Arquivo da tag: Volkswagen

Golf3

Volkswagen Golf Variant deixa de ser vendido no Brasil

Perua deixa de ser oferecida no Brasil, num mercado cada vez mais dominado pelos utilitários-esportivos 

Golf3

Mais uma vítima da moda dos SUV, a perua do Golf deixa de ser importada para o Brasil. A VW não confirmou o motivo, mas é claro, ela seria canabalizada pelo T-Cross.

Um dos modelos mais bonitos e acertados do segmento, a Volkswagen Golf Variant era vendida no Brasil nas versões Comfortline e Highline, ambas equipadas com motor 1.4 TSI de 150 cv e 25o Nm de torque e transmissão automática de seis marchas.

A demanda pelo modelo, cujo segmento está em extinção, vinha muito baixa. Ao longo de todo o ano passado, apenas 503 unidades da perua foram emplacadas no país. Em janeiro deste ano, as vendas do modelo não passaram de 45 exemplares.

Golf9

Golf ameaçado?

Enquanto a perua derivada do modelo deixa de ser vendida no Brasil, o próprio hatch está ameaçado! A Volkswagen suspendeu a produção do modelo em São José dos Pinhais (PR). A marca alemã informa que essa ação é apenas temporária.

Fato é que o segmento dos hatches médios também está em declínio. O 308 deixou der importado par ao Brasil e o Focus também foi descontinuado.

Volkswagen_T-Cross__20

Volkswagen T-Cross: marca inicia pré-venda do SUV no Brasil

Inédito SUV compacto terá motores turbo e preços entre R$ 84,9 e R$ 109,9 mil. Volkswagen T-Cross disputará vendas com Jeep Renegade e Honda HR-V

Volkswagen_T-Cross__20
Por Thiago Ventura

Marca alemã lançou nesta terça-feira a pré-venda de seu inédito SUV compacto. Ao contrário do que a imprensa noticiou (inclusive a gente), o preço inicial do T-Cross será R$ 84,8 mil, caso da versão com motor 1.0 turbo com transmissão manual.
Para a ação de pré-venda, a VW disponibilizou 400 unidades da versão Comfortline e 400 da topo de linha Highline. Para garantir o modelo, o interessado deve pagar R$ 5 mil de sinal.

Quem optar pelo Comfortline, vai ganhar um cooler de brinde; no Highline, o cooler e uma bicicleta dobrável que cabe no porta-malas. Além disso, a marca promete condições especiais de financiamento direto na fábrica.

15_Volkswagen_T-Cross__7_

O site para reservas é https://prevendatcross.vw.com.br/reserva

Produzido em São José dos Pinhais (PR), o T-Cross nacional é maior que o europeu (que mostramos nas fotos anteriores): mede 4.199 mm de comprimento e 1.568 mm de altura (10 mm mais alto que o europeu). A distância entre os eixos é de 2.651 mm (88 mm a mais). O porta-malas tem capacidade para 373 litros com o banco em sua posição normal e 420 litros com o encosto do banco traseiro reclinado.
Será vendido com dois motores: 1.4 250 TSI Total Flex gera potência de até 150 cv (110 kW), com gasolina ou etanol, a 4.500 rpm. O torque máximo, também com ambos os combustíveis, é de 250 Nm (25,5 kgfm). Esse motor será combinado exclusivamente à transmissão automática de seis.

Volkswagen_T-Cross__6_

Nas versões iniciais, motor 1.0 200 TSI Total Flex desenvolve potência de até 128 cv (94 kW) a 5.500 rpm, com etanol – com gasolina, são 116 cv (85 kW), à mesma rotação. O torque máximo é de 200 Nm (20,4 kgfm), com gasolina ou etanol, sempre na faixa de 2.000 a 3.500 rpm.
O modelo chega ao mercado em abril. Ele vai competir com Honda HR-V, Hyundai Creta, Jeep Renegade, Ford EcoSport e Nissan Kicks, entre outros.

Tabela de Preços: Volkswagen T-Cross

T-Cross 200 TSI – R$ 84.990

T-Cross 200 TSI Automático – R$ 94.490

T-Cross Comfortline 200 TSI Automático – R$ 99.990

T-Cross Highline 250 TSI Automático – R$ 109.990

Volkswagen_T-Cross__4_

Volkswagen_T-Cross__8_

Volkswagen_T-Cross__11_

Recall-Volkswagen

Recall: Volkswagen vai recomprar veículos no Brasil

Marca alemã vendeu modelos pré-série, não homologados para a venda ao público. VW vai pagar 100% na tabela Fipe nos carros

Recall-Volkswagen
Um recall inusitado da montadora alemã  vai recomprar veículos usados, fabricados entre 2009 e 2017. É isso mesmo! O chamado envolve 194 unidades dos seguintes veículos: os nacionais Golf, Up!, Fox, CrossFox, Saveiro, Gol, Parati, Voyage, os antigos Polo e Polo Sedan e os importados Passat, Passat Variant, Tiguan e CC.

A Vokswagen vai oferecer aos proprietários o 100% do valor da tabela Fipe. O proprietário não é obrigado a vender o veículo, mas caso não queira, terá que assinar um termo de compromisso.

O que aconteceu com os veículos? É que a marca acabou vendendo por engano modelos “pré-série”, que não estavam homologados para a venda ao público. Esses veículos são fabricados para fotos e vídeos publicitários, testes de produção, treinamento da rede, atividades internas e eventos de lançamento e podem vir com peças e detalhes fora das especificações.

Isso pode ser desde algum elemento estético (frisos, adesivos, faróis, cor exclusiva), até peças importantes como correia, rolamentos, cabos, suporte do motor… Os carros também podem ter sido equipados com peças compatíveis de outros modelos. Como seria bem mais difícil identificar qual peça está com inconformidade de cada unidade, a VW achou melhor comprá-los e sucateá-los.

Dessa forma, não dá para saber se o recall inclui alguma falha perigosa que coloca em risco os ocupantes ou se é algum detalhe completamente irrelevante. Assim, de acordo com cada caso, o proprietário pode fazer um bom negócio, como vender um usado em péssimo estado e receber 100% da Fipe ou mesmo manter o carro que se tornará objeto de colecionador no futuro!

Para saber se o seu modelo está envolvido, entre no site da VW ou ligue 0800 019 8866.

 

Confira os chassis (não sequenciais) envolvidos no recall

MODELO ANO-MODELO CHASSIS NÃO SEQUENCIAIS
Volkswagen Touareg 2013 e 2015  WVGVF67P7DD011212
Touareg 2013 e 2015  WVGVF67P0DD011214
Touareg 2013 e 2015   WVGVF67P9FD000280
Touareg 2013 e 2015  WVGVE67P3FD004165
Touareg 2013 e 2015  WVGVF67P5FD004388
Volkswagen CC 2013 e 2016  WVWBC63C7DE519774
CC 2013 e 2016  WVWBC63C2DE520427
CC 2013 e 2016  WVWBC63C8DE521226
CC 2013 e 2016   WVWBD63C2GE508067
Volkswagen Passat 2013 WVWMG83C7DP009759
Passat 2013 WVWMG83C0DP010154
Passat Variant 2013 WVWRG83C6DE019104
Volkswagen Tiguan 2013 e 2015 WVGSV65N4DW014306
Tiguan 2013 e 2015 WVGSV65N3DW519611
Tiguan 2013 e 2015 WVGSV65NXFW016449
Volkswagen Golf 2015, 2016 e 2017 FW094744 até H4000452
Up! 2014 ET500039 até ET500077
Fox e CrossFox 2015, 2016, 2017 e 2018 F4001762 até J4000040
Saveiro 2009, 2015, 2017 e 2018 9P082682 até JP100759
Volkswagen Polo 2009, 2010, 2011 e 2014  9BWAB49N69P019666
Polo 2009, 2010, 2011 e 2014  9BWAB49N79P020017
Polo 2009, 2010, 2011 e 2014  9BWAE49N8AP000001
Polo 2009, 2010, 2011 e 2014  9BWDB49N0BP000002
Polo 2009, 2010, 2011 e 2014  9BWAB49N5EP000004
Volkswagen Polo Sedan 2009 e 2014 9BWJB49NX8P038428
Polo Sedan 2009 e 2014 9BWJB49N28P038679
Polo Sedan 2009 e 2014 9BWDE49N79P000015
Polo Sedan 2009 e 2014 9BWDB49N7EP000003
Volkswagen Gol 2010, 2011, 2014 e 2016 AP012368 até GP185049
Parati 2009 e 2011  9BWGB45W69P083389
Parati 2009 e 2011  9BWGB05W3BP000001
Parati 2009 e 2011  9BWGB05W0BP025342
Volkswagen Voyage 2010  9BWDB05U0AT034050
Voyage 2010   9BWDA45U5AT035060
Voyage 2010  9BWDB45U4AT039887

 

Nova geração das picapes médias será criada pela Ford.

Ford e Volkswagen fazem parceria global para criar novos modelos

No acordo, a Ford vai projetar e construir picapes médias para ambas as empresas, que devem chegar ao mercado já em 2022

Nova geração das picapes médias será criada pela Ford.
Nova geração das picapes médias será criada pela Ford.

A Volkswagen AG e a Ford Motor Company anunciaram nessa terça (15), no Salão de Detroit, o primeiro acordo de uma ampla aliança. As empresas vão compartilhar investimentos em arquiteturas de veículos que abrangem diferentes capacidades e tecnologias. Elas pretendem desenvolver vans comerciais e picapes médias para os mercados globais já a partir de 2022! O acordo foi anunciado pelo CEO da Volkswagen, Dr. Herbert Diess, e o CEO da Ford, Jim Hackett.

Em outra frente, Volkswagen e a Ford assinaram um memorando de intenções para estudar a colaboração em veículos autônomos, serviços de mobilidade e veículos elétricos e iniciaram o aproveitamento de oportunidades.

Entre os veículos que terão projetos compartilhados, destacam-se da Volks as linhas Transporter, Caddy e Amarok, enquanto a americana tem a família Ford Transit e a Ranger. O volume total de veículos comerciais leves das empresas em 2018 somou cerca de 1,2 milhão de unidades globalmente.

O CEO da Ford, Jim Hackett e o O CEO da Volkswagen, Dr. Herbert Diess.
O CEO da Ford, Jim Hackett e o O CEO da Volkswagen, Dr. Herbert Diess.

“Ao longo do tempo, essa aliança vai ajudar ambas as empresas a criar valor e atender as necessidades de nossos clientes e da sociedade”, disse Hackett. “Ela vai não só trazer eficiências importantes e ajudar ambas as empresas a melhorar seu desempenho, mas também nos dará a oportunidade de ajudar a formar a próxima era da mobilidade.”

Diess acrescentou: “A Volkswagen e a Ford vão combinar seus recursos, capacidade de inovação e posições de mercado complementares para melhor atender milhões de consumidores ao redor do mundo. Ao mesmo tempo, a aliança servirá como pilar para a nossa meta de aumento da competitividade.”

No acordo, a Ford vai projetar e construir picapes médias para ambas as empresas, que devem chegar ao mercado já em 2022. Para ambas as marcas, a Ford pretende projetar e construir vans comerciais maiores para os consumidores europeus, enquanto a Volkswagen vai desenvolver e construir uma van urbana.

Ou seja, VW e Ford vão shipar seus modelos para a próxima geração das picapes médias. A Rangerok vem aí!

Volkswagen-Novo-Jetta-R-Line-250-TSI-(23)

Volkswagen Jetta 2019 chega ao mercado a partir de R$ 109 mil

Modelo será vendido em duas versões com motor 1.4 TSI Flex (150 cv e 250 Nm), associado à transmissão automática de seis marchas.

Volkswagen-Novo-Jetta-R-Line-250-TSI-(23)

Por Thiago Ventura

Nova geração do Jetta chega ao Brasil importada do México. O blog Veículos DomTotal flagrou o sedã na semana anterior ao lançamento. O carro traz o atual DNA de Design da Volkswagen, com traços “limpos”, com ênfase em linhas horizontais. Produzido em Puebla, o modelo será vendido nas versões Comfortline 250 TSI e R-Line 250 TSI. Nas duas configurações, a motorização utilizada é a 1.4 TSI Flex (150 cv e 250 Nm), associada à transmissão automática de seis marchas.

O Novo Jetta é oferecido em seis opções de cor: três sólidas (Branco Puro, Preto Ninja e Vermelho Tornado), duas metálicas (Prata Snow e Cinza Platinum) e uma perolizada (Preto Mystic). O modelo conta com três anos de garantia de fábrica, sem limite de quilometragem, e tem as três primeiras revisões gratuitas!

Volkswagen-Novo-Jetta-R-Line-250-TSI-(26)

O novo Jetta cresceu em todas as direções. É mais longo, largo e alto. O carro mede 4.702 milímetros (mm) de comprimento – 43 mm maior do que a geração anterior. A largura é de 1.799 mm (+21 mm) e a altura é de 1.474 mm (+1 mm). O entre-eixos é de 2.688 mm. O porta-malas manteve os 510 litros de capacidade.

Volkswagen-Novo-Jetta-R-Line-250-TSI-(20)

O interior é todo novo com o cockpit focado no motorista. Os instrumentos e o sistema de infotainment são orientados de forma horizontal e proporcionam fácil leitura. Na versão R-Line (fotos), oferece rodas de 17” estilo “Viper” e espelhos retrovisores pintados em preto. O teto do Novo Jetta R-Line também é pintado de preto.

O Novo Jetta Comfortline traz rodas de 17 polegadas estilo “Polanko” com pneus 205/55 R17, câmera traseira para auxílio ao estacionamento, sistema Kessy (chave presencial) e espelho retrovisor interno eletrocrômico. O modelo conta, também de série, com o sistema de seleção do perfil de condução e iluminação ambiente ajustável em 10 tonalidades.

Volkswagen-Novo-Jetta-R-Line-250-TSI-(34)

Além do visual exclusivo e de todos os equipamentos da versão Comfortline, o R-Line tem como itens de série o Active Info Display (painel digital), controlador automático de velocidade (ACC), Front Front Assist, Detector de Fadiga e regulagem automática do farol alto.

Tabela de Preços

Jetta 1.4 Comfortline – R$ 109.990
Jetta 1.4 R-Line – R$ 119.990

Volkswagen-Novo-Jetta-Comfortline-250-TSI-(26) Volkswagen-Novo-Jetta-Comfortline-250-TSI-(1) Volkswagen-Novo-Jetta-R-Line-250-TSI-(33)

Marca já faz o treinamento com sua rede de concessionários.

Flagramos o novo Volkswagen Jetta 2019

Sedã-médio chega ao mercado em outubro para brigar com Civic e Corolla. Volkswagen Jetta 2019 será importado do México

Marca já faz o treinamento com sua rede de concessionários.
Marca já faz o treinamento com sua rede de concessionários. Fotos: Thiago Ventura/DomTotal

Por Thiago Ventura

Nossa reportagem flagrou a nova geração do sedã médio praticamente sem disfarces em Belo Horizonte! O carro chega no fim deste mês ao Brasil e a marca já faz o treinamento com sua rede de concessionários.

No local, havia também unidades dos líderes Toyota Corolla e Honda Civic: vendedores e gerentes das revendas VW faziam teste drive tanto no novo Jetta como nos demais, provavelmente para apontar pontos positivos do novato alemão.

Coluna C faz parecer que o carro é um coupé de quatro portas
Coluna C faz parecer que o carro é um coupé de quatro portas

O carro será vendido em duas versões, Comfortline e Highline. Na de entrada, o Jetta exibe quadro de instrumentos convencional; na completa, cluster digital (não sabemos se será de série ou opcional). Antes de conseguirmos fazer mais imagens, fomos “convidados” a nos retirar.

Visual

O Jetta 2019 é produzido na nova plataforma MQB, oferecendo design mais bold e ganhando mais espaço para passageiros. A distância entre eixos subiu para 2,68 m, ante os 2,65 de até então.
Nos EUA  ganhou mais equipamentos de segurança como : Front Assist, alerta de ponto cego com monitor de tráfego cruzado, Adaptive Cruise Control, alerta de saída de faixa e Light Assist. Resta saber se teremos tais itens no Brasil.

Na dianteira, o sedã tem alguns elementos que lembram o Arteon, enquanto na lateral a Volkswagen alterou a caída da coluna C para que o modelo tivesse um pegada de coupé de quatro portas.

O Jetta segue importado do México, e terá opção pelo motor turbo 1.4 TSI flex de 150 cavalos, e o 2.0 TSI  de 220 cavalos. A transmissão será automática de seis marchas.

Que tal, gostou?

Nova geração tem design bold.
Nova geração tem design bold.

 

Volkswagen-Jetta-2019-Flagra-15

 

Versão Comfortline terá rodas 17"
Versão Comfortline terá rodas 17″

 

Volkswagen-Jetta-2019-2

LEIA TAMBÉM:
CRETA-LNK

Conceito Taigun será inspiração para o modelo compacto global.

Volkswagen deverá produzir novo compacto global no Brasil

Presidente mundial da Volkswagen visitou o Brasil e fez reunião para acertar acordo com funcionários. Marca planeja um mini-suv para mercados emergentes

 

Novo modelo compacto global terá visual de SUV.
Novo modelo compacto global terá visual de SUV.

 

Por Thiago Ventura

Durante visita relâmpago ao Brasil nessa terça-feira (14), o presidente mundial da Volkswagen, dr. Herbert Diess revelou que o país  deverá desenvolver um novo modelo compacto global da marca, com lançamento previsto para 2020. A novidade faz parte do plano  que prevê R$ 7 bilhões e o lançamento de 20 modelos.

O executivo, óbvio, não revelou exatamente qual produto global será produzido no Brasil. Contudo, temos nossa aposta:  a Volkswagen vai desenvolver um subcompacto com pegada de utilitário esportivo, baseado no conceito Taigun.

Durante a visita que durou pouco mais de 12 horas à unidade de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, Diess se reuniu com a direção local da empresa, concessionários e dirigentes sindicais. Na conversa com os sindicalistas, o presidente deixou claro que precisa da contribuição de todos para que o projeto seja economicamente viável. “A fábrica precisa ser muito competitiva”, afirmou Diess.

Volkswagen-Taigun_Concept-2012-1600-11

Essa informação vai de encontro com que apuramos em abril deste ano, quando o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC aprovou acordo firmado com a Volkswagen. Em 2012, com o anúncio do fim da produção da Kombi e do Gol geração 4, metalúrgicos da planta Anchieta ficaram com os empregos ameaçados. Em 2015, dentro do acordo que reverteu 800 demissões anunciadas pela empresa, foi assegurada a vinda de uma plataforma mundial. Assim, a aprovação do novo modelo  pelos funcionários faz parte do trâmite do acordo sindical. A vinda de dr. Diess para encontrar lideranças sindicais consolida o acordo. Em nome da manutenção dos empregos, os funcionários acertaram abrir mão de reajustes salariais e, por um tempo, aceitaram trabalhar com jornadas e salários reduzidos.

O modelo é o quinto SUV que a Volkswagen vai lançar no Brasil e será a opção mais barata. O projeto é conhecido pelo codinome ‘A0 CUV’ e vai concorrer com Renault Kwid e outros semelhantes. Ele deverá ter um pouco do conceito Taigun, revelado em 2014. Criado na plataforma do up!, a Volks tinha desistido do projeto, mas pelo visto será retomado, dessa vez com uma versão reduzida da plataforma MQB (a mesma do Polo). Será um modelo global, mas voltado para mercados emergentes.

Conceito Taigun será inspiração para o modelo compacto global.
Conceito Taigun será inspiração para o modelo compacto global.

Investimentos

O plano de investimento para o período de 2017 a 2020, de R$ 7 bilhões, não inclui aumento de capacidade. Prevê modernização das fábricas e 20 lançamentos, dos quais faltam dez. O foco principal são os utilitários-esportivos, segmento que mais cresce em vendas no País e do qual a marca não participa com produtos locais. Serão cinco novos SUVs. Um deles, o T-Cross, será produzido na unidade de São José dos Pinhais (PR) no fim do ano para início de vendas no primeiro semestre de 2019. Uma nova picape também será apresentada em novembro.

Dr. Herbert Diess, presidente mundial da Volkswagen.
Dr. Herbert Diess, presidente mundial da Volkswagen.

Lucro da Volks

Embora a Volkswagen registre prejuízo na América do Sul, a operação global da Volkswagen registrou lucro de € 9,8 bilhões no primeiro semestre, cifra quase 10% acima do resultado de igual período de 2017, mesmo com o escândalo conhecido como Dieselgate que levou a empresa a perder participação de mercado em sua casa, a Alemanha.

A companhia vendeu globalmente 11 milhões de veículos com um sistema que fraudava a medição de emissões de poluentes, o que lhe rendeu prejuízos de ¤ 25 bilhões, boa parte em ações judiciais. Só no primeiro semestre foi pago ¤ 1,6 bilhão a clientes que foram à Justiça. (Com informações da Agência Estado)

Volkswagen-Taigun_Concept-2012-1600-0c

 

77

Volkswagen Gol e Voyage ganham opção de câmbio automático

Modelos têm motor 1.6 de 120 cv e preços a partir de R$ 54,5 mil para o hatch e R$ 59,9 mil para o sedã

77

Por Thiago Ventura

Tchau iMotion! Marca alemã lança no mercado a opção automática para a linha Gol e Voyage 2019.  É a primeira vez que a dupla de modelos compactos recebe esse tipo de transmissão.  Os carros já haviam sido equipados com câmbio automatizado i-Motion, mas esse tipo de opção já saiu do gosto do consumidor há um bom tempo!

Voyage e Gol chegam disponíveis em versão única de acabamento. Assim, a Linha 2019 oferece três opções de motor e duas de câmbio: 1.0 (84 cv) e 1.6 (104 cv) com transmissão manual de cinco marchas e 1.6 MSI (120 cv) com transmissão automática.

44

As configurações com transmissão automática chegam para atender a várias demandas de mercado, que vão desde clientes que procuram ótima relação custo-benefício e conforto a frotistas e pessoas com deficiência (PCD). As versões automáticas são sempre acopladas com o 1.6 de 120 cv (88 kW) com etanol e 110 cv (81 kW) com gasolina a 5.750 rpm, com torque máximo de 165 Nm (16,8 kgfm) com etanol e 155 Nm (15,8 kgfm) com gasolina, ambos a 4.000 rpm.

22

Com esse motor, o Gol acelera de 0 a 100 km/h em 10,1 segundos e atinge 185 km/h de velocidade máxima (etanol). O Voyage, com o mesmo conjunto, acelera de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos e atinge 190 km/h de velocidade máxima (etanol). A transmissão oferece a opção de trocas manuais sequenciais Tiptronic – por meio da alavanca de câmbio ou pelas aletas atrás do volante multifuncional (opcional) – e também conta com o modo de acionamento esportivo (posição “S”), que altera os momentos das trocas de marchas para rotações mais elevadas.

Os modelos têm três anos de garantia de fábrica sem limite de quilometragem e são oferecidos em cinco cores: três sólidas (Branco Cristal, Preto Ninja e Vermelho Flash) e duas metálicas (Prata Sirius e Cinza Platinum).

33

Tabela de preços

Gol MSI AT6: R$ 54.580
Voyage MSI AT6: R$ 59.990

 

Pacotes de opcionais

O pacote “Urban Completo” acrescenta aos modelos itens visuais e funcionais como rodas de liga leve de 15”, alarme keyless, chave tipo “canivete” com controle remoto, retrovisores e maçanetas pintados na cor do veículo, grade do radiador pintada em preto ninja e espelhos retrovisores externos com ajuste elétrico, função tilt down (lado direito) e luzes indicadoras de direção integradas.

A função “tilt down”, uma exclusividade dos modelos Volkswagen em suas categorias, está presente em modelos como Golf e Jetta. Esse recurso regula automaticamente o espelho retrovisor do lado do passageiro, apontando para o meio-fio toda vez que a marcha à ré é engatada. Ao desengatar a marcha à ré, o espelho retorna exatamente à posição que estava ajustado previamente. O “tilt down” ainda permite que o motorista ajuste o quanto deseja que o espelho seja rebaixado ao ser acionado, melhorando o campo de visão do meio-fio.

66

Complementam o pacote “Urban Completo” sensor de estacionamento traseiro, vidros elétricos dianteiros e traseiros, destravamento elétrico da tampa traseira com controle remoto, travamento elétrico das portas com controle remoto, para-sol com espelho iluminado, faróis duplos (exclusividade na categoria), farol de neblina, lanterna traseira escurecida, 2 luzes de leitura dianteiras e 2 traseiras, alças de segurança no teto e coluna de direção com ajuste de altura e distância.

Outro opcional disponível para os modelos Gol e Voyage 2019 é o “Interatividade Composition Touch” que traz o sistema de Infotainment com 4 alto-falantes, 2 tweeters e “I-System com Eco-Comfort” – computador de bordo e volante multifuncional com comando de sistema de som e do “I-System”.

55

O sistema Composition Touch conta ainda com entradas USB e para SD-card, conexão Bluetooth e permite conectividade por meio do App-connect (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink).

Como ação especial para o lançamento da linha 2019, os modelos Gol e Voyage também terão como opcional o pacote “Interatividade Discover Media”, que traz o sistema mais tecnológico do grupo Volkswagen – a um preço atrativo.

O sistema ‘Discover Media’ permite conectividade avançada com os smartphones por meio do App-Connect (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink). Com tela colorida sensível ao toque (touchscreen) com sensor de aproximação, oferece ampla interatividade, com várias opções de informação e entretenimento, além de visual moderno e tecnológico. Permite conexão Bluetooth para até dois celulares e possui uma entrada USB. Esse sistema de infotainment traz adicionalmente recurso de navegação que se destaca pela facilidade de uso e interatividade com o painel de instrumentos, possibilitando uma condução mais segura e confortável. Esse sistema também contempla o “MapCare”, que permite a atualização periódica gratuita da base de mapas durante toda a vida do veículo. Fotos, vídeos e músicas em diversos formatos são alguns exemplos de mídias que podem ser “lidas”.

99

88

Volkswagen Golf tem motor 1.0 TSI de 128 cavalos.

Brasil é o país onde um carro 1.0 pode custar mais de R$ 100 mil

Volkswagen Golf 2019 chega ao mercado com visual reestilizado e preços entre R$ 91,7 mil e  R$ 143,9 mil

Volkswagen Golf tem motor 1.0 TSI de 128 cavalos.
Volkswagen Golf tem motor 1.0 TSI de 128 cavalos.

 

Por Thiago Ventura

Aconteceu. O consumidor brasileiro agora tem à disposição um modelo com motor 1.0 que pode ter valor final acima dos R$ 100 mil. Trata-se do Volkswagen Golf com visual reestilizado que acaba de chegar ao mercado nacional, quase dois anos depois da estreia na Europa.

Os preços de veículos têm registrado uma grande elevação no preço já há algum tempo. Mas surpreende pensar que um carro equipado com motor de um litro,  que já foi considerado de carro popular, hoje possa custar mais de cem mil reais.

Contudo, existem dois lados: apesar de 1.0, o bloco TSI (chamado pela marca de 200TSI) não é nada ‘frouxo’ e sim uma tendência global de downsizing: motores menores, mais econômicos e eficientes.  Assim, falar que ‘1.0 é ruim’ é um certo preconceito, tendo em vista que esse em questão é turbinado e ‘anda’ mais que muito 1.8 ou 2.0 no mercado…  porém, a tabela de preços deixou muito consumidor intrigado.

Interior da versão Comfortline do Golf 2019.
Interior da versão Comfortline do Golf 2019.

O que mudou?

A linha 2019 do Golf apresenta mudanças visuais em todas as versões e também se estendem à perua Golf Variant. Os modelos chegam às concessionárias da marca a partir deste mês e fazem parte da maior ofensiva de produtos da história da Volkswagen no Brasil, com 20 lançamentos até 2020.

Os para-choques foram redesenhados, assim como os faróis – que ganham luzes de uso diurno de LED para todas as versões; nas versões Highline e GTI o Golf passa a contar com oferta de faróis de LED, em substituição aos de xenônio.

Golf GTI
Golf GTI

A traseira do Golf traz nova linguagem. Também foram alteradas as rodas dos modelos e as lanternas traseiras, que passam a ser de LED para o Golf e o Golf Variant.

Na dianteira, a ligação da grade do radiador com os faróis ganhou uma nova faixa cromada (no GTI essa faixa é dupla, cromada e vermelha). No interior, central multimídia com tela de 8″ para todos.

Painel da versão Highline.
Painel da versão Highline.

Golf Comfortline: 1.0 acima de R$ 100 mil

Mudanças também na versão de entrada. Agora o opção Comfortline é vendida apenas com transmissão automática de seis velocidades. Até então, era apenas com manual de seis (8 ou 80 essa VW!). O motor 1.0 TSI Total Flexue agora gera potência de até 128 cv a 5.500 rpm com etanol (ganho de 3 cv, obtido por meio de nova calibração do motor). Com gasolina, fica nos 116 cv. O turbo garante torque máximo de 200 Nm a partir de 2.000 rpm.

Para quem torce o nariz para motor 1.0 (mesmo que turbo), segundo a VW, o Golf Comfortline TSI faz de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos e atinge a velocidade máxima de 192 km/h, quando abastecido com etanol. Em relação ao consumo, com gasolina faz 11,4 km/l na cidade e 14,2 km/l na estrada. Com etanol, são 8 km/l na cidade e 10,2 km/l na estrada.

O Golf Comfortline TSI tem preço inicial de R$ 91.790. Contudo, o valor pode chegar nos R$ 101,2 mil! Isso caso o cliente resolva acrescentar todos os itens opcionais:  teto solar panorâmico (R$ 4.800), rodas de 17 polegadas ‘Madrid’ (R$ 2.450) e pintura perolizada (R$ 2.200).

Nós testamos em 2017 o Golf Comfortline 1.0 TSI. Clique aqui e relembre o teste.

Antes desse novo visual, o Golf Comfortline 1.0 TSI era vendido por R$ 78.780. Contudo, era disponível apenas com transmissão manual de seis marchas. Na linha 2019, o hatch médio teve uma alta de R$ 13.010.  Em compensação, o carro agora conta de série com volante multifuncional revestido em couro com aletas para trocas de marcha, sensores de chuva e crepuscular, faróis com temporizador programável, retrovisor interno eletrocrômico, controlador de velocidade de cruzeiro, câmera de ré e sistema de infotenimento atualizado, com tela sensível ao toque de 8 polegadas.

Versão perua também recebeu as mudanças visuais.
Versão perua também recebeu as mudanças visuais.

Conclusão

Equipamentos e  esclarecimentos sobre a eficiência do motor à parte,  o valor cobrado de R$ 101,2 mil para uma unidade de entrada do Golf coloca em dúvida o sucesso de vendas do modelo.  Como a categoria que virou a ‘menina dos olhos’ do consumidor é dos utilitários esportivos, será muito mais fácil para um eventual cliente pagar e mesma quantia num SUV espaçoso do que num hatch médio.

Tabela de preços
Golf Comfortline 1.0 TSI AT — R$ 91.790
Golf Highline 1.4 TSI AT — R$ 112.190
Golf GTI 2.0 TSI DSG — R$ 143.790
Golf Variant Comfortline 1.4 TSI — R$ 102.990
Golf Variant Highline 1.4 TSI — R$ 113.490

 

Novo SUV subcompacto pode ser inspirado no conceito Volkswagen Taigun (2014)

Volkswagen vai produzir novo SUV compacto no ABC

Trabalhadores da Volkswagen aprovam produção de um SUV na planta Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP). Assembleia estava prevista em acordo

Novo SUV subcompacto pode ser inspirado no conceito Volkswagen Taigun (2014)
Novo SUV subcompacto pode ser inspirado no conceito Volkswagen Taigun (2014)

Por Thiago Ventura

A produção de mais um utilitário esportivo (SUV) da Volkswagen no Brasil foi confirmada, dessa vez pelos trabalhadores da empresa. A assembleia foi realizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC nessa terça-feira (17) e faz parte do acordo firmado com Volkswagen.

O modelo é o quinto SUV que a Volkswagen vai lançar no Brasil e será a opção mais barata. O projeto é conhecido pelo codinome ‘A0 CUV’ e vai concorrer com Renault Kwid e outros semelhantes. Ele deverá ter um pouco do conceito Taigun, revelado em 2014. Criado na plataforma do up!, a Volks tinha desistido do projeto, mas pelo visto será retomado, dessa vez com uma versão reduzida da plataforma MQB (a mesma do Polo).

Novo SUV subcompacto pode ser inspirado no conceito Volkswagen Taigun (2014)
Novo SUV subcompacto pode ser inspirado no conceito Volkswagen Taigun (2014)

Em 2012, com o anúncio do fim da produção da Kombi e do Gol geração 4,  metalúrgicos da planta Anchieta ficaram com os empregos. Em 2015, dentro do acordo que reverteu 800 demissões anunciadas pela empresa, foi assegurada a vinda de uma plataforma mundial. Assim, a aprovação do novo modelo (já anunciado pela direção da VW) pelos funcionários faz parte do trâmite do acordo sindical.

Atualmente a fábrica produz 1036 carros por dia – os modelos Saveiro, Virtus e Polo – e tem capacidade para produção diária de 1091 carros. ‘Só poderá ocorrer o compartilhamento caso nossa produção aqui na planta Anchieta tenha atingido sua capacidade máxima’, ressaltou o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e trabalhador na Volks, Wagner Santana, o Wagnão.

Novo SUV subcompacto pode ser inspirado no conceito Volkswagen Taigun (2014)
Novo SUV subcompacto pode ser inspirado no conceito Volkswagen Taigun (2014)

Cinco novos SUVS

No começo do mês, a Volkwagen anunciou o investimento de R$ 2 bilhões para o desenvolvimento e a produção do utilitário esportivo (SUV)  T-Cross em sua fábrica de São José dos Pinhais (PR). O modelo é o primeiro SUV produzido pela Volkswagen no Brasil.

A produção do T-Cross e a chegada ao mercado brasileiro e exportações aos principais mercados na região América do Sul, Central e Caribe estão programadas para o primeiro semestre do ano que vem.
Cinco novos SUVs da VW no Brasil
1. Tiguan: 2018 (importado do México)
2. Touareg:  2018 (importado da Alemanha)
3. T-Cross: 2019  (produzido em São José dos Pinhais/PR)
4. Tharu: 2019 (produzido em Pacheco/Argentina)
5. A0 CUV: 2020 (produzido em S.Bernardo do Campo)

Fábrica da VW em Anchieta: novo modelo vai assegurar empregos na unidade.
Fábrica da VW em Anchieta: novo modelo vai assegurar empregos na unidade.

O valor faz parte do plano de investimentos da empresa no Brasil, anunciado em novembro de 2017 e que prevê R$ 7 bilhões e o lançamento de 20 modelos até 2020.

Destes, cinco serão SUVs, sendo que o primeiro será a nova geração do Tiguan, lançada neste mês, importada do México. Considerando o T-Cross, sobram três vagas: uma será da nova geração do Touareg. O quarto SUV será o Volkswagen Tharu, que será produzido na Argentina e rival do Jeep Compass. E o quinto, esse novo SUV subcompacto produzido em Anchieta.

_Volks---Aprovação-do-acordo-novo-carro---Adonis-Guerra_170418_0205