUV compacto é o único do mundo com assinatura da Liga dos Campeões. Nissan Kicks UEFA Champions League custa R$ 99,4 mil
Nissan Kicks UEFA Champions League 2020 Carro Esporte Clube (3)

Thiago Ventura

Série limitada  UEFA Champions League do Nissan Kicks segue em oferta no mercado brasileiro.  Fabricada no Complexo Industrial de Resende (RJ), a novidade é o primeiro e único modelo do mundo com a assinatura da Ligas dos Campeões, que nesta sexta-feira (10) revelou a chaveamento final da temporada.

Derivada da versão SV, é disponível em cor única e exclusiva que combina lataria em  azul Pacific com teto preto. O Nissan Kicks UEFA Champions League 2020 tem a produção limitada a 1 mil unidades, que serão vendidas nos mercados do Brasil, Argentina e Paraguai. Seu preço sugerido atual é de R$ 99.490, mil reais mais caro que no lançamento. Assim como a Liga dos Campeões, também a produção do modelo foi interrompida devido a pandemia do novo coronavírus.

 

Nissan Kicks UEFA Champions League 2020 Carro Esporte Clube (2)

 

O carro oferece  rodas de aro 17 com acabamento preto; aerofólio traseiro; adesivos da UEFA Champions League; bancos revestido com material sintético, costura azul, e tecnologia Zero Gravity para os dianteiros; acabamento azul em volta do ar condicionado; sistema de áudio com rádio AM/FM, entrada auxiliar para MP3, conector USB, bluetooth, conectividade com CarPlay e Android Auto e apresentação inicial especial UEFA Champions League; chave inteligente I-Key com comandos de abertura e fechamento dos vidros de todas as portas do carro com apenas um toque; botão eletrônico de ignição (Push Start); apoio de braço com costura azul e faróis com máscara negra.

Como toda a linha, o  Kicks UEFA Champions League vem com o motor  1.6, que desenvolve de 114 CV e câmbio Xtronic CVT com função “Sport”. Vale a pena?

 

Nissan Kicks UEFA Champions League 2020 Carro Esporte Clube (1)

JulianaCoelho_FCA_01

Jovem engenheira é a primeira mulher a comandar fábrica da Fiat Chrysler na América Latina

Em apenas sete anos Juliana Coelho passou de trainee para Plant manager da FCA. Aos 31 anos, vai comandar mais de 5 mil funcionários em PE

JulianaCoelho_FCA_01

Uma jovem engenheira será a primeira mulher a comandar uma fábrica da Fiat Chrysler Automóveis (FCA) na América Latina. Trata-se de Juliana Coelho, que assume o cargo de Plant manager do Polo Automotivo Jeep, em Goiana (PE).  Juliana sucede o italiano Pierluigi Astorino , que assumiu o cargo de diretor de Manufatura para a América Latina. A fábrica tem mais de 5 mil funcionários e produz os modelos Jeep Renegade, Compass e Fiat Toro. Um novo SUV derivado da picape Toro vai ser também produzido no Nordeste.

“Estou feliz em estrear esse novo ciclo na FCA, é um desafio e eu gosto de desafios”, afirma a pernambucana, que começou sua trajetória no mercado automobilístico dentro do grupo. Juliana iniciou a carreira em 2013, como Especialista de Processo de Pintura, tendo passado por treinamentos on the job em fábricas da FCA na Itália e na Sérvia.

A nova manager entrou como trainee e fez parte do primeiro time de funcionários do Polo Automotivo Jeep.  Foi o primeiro emprego da moça. Desde então vem construindo uma carreira ascendente na empresa. Ela já foi supervisora e gerente da Pintura e gerente da Montagem na Jeep, além de, mais recentemente, ter chefiado a área de VLM (Vehicle Line Manufacturing), responsável por novos desenvolvimentos na manufatura, no Polo Automotivo Fiat, em Betim (MG).

Pernambucana de Olinda, Juliana formou-se em Engenharia Química porque pensava em seguir carreira na área de petróleo e gás, forte na região. Amava carros porque, quando criança, adorava passear com o pai nos diferentes modelos que ele dirigia pertencentes à locadora onde trabalhava.

Pierluigi Astorino assumiu o cargo de Diretor de Manufatura da Fiat Chrysler Automóveis para a América Latina
Pierluigi Astorino assumiu o cargo de Diretor de Manufatura da Fiat Chrysler Automóveis para a América Latina

Juliana assume a unidade de Goiana em plena pandemia do coronavírus, diante das previsões de queda de 40% nas vendas. A FCA vê na nova Strada a chance de manter a receita. Mas como o produto é feito em Betim, aumenta a pressão para um bom resultado também em Pernambuco.

. “O Polo Automotivo Jeep vem de um ciclo importante de aprimoramento em excelência em qualidade. Vamos continuar evoluindo dando ênfase ao desenvolvimento de produtos, a contínua melhoria de processos e investindo nas nossas pessoas, sem dúvidas um dos principais diferenciais da Jeep”.

Novo diretor

Aos 38 anos, Pierluigi Astorino iniciou sua carreira no Grupo FCA em 2006, na planta de Mirafiori, Itália. Destacou-se como International Projects Leader, com desenvolvimento de projetos nas plantas do grupo nas quatro regiões do globo. Ele sucede o também italiano Francesco Ciancia, nomeado para liderar a manufatura dos brands Maserati e Alfa Romeo na Itália.

Pierluigi foi um dos dos responsáveis pela implementação da planta Jeep no Brasil por três anos. Após essa experiência, foi responsável pela Engenharia de Manufatura da FCA. Em 2018, retornou à Goiana como Plant manager.

Ana Theresa Borsari, da PSA: única mulher na presidência de empresa da área atualmente
Ana Theresa Borsari, da PSA: única mulher na presidência de empresa da área atualmente

Mulheres na liderança

Não é comum ter mulheres em postos de liderança na área técnica da indústria automobilística no Brasil.  A General Motors (GM) já teve Sonia Campos como diretora da unidade de São Caetano do Sul (SP) de 2011 a 2015, enquanto a PSA Peugeot Citroën teve Ana Isabel Fernandes dirigindo a fábrica de Porto Real (RJ) de 2012 a 2014.

Em nível de presidência, apenas a PSA possui atualmente uma mulher no comando, Ana Theresa Borsari, no cargo desde 2015. Já a GM tem  Marina Willisch como como vice-presidente. O grupo americano também já teve presidentas Denise Johnson e Grace Lieblin no curto período de 2010 a 2012.

Redação com AE